Concurso PC TO: trabalhos da comissão são prorrogados até outubro
Governo do Tocantins prorrogada trabalhos da comissão organizadora do concurso PC TO por mais 60 dias. Entenda!
13/08/2021 11:55 | Atualizado: 13/08/2021 14:31
13/08/2021 11:55 | Atualizado: 13/08/2021 14:31

A Secretaria de Segurança Pública do Tocantins prorrogou por 60 dias os trabalhos da comissão organizadora do concurso para Polícia Civil do Estado. A decisão foi publicada no Diário Oficial de quinta-feira, 12.

Com isso, as atividades necessárias para realização do concurso PC TO ficam postergadas até outubro. Dessa maneira, nos próximos dois meses, a expectativa é que os preparativos tenham andamentos importantes.

Por exemplo, com a definição do número de vagas e escolha da banca organizadora.

O secretário de Segurança Pública do Tocantins, Cristiano Sampaio, prevê que a oferta seja de 341 vagas imediatas. O quantitativo, porém, depende de orçamento disponível para as nomeações.

Veja a provável distribuição das oportunidades por carreira:

  • Agente de Polícia – 133 vagas (nível superior em qualquer área e Carteira Nacional de Habilitação - CNH);
  • Agente de Necrotomia – 12 vagas (nível superior em Enfermagem e CNH);
  • Escrivão de Polícia – 58 vagas (nível superior em qualquer área e CNH);
  • Papiloscopista – 24 vagas (nível superior em qualquer área e CNH);
  • Perito – 60 vagas (nível superior na área de atuação* e CNH);
  • Delegado – 45 vagas (nível superior em Direito e CNH).

*É possível que as vagas de perito sejam destinadas as seguintes áreas: Medicina, Odontologia, Biomedicina, Ciências Biológicas, Matemática, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Engenharias, Arquitetura, Processamento de Dados, Sistemas de Informação, Agronomia, Medicina Veterinária, Zoologia. 

Além de Zootecnia, Gestão em Trânsito e Transporte, Física, Química, Química Industrial, Farmácia, Bioquímica, Engenharia Florestal, Mineralogia, Geologia. O governo do Tocantins ainda não informou quais áreas serão contempladas no próximo concurso PC TO para perito. 

Delegacia de Polícia Civil do Tocantins com carro estacionado na frente
Concurso Polícia Civil TO já está autorizado pelo governo do
Estado (Foto: Divulgação)

Os salários atualizados não foram informados. De acordo com o secretário, as 341 vagas são correspondentes aos cargos que ficaram vagos desde a edição da Lei Complementar 173/2020, em maio do ano passado.

Essa legislação possibilita a realização de concursos até dezembro de 2021 apenas para preenchimento de vacâncias ocorridas no período.

À espera de concurso, PC TO tem mais de mil cargos vagos

O secretário Cristiano Sampaio ressaltou que a necessidade da Polícia Civil é superior as 341 vagas. Porém, em função da Lei Complementar 173/2020, esse é o quantitativo que poderá ser preenchido em um primeiro momento.

“Os números correspondem aos cargos que ficaram vagos desde a edição da LC 173/2020, e podem corresponder ao número de vagas disponibilizadas no concurso. A confirmar”, revelou o titular da pasta. 

Porém, a expectativa do secretário é que o cadastro de reserva seja amplo para que possa ser usado durante todo o prazo de validade do concurso.

“A necessidade de profissionais é maior, mas a LC 173/2020 limita o número de cargos que poderão ser preenchidos num primeiro instante no   #concursopcto   . Por isso o cadastro de reserva deve ser suficiente para atender às necessidades de efetivo durante o prazo de validade do concurso”, disse Sampaio.

Em junho, Sampaio informou que a Polícia Civil do Tocantins tem 1.071 cargos vagos em todo o seu quadro, sendo 621 agentes; 225 escrivães; 78 papilosopistas; 73 delegados; 57 peritos; e 17 agentes de necrotomia.

Dessa forma, o cadastro de reserva do concurso (diminuindo as 341 vagas imediatas) pode ter 730 oportunidades. Essa oferta pode ser ainda maior, caso mais vacâncias ocorram até a publicação do edital.

Tais números também dependem de orçamento disponível para as nomeações.  

Edital do concurso deve sair em 2021 ou início de 2022

De acordo com o secretário Cristiano Sampaio, o edital do concurso PC TO deve ser divulgado entre o final de 2021 e início de 2022.

“A perspectiva é lançar o edital no final deste ano ou início do próximo, para que em 2022 tenhamos a seleção, realização de curso preparatório (ESPOL) e iniciar as nomeações ainda em 2022. Esse é o plano, estamos trabalhando para executar”, expôs o titular da pasta de Segurança.

Os esforços, no entanto, são para que a publicação ocorra ainda em 2021. "Estamos trabalhando para que o edital saia este ano", expôs o secretário.

Sampaio também explicou que a comissão do concurso já trabalha na escolha da banca organizadora. Uma instituição será contratada para receber as inscrições e aplicar as etapas de seleção, como provas objetivas. 

Você sabia que a Folha Dirigida também tem cursos preparatórios para carreiras da Polícia Civil? A Folha Cursos traz videoaulas exclusivas, apostilas e questões comentadas para te ajudar no caminho até a posse.

Conheça os cursos e comece já sua preparação!

Último concurso para PC TO ocorreu há sete anos

Em 2014, foi realizado o último concurso para ingresso na Polícia Civil do Tocantins. O edital trouxe a oferta de 515 vagas para carreiras de nível superior. A seguir, veja a distribuição das chances:

  • Delegado: 131 vagas (97 imediatas, 29 para cadastro e 5 para pessoas com deficiência);
  • Médico Legista: 12 vagas (9 imediatas e três para cadastro);
  • Peritos: 74 vagas (56 imediatas e 18 para cadastro);
  • Agente de necrotomia: 26 vagas (19 imediatas, 6 cadastro e 1 PcD);
  • Papiloscopista: 13 vagas (9 imediatas, 3 cadastro e 1 PcD);
  • Escrivão: 210 vagas (153 imediatas, 48 cadastro e 9 PcD);
  • Agente de polícia: 49 vagas (35 imediatas, 11 cadastro e 3 PcD).

A carreira de delegado teve como exigência o Bacharelado em Direito para inscrição. Os agentes, escrivães e papiloscopistas tiveram como requisito a graduação em qualquer área.

Já para agente de necrotomia foi necessário ser graduado em Enfermagem. O perito legista deveria ter formação superior em Medicina. Enquanto o perito criminal, graduação completa na área de atuação da vaga. 

Todas as carreiras também exigiram Carteira Nacional de Habilitação (CNH). As remunerações, na época, chegaram a R$10.735,28, com possibilidade de reajustes.

Os concorrentes foram submetidos a provas objetiva e discursiva, exames médico e psicológico, teste de aptidão física e avaliação de títulos. Além disso, passaram por um curso de formação.

O concurso foi homologado em 2017. O resultado final ficou válido por dois anos, sendo prorrogado, em 2019, por igual período. Durante esse tempo, os aprovados puderam ser convocados para preencher as vacâncias.

Quer receber novidades sobre concursos?
Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!
Newsletter
Carregando...