Concurso PMERJ Saúde: quais são as organizadoras mais cotadas?

A fase de escolha da organizadora do concurso PMERJ Saúde ainda está em andamento, mas novo andamento pode indicar as mais cotadas. Confira!

10/11/2020 07:13

10/11/2020 07:13

Um novo andamento no processo de escolha da organizadora do concurso PMERJ Saúde pode indicar quais são as bancas mais cotadas para a seleção. O processo está em análise no setor de Licitação da Polícia Militar do Rio de Janeiro.

O próximo passo é analisar se os serviços expressos nas cotações  das licitantes são compatíveis com os descritos no Termo de Referência do concurso. Por enquanto, o Instituto Consulplan é o que apresenta o menor preço, seguido do Instituto AOCP e do Instituto Idib.

Ainda participam da licitação as seguintes empresas: Instituto IDCAP, Fundação Getúlio Vargas, Instituto Selecon, Nosso Rumo, Ibade, IBFC, IDEAP e ADM & TEC.

Se as propostas forem aprovadas, estas serão encaminhadas para análise e decisão do Ordenador de Despesas. Caso contrário, as empresas deverão ser notificadas da discordância e haverá um prazo de recurso.

Concurso PMERJ: meta do governo é de 3 mil convocações por ano

Pmerj Saúde
Distribuição de vagas para oficiais sofreu alteração
(Foto: Divulgação)

Projeto básico do concurso PMERJ Saúde sofreu alterações

A nova cotação para as organizadoras do concurso PMERJ Saúde está sendo realizada por conta de uma alteração no termo de referência (ou projeto básico) da seleção. O concurso ofertará 67 vagas, distribuídas pelos cargos de níveis médio e superior. 

Quem tem o nível médio poderá concorrer a 25 oportunidades para a carreira de técnico em Enfermagem. Para participar, será exigido o diploma de Conclusão do Curso Técnico de Enfermagem, reconhecido pelo MEC. Além do Registro no Conselho Regional de Enfermagem no Estado do Rio de Janeiro. 

O registro deve conter o número da carteira, podendo ser aceito o Registro Provisório do Conselho Regional de Enfermagem. No entanto, o documento deve estar dentro do prazo de validade. A remuneração oferecida para o cargo é de R$3.246,42.

As outras 42 vagas são para a função de oficial médico do Quadro de Oficiais de Saúde da Polícia Militar. E a alteração no projeto básico é referente a essas vagas.

Foram incluídas as especialidades de Hematologia e Pediatria, dentre as que serão contempladas no concurso. Confira a distribuição:

  • Anestesiologia = uma vaga;
  • Cirurgia Geral = uma vaga;
  • Cirurgia Pediátrica = uma vaga;
  • Cirurgia Vascular = uma vaga; 
  • Cirurgia Vascular (Endovascular) = uma vaga;
  • Clínica Médica = 17 vagas;
  • Hematologia = uma vaga;
  • Neurocirurgia = quatro vagas;
  • Ortopedia = uma vaga;
  • Pediatria = duas vagas;
  • Psiquiatria = sete vagas;
  • Radiologia = uma vaga;
  • Terapia Intensiva (adulto) = quatro vagas.

Para esses profissionais, o salário oferecido será de R$6.014,19. Para concorrer será preciso ter o diploma de graduação no Curso de Medicina em faculdade reconhecida pelo MEC e os documentos comprobatórios da graduação e das especialidades:

  • Diploma de graduação no Curso de Medicina em Faculdade reconhecida pelo MEC;
  • Registro definitivo no Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro e Certidão de Nada Consta do CREMERJ;
  • Certificado de conclusão com aproveitamento de programa de residência médica reconhecido pela Comissão Nacional de Residência Médica na especialidade da área a qual se inscreveu ou Certificado de Conclusão com aproveitamento do Curso de Especialização, em curso reconhecido pelo MEC. 

+ Concurso PMERJ Saúde: vagas para psiquiatras. Entenda a importância!

Concurso PMERJ Saúde 2020

  • Órgão: Polícia Militar do Rio de Janeiro
  • Banca: em definição
  • Cargos: técnico em enfermagem e oficial médico
  • Requisitos: níveis médio/técnico e superior
  • Vagas: 67
  • Remuneração: de R$3.246,42 a R$6.014,19
  • Último edital: publicado em 2010

Confira quais disciplinas serão cobradas na seleção

O concurso da Polícia Militar para área de Saúde contará com sete etapas de seleção. Serão elas:

  • Prova objetiva;
  • Avaliação de títulos;
  • Exame Antropométrico;
  • Teste de Aptidão Física;
  • Exame Psicológico;
  • Exame de Saúde;
  • Exame Social e Documental.

De acordo com o projeto básico do concurso, as duas primeiras etapas ficarão sob a responsabilidade da organizadora da seleção, que ainda está sendo definida. As demais ficarão sob a responsabilidade da própria Polícia Militar. 

A prova objetiva do concurso será composta por 80 questões de múltipla escolha. Na data da avaliação, que será definida posteriormente, os candidatos terão quatro horas para responder todos os itens.

O conteúdo exigido na prova objetiva vai variar de acordo com a carreira. Veja como serão distribuídas as disciplinas para cada um dos cargos:

Técnico em Enfermagem

  • Deontologia e Exercício Profissional (cinco);
  • Fundamentos de Enfermagem (15);
  • Enfermagem Médico-Cirúrgica (20);
  • Enfermagem em Emergência (10);
  • Administração em Enfermagem (cinco);
  • Enfermagem Materno-Infantil (10);
  • Enfermagem em Saúde Pública (10); e
  • Enfermagem Psiquiátrica e Saúde Mental (cinco).

Oficial médico

  • Pediatria (10);
  • Clínica Médica (10);
  • Ginecologia e Obstetrícia (10);
  • Cirurgia Geral (10);
  • Legislação Institucional (10); e
  • Conteúdo da Especialidade (30).

Serão aprovados na avaliação os candidatos que acertarem, no mínimo, 50% do total da prova. Além disso, os concorrentes não poderão zerar nenhuma das disciplinas cobradas.

A avaliação de títulos será a segunda etapa de avaliação. Os candidatos poderão somar até 20 pontos. Para técnicos em enfermagem, serão aceitos documentos comprobatórios e declaração de experiência profissional como Técnico de Enfermagem na área assistencial de cuidados de Enfermagem.

Para cada ano de experiência profissional devidamente comprovado, serão atribuídos quatro pontos ao candidato, sendo aceitos, no máximo, cinco anos de experiência. 

Para os oficiais médicos, serão aceitos títulos de Pós doutorado, Doutorado, Mestrado e Título da AMB, cada um valendo cinco pontos. A PMERJ ainda não divulgou detalhes das demais etapas, que serão de sua própria responsabilidade.

Botão com link para assinatura

Edital anterior pode ser uma boa referência?

Para quem não quer perder tempo e começar a estudar desde já, uma referência é o edital da seleção realizada em 2010. Apesar do tempo, os dois concursos apresentam estruturas de avaliação semelhantes. 

A diferença em 2010 é que o concurso PM RJ Saúde naquela época só ofereceu vagas para o nível superior. As chances eram para os cargos de médicos (diversas especialidades), enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, fonoaudiólogos, assistentes sociais e nutricionistas.

Além do requisito de escolaridade, os candidatos deveriam ter idade entre 18 e 30 anos para se inscrever. A altura mínima era de 1,65 para homens e 1,60 para mulheres.

Folha Dirigida já questionou o órgão se essas exigências estarão presentes no próximo edital. No entanto, a Polícia Militar ainda não se manifestou sobre o assunto.

O concurso de 2010 também foi realizado em sete etapas: prova escrita; exame antropométrico; exame físico; exame médico; exame social e documental; exame psicológico; e prova de títulos.

Todas as fases tinham caráter eliminatório e classificatório. A exceção era a avaliação de títulos, que tinha caráter apenas classificatório.

A prova objetiva do concurso foi composta por 50 questões de múltipla escolha. Todos os itens eram referentes à disciplina de Conhecimentos Específicos. 

A avaliação tinha valor de zero a dez pontos e peso sete. Foram aprovados os candidatos que alcançaram, no mínimo, 50% de acertos nas avaliações. 

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...