Deputado pede a convocação de excedentes do concurso PC DF. Veja!

Com concurso sem previsão de aplicar provas e com déficit, a PC DF poderá receber novos servidores em breve - sendo estes excedentes.

03/05/2021 10:08 | Atualizado: 03/05/2021 10:17

03/05/2021 10:08 | Atualizado: 03/05/2021 10:17

Sem previsão de aplicar as provas do concurso PC DF, a corporação segue com o déficit de pessoal. E, com isso, a necessidade aumenta pela reposição dos quadros, que poderá ser amenizada com a chamada de excedentes.

Isso porque, recentemente, o deputado e delegado Fernando Fernandes (Pros) disse que defende o aproveitamento de candidatos aprovados no concurso PC DF de 2013.

A Polícia Civil do Distrito Federal, segundo ele, conta com 217 excedentes deste último edital. A defesa da chamada desses remanescentes veio durante sessão realizada na Câmara Legislativa do DF em 14 de abril.

“O pessoal da segurança está com uma defasagem grande, principalmente de agentes, faço um apelo ao GDF para que faça as convocações”, disse o deputado.

Além disso, a defesa do deputado e a fala foi bastante comemorada pela comissão dos aprovados do último concurso através das redes sociais.

“Obrigada por se preocupar com  a segurança do DF e com os 217 aprovados excedentes no concurso PCDF. O DF só tem a ganhar com o ingresso desses profissionais na segurança pública”, disse a comissão.

Em 2013, a Polícia Civil do DF trouxe 900 vagas, sendo 300 para contratação imediata e 600 vagas para formação de cadastro. Mas, em abril de 2018, o Tribunal de Contas da União (TCU) suspendeu o prazo de validade deste edital.

Imagem da fachada da Polícia Civil do DF (Foto: Lucio Bernardo Jr)
Polícia Civil do DF ainda tem excedentes do último concurso de 2013
(Foto: Lucio Bernardo Jr)

Como o prazo de validade foi suspenso, tudo indica que ele pode ser retomado e possibilitar a chamada desses remanescentes. Mas, ainda não há previsçao de que isso aconteça.

A Polícia Civil e o governo do Distrito Federal, até o momento, não se manifestaram sobre este tema.

Concurso PC DF: novo secretário que recompor quadros

No início de abril, o governo do DF anunciou um novo secretário de Segurança Pública. O cargo agora é ocupado pelo delegado da PF, Júlio Ferreira, que destacou a necessidade de contratações nas forças de segurança.

Júlio pretende dar continuidade nos trabalhos e lutas por reforços na Segurança Pública do DF, que têm concursos em andamento e previstos nas principais corporações.

“A recomposição de todas as forças de segurança é uma necessidade do Distrito Federal. Pretendemos dar andamento a isso e fazer gestões junto ao governador Ibaneis para que, quando houver o respaldo legal, consigamos seguir com esse objetivo”, ressalta o novo titular pasta.

A PC DF tem mais de 4 mil cargos vagos entre os cargos disponíveis e ainda não conseguiu aplicar as provas de seu concurso para prover novos cargos.

Provas do concurso PC DF foram adiadas em março

Previstas para abril, após suspensão e várias previsões, as provas do concurso PC DF de agente e escrivão foram novamente adiadas. 

Os comunicados já foram emitidos pela banca organizadora,  o Cebraspe . Até o momento, não foram anunciadas novas datas previstas para a realização das provas. Uma reunião ocorreu no dia 16 de março para definir o futuro do concurso.

De acordo com o documento divulgado pela banca, a decisão do adiamento foi tomada em razão das medidas restritivas adotadas em decorrência da pandemia de Covid-19. 

Editais do concurso PC DF somam 2,1 mil vagas

A Polícia Civil do DF teve dois editais de concursos publicados, sendo eles para os cargos de agente e escrivão, ambos de nível superior. A oferta confirmada é de 2.100 vagas.

A maior demanda é para o agente, com 1.800, sendo 600 imediatas e as demais para cadastro, que poderá ser preenchido durante todo o prazo de validade de dois anos, podendo chegar a quatro. Já o escrivão, soma 300 chances, sendo todas para provimento imediato. Todas as oportunidades são para graduados.

Concurso PC DF apoio: novo edital é autorizado e diretor comemora

Além disso, ambas as carreiras pedem 18 anos ou mais (não há idade máxima) e Carteira Nacional de Habilitação (CNH), na categoria "B" ou superior em plena validade.

É importante destacar que tanto o escrivão quanto agente proporcionam uma remuneração inicial que começa na terceira classe, com o escrivão de polícia ganhando R$8.698,78. Com as progressões, o policial passa pela segunda e primeira classe, até chegar na especial, cujo valor pago será de R$13.751,51.

Conheça a Folha Cursos e inicie a sua preparação!

Mais de 100 mil inscritos para agente e escrivão

A banca confirmou a demanda de inscritos dos. O concurso PC DF de agente registrou mais de 105 mil candidaturas.

Dessa forma, a Polícia Civil do DF passa a contabilizar mais de 150 mil pessoas concorrendo aos dois concursos, já que escrivão tem uma concorrência de mais de 52 mil candidatos, já confirmada pelo Cebraspe.

  • Ampla concorrência  88.894
    ≈ Concorrência: 197,54 candidatos por vaga
     
  • Pessoas com deficiência  864
    ≈ Concorrência: 28,80 candidatos por vaga
     
  • Candidatos negros  15.528
    ≈ Concorrência: 129,40 candidatos por vaga

Além disso, em resposta à Justiça durante a briga pela retomada do concurso, a banca também confirmou que    mais de 70 mil candidatos   , unindo os dois concursos, são de fora de Brasília.

  • 24.641 inscritos no cargo de escrivão; e
  • 47.518 inscritos no cargo de agente.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...