O que falta para sair o edital do concurso PMERJ para soldados?
Após anúncio do governo do Rio de Janeiro para abertura do concurso PMERJ para soldados, o que falta para o edital? Confira neste conteúdo!
04/05/2022 16:50 | Atualizado: 04/05/2022 18:41
04/05/2022 16:50 | Atualizado: 04/05/2022 18:41

O governo do Rio de Janeiro anunciou a abertura de um novo concurso PMERJ para soldados em 2022. A oferta será de 2 mil vagas para o cargo que exige o ensino médio completo e oferece salário líquido de R$4,1 mil. 

O comando da Polícia Militar do Rio informou que o edital está previsto para publicação até agosto. Já as provas devem ocorrer após as eleições de outubro. Mas o que falta para que o concurso seja realizado?

Folha Dirigida reuniu as principais etapas a seguir. Confira:

#1 Publicação da autorização do concurso

O anúncio do concurso foi feito pelo governador Cláudio Castro, em março deste ano,  por meio de um vídeo nas redes sociais . Até o momento, ainda não foi publicada uma portaria no Diário Oficial do Estado com a autorização para o processo seletivo. 

Para que os prazos e trâmites comecem a valer, a orientação é que o aval seja disponibilizado no Diário Oficial. 

#2 Elaboração do projeto básico

Após a autorização do concurso, é de praxe que os órgãos públicos formem uma comissão para seguir com os preparativos até o edital. Servidores são selecionados para integrar esse grupo. 

Policiais militares do Rio ao lado de uma viatura da corporação
PMERJ prepara novo concurso com 2 mil vagas para
soldados (Foto: Divulgação)

Uma das atribuições da comissão é a elaboração do projeto básico. Esse documento funciona como um espelho para o edital. Ele apresenta dados importantes sobre a seleção, como vagas, cargos, salários, estrutura de provas, disciplinas e cronograma previsto. 

#3 Contratação da banca organizadora

Após ser concluído, o projeto básico é disponibilizado às bancas organizadoras. As instituições recebem o documento para que possam ficar por dentro das condições do concurso e propor um valor para organização de todo o processo. 

Com isso, um processo de licitação é aberto para avaliar os preços das bancas e se os requisitos são atendidos. Uma instituição é escolhida e contratada para receber as inscrições, viabilizar e aplicar as etapas do concurso, como provas objetivas. 

#4 Finalização dos detalhes do concurso

A banca organizadora contratada e o órgão público se reúnem para definir os últimos detalhes do concurso, como o cronograma de inscrições e provas. É preciso alinhar os prazos e o calendário disponibilizado pela banca. 

#5 Publicação do edital

Com tudo definido e finalizado, o edital é publicado no Diário Oficial. 

Você imaginava que existiam todas essas etapas antes da divulgação do edital? Pois é, a preparação de um concurso público é mais complexa e rebuscada do que parece.

Como a previsão é que o concurso seja realizado ainda este ano, a boa notícia é que os trâmites não devem demorar a acontecer. O governador Cláudio Castro, inclusive, fez o seguinte alerta: "fique ligado que já já a gente abre o edital".

►  Entre para o canal da Folha Dirigida no Telegram e receba todas as notícias sobre concursos públicos

Concurso PMERJ: veja todos os requisitos para soldados

A carreira de soldado da Polícia Militar do Rio de Janeiro tem os seguintes requisitos:

  • Idade entre 18 e 32 anos;
  • Ensino médio completo;
  • Altura mínima de 1,60m para mulheres e 1,65m para homens;
  • Carteira Nacional de Habilitação na categoria B ou superior.

O salário líquido dos aprovados é de R$4.102,02. O regime de contratação é o estatutário, que garante a estabilidade no cargo.

Em 11 de janeiro, foi publicada a Lei nº 9.546/2022, em que o governo do Rio de Janeiro aumenta a idade máxima de ingresso na Polícia Militar (PMERJ) para 32 anos. Antes, o limite era 30 anos.

Leia também: Concurso PMERJ: 3 leis passam a ser obrigatórias nas prova

Estrutura do concurso PMERJ é composta por sete fases

Os concursos para soldado da PMERJ são compostos, tradicionalmente, por sete fases:

  1. Exame intelectual (prova objetiva e redação);
  2. Avaliação psicológica;
  3. Exame antropométrico;
  4. Teste de aptidão física (TAF);
  5. Exame toxicológico;
  6. Exame médico;
  7. Investigação social e documental.

Os classificados também são submetidos a curso de formação profissional. Essa estrutura deve ser mantida no próximo edital. Porém, devem acontecer atualizações no conteúdo programático das provas.

No último edital, divulgado em 2014, foram disponibilizadas 6 mil vagas para soldados da PMERJ, sendo  5.400 para homens e 600 para mulheres. Pela natureza do cargo, não houve reserva para pessoas com deficiência. 

As avaliações objetivas e discursivas, de caráter eliminatório e classificatório, foram aplicadas em agosto de 2014, apenas dois meses após a divulgação do edital.

Os candidatos responderam a 40 questões distribuídas pelas disciplinas de: Língua Portuguesa (10 questões); História (5 questões); Geografia (5 questões); Sociologia (5 questões); Informática (5 questões); Legislação de Trânsito (5 questões); Direitos Humanos (5 questões).

Além de elaborar uma redação de 20 a 30 linhas. Foram corrigidas 30 mil provas discursivas.

Quer receber novidades sobre concursos?
Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!
Newsletter
Receba notícias recomendadas para você!
É só se cadastrar e seguir concursos de seu interesse para receber notícias exclusivas direto na sua página inicial.
icon