Aprovados no concurso PC RS pedem apoio da AL RS em convocações
Aprovados no concurso PC RS de 2018 pedem apoio à Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa em diálogo com o governo.
23/06/2022 12:05
23/06/2022 12:05

A demanda por convocações dos aprovados no concurso PC RS de 2018 foi apresentada em uma reunião nesta quinta-feira, 23, com a Comissão de Segurança, Serviços Públicos e Modernização do Estado da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.

O pleito foi levado pela representante dos aprovados Luciana Bortoli dos Santos, que pediu apoio aos parlamentares para diálogo com o Governo do Estado, em busca da convocação dos aprovados.

Segundo ela, na última quarta-feira, 22, foi entregue ao governador Ranolfo Vieira Júnior um estudo que indica que, dos 940 aprovados, menos de 600 teriam interesse em ingressar na carreira.

"O governador, porém, informou que não há previsão para a convocação este ano", segundo informou a AL RS. 

Vale lembrar que o prazo de validade do concurso acabaria em dezembro deste ano, mas, em função de lei aprovada devido à calamidade pública provocada pela pandemia do Covid-19, o período foi prorrogado até setembro de 2023.

No entanto, segundo Luciana, os aprovados só são nomeados seis meses após o curso na Academia da Polícia Civil, o que encurta o prazo viável para março do próximo ano.

Ela ainda lembrou que o déficit nos quadros da Polícia Civil está em quase 50% e que, em muitas cidades do interior, há apenas um agente. Segundo a representante, a atual situação causa problemas de saúde laboral aos servidores, que realizam plantões contínuos e têm uma sobrecarga de trabalho.

O deputado Jeferson Fernandes, que propôs o debate, disse estar nítido que o ingresso do estado no Regime de Recuperação Fiscal (RRF) é o principal motivo que impede o chamamento de aprovados nos concursos públicos já realizados.

Por sua vez, o deputado Edegar Pretto informou que, como presidente da comissão, enviará um documento ao Executivo em apoio ao pleito apresentado pela representante dos aprovados no concurso. 

Aprovados no concurso PC RS cobram por convocações (Foto: PCRS)
Aprovados no concurso PC RS cobram por convocações
(Foto: PCRS)

Veja detalhes do último concurso PC RS

O último concurso PC RS foi realizado em 2017/2018. Na ocasião, foram oferecidas 1.200 vagas, nos cargos de escrivão e inspetor, sendo 600 para cada função. Já a seleção para delegado contou com 100 oportunidades.

Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas e uma redação, além do teste físico, da sindicância da vida pregressa e exames de saúde e avaliação psicológica. 

Na objetiva dos agentes foram exigidas 80 questões, sendo 30 de Língua Portuguesa e 80 de Conhecimentos Específicos, sendo: Informática, Raciocínio Lógico, Legislação Estatutária, Direito Penal, Direito Processual Penal, Direito Administrativo, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direitos Humanos e Atualidades.

Já os candidatos ao posto de delegado tiveram que responder a 120 questões objetivas e 20 discursivas. O conteúdo contou com disciplinas de Língua Portuguesa e Conhecimentos Jurídicos, sendo eles:

  • Direito Penal Direito;
  • Processual Penal;
  • Direito Administrativo;
  • Direito Constitucional;
  • Direito Civil;
  • Direitos Humanos;
  • Medicina Legal Judiciária; e
  • Criminologia.

Ex-chefe de polícia disse ser possível novo edital

Em março deste ano, a ex-chefe da PC RS, delegada Nadine Anflor, anunciou a possibilidade de um novo concurso públicado ainda este ano. A previsão passada foi para os cargos de delegado, escrivão e inspetor.

"Gostaria muito. Espero que até o fim do ano a gente tenha algum edital de concurso para delegado, escrivão e inspetor", afirmou a então chefe da corporação em entrevista ao programa Cruzando as Conversas, da RDC TV.

Apesar de ainda ter a cobrança de chamadas, por parte dos excedentes aprovados no concurso de 2017, a delegada afirmou que isso não interferia no planejamento para um novo edital.

Após a previsão, o novo chefe da PC RS, delegado Fábio Motta Lopes, não falou sobre o assunto até o momento. 

Confira abaixo os principais requisitos de cada cargo previsto no concurso. Confira!

Agentes de polícia (inspetor e escrivão)

A carreira de agente de polícia conta com os cargos de escrivão e inspetor, que têm os mesmos critérios de ingresso. Quem sonha em entrar na PC RS por meio dessas funções deve apresentar:

  • no mínimo, 18 anos de idade;
  • curso superior completo em qualquer área; e
  • Carteira Nacional de Habilitação, no mínimo, na categoria "B".

Vale lembrar que os ganhos para escrivão e inspetor estão em torno de R$6.366,80. 

Delegado

Já o delegado da Polícia Civil exige alguns requisitos mais específicos, por parte dos candidatos. A função também é a que oferece os maiores ganhos inicias, chegando a R$20.353,06.

Para quem deseja concorrer, é preciso comprovar:

  • no mínimo, 18 anos de idade;
  • curso superior completo em Direito;
  • Carteira Nacional de Habilitação, no mínimo, na categoria "B"; e
  • atividade jurídica ou policial pelo período mínimo de três anos, até a data da matrícula no Curso de Formação Profissional.
Quer receber novidades sobre concursos?
Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!
Newsletter
Receba notícias recomendadas para você!
É só se cadastrar e seguir concursos de seu interesse para receber notícias exclusivas direto na sua página inicial.
icon