MPF pede nova retificação no concurso da Polícia Federal. Entenda!

A Polícia Federal e o Cebraspe, organizadora do concurso, receberam do MPF uma recomendação para retificar novamente o edital.

26/07/2018 14:23 | Atualizado: 26/07/2018 17:26

26/07/2018 14:23 | Atualizado: 26/07/2018 17:26

O Ministério Público Federal (MPF) recomendou que o edital do concurso PF seja retificado. O órgão enviou um ofício ao Cebraspe (antigo Cespe/UnB), organizador da seleção, e à Polícia Federal solicitando ajustes em alguns itens específicos.

As mudanças que poderão acontecer serão nas vagas para cotistas, pois a recomendação está entitulada como prevenção ao racismo e inclusão de pessoas com deficiência. O MPF concedeu o prazo de dez dias aos responsáveis para informar quais serão as medidas adotadas para cumprir as exigências ou qual o motivo para o seu não acatamento.

Confira as considerações do MPF:

• Haja expressa previsão de que os percentuais de reserva de vaga para candidatos com deficiência e negros valem para todas as fases do concurso;
• O seu item 21.11 preveja listas separadas para candidatos com deficiência e negros, e que ordem cassificatória, para fins de nomeação, lotação inicial e ao longo da carreira, se dê com aplicação dos critérios de alternância e proporcionalidade;
• Os seus intens 5.5 e 7.4.9.12 sejam reformulados para permitir que adaptações razoáveis sejam providenciadas de acordo com necessidades individuais, tal como determina a Convenção Internacional dos direiros das Pessoas com Deficiência (artigo 2) e a Leia Brasileira de Inclusão (art. 3º VI);
• Pelos mesmos fundamentos inscritos na alínea anterior, os itens 22.33 e 22.5 contenham cláusula de exceção, permitindo recusa da unidade de lotação e de tarefa atribuída na falta de "adaptação razoável".

A Polícia Federal e o Cebraspe, organizador da seleção, ainda não se posicionaram sobre a recomendação do MPF a respeito da retificação. A reportagem de FOLHA DIRIGIDA entrou em contato com a banca, principal responsável em ajustes no edital, mas até o fechamento desta matéria não obteve retorno.

PF divulga lista final com cerca de 15 mil isentos

Quem solicitou isenção do valor da taxa do concurso PF já pode conferir se o pedido foi aceito. O Cebraspe divulgou na quarta-feira, 25, a listagem de inscrições com isenção deferida. Foram cerca de 15 mil participantes que ficaram isentos e não precisaram quitar o valor da taxa.

O candidato que não obteve o mesmo sucesso e teve o seu pedido indeferido ainda pode participar, mas deve correr. É preciso acessar o site da banca, efetivar a inscrição, imprimir a Guia de Recolhimento da União e efetuar o pagamento da taxa até esta quinta-feira, 26.

concurso PF soma com cerca de 15 mil isentos
Concurso da PF soma cerca de 15 mil isentos em lista final
(Foto: Divulgação/ Polícia Federal)

Primeira etapa do concurso acontece em agosto

Quem deseja ser aprovado vai precisar de uma preparação intensa, isso porque o concurso da Polícia Federal será realizado por meio de diversas etapas. A primeira etapa serão as provas escritas: objetiva e discursiva, cuja aplicação está prevista para acontecer em 19 de agosto, em todo o país. O exame ocorrerá em dois turnos, com caráter eliminatório e classificatório.

O cartão de convocação com os locais das provas serão divulgados em 9 de agosto. Quem concorre aos cargos de agente, perito, escrivão e papiloscopista realizarão as provas no turno da tarde, com duração de cinco horas. Já o exame para o cargo de delegado acontecerá no turno da manhã e os candidatos terão apenas quatro horas para conclusão.

O exame objetivo terá 120 questões, com disciplinas de conhecimentos gerais e específicos, que variam de acordo com cada cargo. O resultado da prova objetiva sairá em 19 de setembro. Já a prova discursiva varia de acordo com a carreira. Todos os cargos realizarão um texto dissertativo de no máximo 30 linhas, menos o delegado, que terá pela frente três questões dissertativas e a elaboração de peça profissional.

Concurso PF tem oferta de 500 vagas 

edital do concurso da Polícia Federal foi publicado em 15 de junho e conta com uma oferta de 500 vagas imediatas em cinco cargos de nível superior. Os candidatos puderam se candidatar nas carreiras de agente, escrivão, delegado, perito e papiloscopista, que proporcionam remunerações de até R$23.130. As inscrições já estão encerradas. 

► Agente - 180 vagas e R$12.441,26    
► Delegado - 150 vagas e R$23.130,48
► Escrivão - 80 vagas e R$12.441,26   
► Perito - 60 vagas e R$23.130,48       
► Papiloscopista - 30 vagas e R$12.441,26 

O prazo de validade do concurso da PF será de 30 dias, que serão contados a partir do resultado final, podendo ser prorrogado uma única vez e pelo mesmo período. O regime de contratação é o estatutário, que assegura a estabilidade.

Baixe o e-book "25 dicas de Direito Constitucional"

Baixe o e-book "10 erros que você não pode cometer em teste físico"

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Newsletter