Secretário da PM-RJ vê necessidade de novos concursos e convocações

Em entrevista exclusiva à FOLHA DIRIGIDA, o secretário da PM-RJ falou sobre os planos para a corporação, como novos concursos e convocações.

05/02/2019 09:50 | Atualizado: 05/02/2019 12:00

05/02/2019 09:50 | Atualizado: 05/02/2019 12:00

Após o governador Wilson Witzel confirmar que, até 2020, mais 6 mil soldados serão contratados para a Polícia Militar do Rio de Janeiro (PM-RJ), FOLHA DIRIGIDA entrevistou o atual secretário de estado da corporação, o coronel Rogério Figueredo.

O comandante falou sobre os atuais planos para a instituição, citando o concurso para oficiais, que está em andamento, e a previsão de uma nova seleção para soldados. 

O coronel da Polícia Militar do Rio de Janeiro, Rogério Figueredo, foi empossado no dia 3 de janeiro, como secretário estadual da corporação. Em entrevista à FOLHA DIRIGIDA, o comandante relata os desafios que encontrou, logo em sua chegada.

"Encontramos uma corporação com muitos e profundos problemas. Não por culpa dos comandos anteriores, mas principalmente como consequência da crise econômica e financeira do estado", afirmou.

De acordo com o secretário de estado da PM-RJ, a principal prioridade é reverter os danos causados pela crise. Para isso, o comandante quer recompor os recursos materiais e humanos, não só em quantidade, mas em qualidade.

"Só assim teremos condições de cumprir nossa principal missão constitucional, que é o policiamento ostensivo e preventivo", disse Rogério Figueredo.

Concursos diminuirão déficit na PM-RJ

Folha Dirigida entrevista secretário de estado da PM-RJ (Foto: PMERJ)
Coronel Rogério Figueredo fala sobre
planos para a PM-RJ (Foto: PMERJ)

Atualmente, a PM-RJ realiza concurso com 37 vagas para oficiais. De acordo com o secretário, o preenchimento dessas oportunidades vai atenuar o déficit de tenentes na corporação, a primeira patente do quadro de oficiais.

Ainda segundo Rogério Figueredo, entre os oficiais, só há déficit de tenentes. Nas demais patentes, não. No entanto, atualmente faltam 380 oficiais na PM-RJ

"O ingresso dos formandos, em 2020, vai reduzir o déficit", afirmou o coronel.

No entanto, com tantas vacâncias, a previsão é que mais de 37 oficiais sejam convocados até 2020. Isso porque o governador do Rio, Wilson Witzel, já demonstrou interesse em reforçar os quadros da PM-RJ.

PM-RJ precisaria de 16 mil soldados

De acordo com o secretário da PM-RJ, hoje, a Polícia Militar tem um efetivo de 43.800 policiais. Porém, estudos indicam que o número ideal seria de 60 mil, deixando a corporação com um déficit de mais de 16 mil policiais.

"Esse déficit é mais acentuado na base da pirâmide. Por isso, uma de nossas prioridades é estruturar o nosso Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP), para formar novos soldados", avaliou o comandante.

Para reestruturar o quadro de praças, o secretário Rogério Figueredo afirma ter total apoio do governador Wilson Witzel. Ainda segundo o coronel, para convocar mais soldados, é preciso ainda avaliar as vacâncias, já naturais, na corporação.

"As perdas de efetivo fazem parte da nossa rotina. A cada ano, deixam a corporação cerca de 1.500 policiais, a maioria por conclusão do tempo de serviço. Em situações normais, essas perdas são repostas todos os anos. Mas em função da crise, deixamos de formar novos policiais", afirmou o secretário. 

Ainda segundo Rogério Figueredo, nos últimos três anos, de 2016 a 2018, não houve novas turmas de policiais. "Os cerca de mil que serão formados neste semestre ingressaram no CFAP no ano passado", disse. 

Inicie seus estudos para concursos em 2019!

Prepare-se para concursos

PM-RJ avalia novo concurso para soldados

No início do ano, no dia 5 de janeiro, o governador Wilson Witzel afirmou que: "todo ano faremos concurso público para 2 mil policiais”. Já no dia 25 do mesmo mês, o chefe do Poder Executivo estadual informou que, até 2020, 6 mil soldados serão contratados.

Como o último concurso da corporação, de 2014, contou apenas com 4 mil aprovados, o Estado não teria como cumprir essa promessa sem um novo edital.

Questionado sobre a nova seleção, o secretário de estado da corporação, Rogério Figueredo, afirmou que, além dos mil novos soldados que serão formados até o fim deste semestre, há outros 800  concursados prontos para ingressar no CFAP, o que começa a acontecer em fevereiro, e outros 3 mil em processo de seleção.

"Todos são oriundos do concurso de 2014. Portanto, estamos em condições de atender a demanda anunciada pelo governador", afirmou o secretário.

No entanto, como o quadro atual ainda teria uma defasagem de mais de 16 mil policiais, o secretário afirmou que o governador está muito preocupado com esse déficit de soldados. Para estruturar o efetivo, o coronel Rogério Figueredo afirmou que vai trabalhar para cumprir as metas estabelecidas e recompor o quadro, principalmente na base da pirâmide.

Para isso, o novo concurso para soldados está nos planos da corporação. Hoje, de acordo com o secretário de estado da PM-RJ, a seleção está na pauta da Subsecretaria Geral de Polícia Militar, mas ainda sem definição. 

Governador anunciou convocações para soldados

Até 2020, o governo do Rio de Janeiro pretende contratar 6 mil policiais militares aprovados em concursos. A informação foi passada pelo próprio governador, Wilson Witzel, em entrevista coletiva no dia 25 de janeiro, no Palácio Laranjeiras. Confira o anúncio! 

Newsletter

Newsletter

Quer receber novidades sobre concursos?

Quer receber diretamente no seu e-mail as principais notícias dos concursos da sua região?

E de quebra dicas para seus estudo? Cadastre-se gratuitamente na newsletter FD para ter tudo isso!

Sobre o concurso

Previsto

PMERJ - 2020 - Soldado

RJ
Até R$3452,55
Fund...
Não informado