Concurso PC PR: corporação pretende romper com organizadora

Edital do concurso PC PR diz que etapas poderiam ser adiadas, desde que avisado com, pelo menos, 72h de antecedência.

22/02/2021 16:32 | Atualizado: 22/02/2021 17:40

Por: Natalia Fuly

22/02/2021 16:32 | Atualizado: 22/02/2021 17:40 - Por: Natalia Fuly

O contrato com a instituição organizadora do concurso PC PR poderá ser cancelado, após a polêmica suspensão das provas da seleção no último domingo, 21.

O delegado-geral da Polícia Civil do Paraná, Silvio Jacob Rockembach, anunciou que o Governo do Estado vai buscar a reparação dos danos causados e a identificação dos responsáveis pela suspensão repentina da seleção.

Isso porque, o Núcleo de Concursos da Universidade Federal do Paraná (NC-UFPR), responsável pelas etapas, comunicou a suspensão da avaliação no início da manhã do dia da aplicação das provas, às 5h42 de domingo, o que prejudicou diversos candidatos.

O edital do concurso PC PR informa que as etapas poderiam ser adiadas, desde que avisado com, pelo menos, 72h de antecedência. O que não ocorreu. Com isso, existe a possibilidade de uma nova banca ser escolhida para tocar o concurso.

Após contato com a Assessoria de Comunicação da Polícia Civil do Estado do Paraná, Folha Dirigida obteve como resposta o vídeo da entrevista coletiva com o delegado-geral da corporação. Veja o que foi dito a seguir: 

Questionado sobre a suspensão das provas, o delegado-geral mostrou insatisfação:

O sentimento da Polícia Civil é de total indignação. É inadmissível que mais de 100 mil candidatos sejam tratados e desrespeitados da forma como foram. Nós não podemos admitir que um núcleo de concurso, com o know-how de uma universidade federal, apenas reconheça falhas horas antes da aplicação das provas e cancele o concurso da maneira como foi cancelado. 

Silvio Jacob Rockembach informou que a decisão da UFPR foi unilateral e surpreendeu também a Polícia Civil. 

“Ficamos sabendo da suspensão junto com toda a sociedade, a partir do comunicado publicado pela UFPR. Mantivemos contato constante, desde novembro, e a resposta sempre era de que tudo corria dentro do planejado para a realização do concurso. Ainda ontem à tarde estive pessoalmente com os responsáveis do Núcleo de Concursos e não houve qualquer comunicado sobre eventuais problemas para realização das provas”, salientou.

Mesmo com toda a confusão, os candidatos podem ficar despreocupados quanto a realização do concurso. Silvio Jacob Rockembach afirmou que a seleção acontecerá em uma nova data, ainda que seja preciso contratar outra organizadora.

 Temos a necessidade de contratação de pessoal para a Polícia Civil e esse concurso será realizado assim que possível, disse.

Concurso PC PR: corporação pretende romper com organizadora (Foto: Divulgação)
Concurso PC PR: corporação pretende romper
com organizadora (Foto: Divulgação)

  

Governo se manifesta e prevê processo administrativo contra a banca

O governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, também manifestou indignação contra o cancelamento inesperado das provas do concurso PC PR. Por meio de suas redes sociais, ele afirmou que a situação é inaceitável.

Concursandos de todo o país se deslocaram para Curitiba e região para realizar o concurso. Não compactuamos com esse desrespeito.


No edital de abertura da seleção diz que qualquer uma de suas etapas pode ser adiada, desde que avisado com certa antecedência:

“A data de realização de qualquer uma das fases ou etapas que compõem o Concurso Público poderá ser alterada, ou as provas serem reaplicadas em outra data, na ocorrência de fato que inviabilize sua realização ou que implique a sua anulação, como, por exemplo, decorrentes de medidas de prevenção estabelecidas pelo Ministério da Saúde para o enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da Covid-19 (Coronavírus). Nesse caso, o NC/UFPR convocará os candidatos por meio de Edital específico para outra data com antecedência de 72 horas.”

Por esse motivo, o governo deve entrar com processo administrativo por quebra de contrato contra o NC-UFPR, além de indenização no limite da Lei 8666/93. Esse processo poderá causar também o impedimento do núcleo de contratar com o Governo do Estado do Paraná por dois anos.
 

Universidade faz defesa por meio de nota oficial 

A Universidade Federal do Paraná divulgou ainda na tarde de domingo, 21, por meio do site do NC-UFPR, uma nota oficial comentando a suspensão do concurso e prometendo resolução.

A instituição deu detalhes a respeito do processo de organização da seleção diante de um cenário de pandemia. E diz que submeteu à Secretaria de Saúde do Estado um Protocolo de Biossegurança a ser observado durante a aplicação das provas. E ainda procurou adequar-se às exigências de segurança sanitária adicionais, apresentadas pelo Ministério Público de Trabalho e Defensoria Estadual e da União.

No entanto, apesar de todo o esforço, a Universidade afirmou que a pandemia impôs novos desafios e dificuldades para os candidatos e para os trabalhadores responsáveis pela aplicação da prova, além de uma nova necessidade de adaptação de logística e infraestrutura. 

E que nas últimas 24h antes das provas, teve problemas inesperados e insuperáveis de logística de itens de segurança imprescindíveis, como, por exemplo, no recebimento dos termômetros para medição de temperatura dos candidatos na entrada dos locais de prova que foram exigidos pelo Ministério Público e Defensoria Pública da União e do Estado. 

"Além disso, às vésperas das provas, ocorreram problemas relativos à desistência de cessão de espaços de vários locais (sobretudo de escolas) que, segundo a direção do Núcleo de Concursos/UFPR, inicialmente haviam se comprometido em servir para a aplicação das provas do concurso, bem como de alocação de pessoal, o que acarretou tanto um problema logístico insuperável de realocação de candidatos e de provas, quanto também de segurança e de igualdade de condições de concorrência entre todos os candidatos."

A Universidade promete que, até a divulgação de nova data, vai estabelecer condições para minimizar os transtornos ocorridos. E que pretende retomar o concurso na maior brevidade e nas melhores condições para todos. 

Por fim, o órgão diz que está reestruturando e substituindo a coordenação do Núcleo de Concursos e apurará internamente, e de modo imediato, público e transparente, o planejamento do concurso, de modo a identificar se houve desvios na condução das ações realizadas internamente no Núcleo de Concursos da UFPR.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Sobre o concurso

Inscrições Encerradas

Polícia Civil-PR - 2020 - investigador, papiloscopista e delegado

PR
Até R$18280,05
Fund...
400 vagas

Carregando...