Conheça o QConcursos, plataforma focado em resolução de questões

Conheça um pouco mais sobre o QConcursos, plataforma de estudo para concursos que usa como base a resolução de questões.

21/11/2020 10:00

21/11/2020 10:00

Cerca de 7 milhões de pessoas no Brasil estudam para concurso público. O dado foi apurado pelo QConcursos, usando como base o número de inscritos em concursos de todo o país e o número de alunos matriculados no preparatório.

No Qconcursos, a maior procura é por candidatos interessados na carreira de técnico judiciário, cargo de nível médio dos concursos para tribunais. Mas, há opções para interessados em concursos de diferentes áreas. 

Folha Dirigida conversou com Fernando Bentes, diretor acadêmico do Qconcursos. Bentes explicou mais detalhes sobre o funcionamento da plataforma e a metodologia adotada.

O QConcursos atua somente no online. Segundo o diretor acadêmico do curso, essa foi uma vantagem durante a pandemia.

"A procura durante a pandemia permaneceu estável, acho que muito porque nós somos 100% online. O que percebemos foi um apelo maior para desconto, para dividir parcela de pagamento. Então, percebemos uma dificuldade do aluno com o valor, mas não afetou a procura."

Candidato estudando
Resolução de questões é a aposta do Qconcursos para garantir
a aprovação dos candidatos (Foto: Divulgação)

Qconcursos usa método baseado em estudos de casos

O método pedagógico utilizado é baseado em estudos de casos. O modelo foi criado pela Universidade de Havard, na faculdade de Direito. Bentes explicou que o método surgiu após professores da universidade identificarem que os alunos não tinham conhecimento para aplicar na prática o que eles aprendiam na faculdade. 

"Então, eles começaram a trabalhar dentro das aulas com casos concretos e a partir desses casos concretos eles vinham construindo teorias, modelos teóricos. Ou seja, aí que os professores iam explicando a teoria", detalhou Bentes.

Esta é a mesma forma que os conteúdos são trabalhados no QConcursos, porém utilizando como base as questões.

"Nós partimos das questões para discutir a matéria teórica e, assim, o aluno aprende um pouco mais. Cada questão que nós trabalhamos, que os professores comentam é como se fosse uma aula teórica. Ele [o professor] parte da questão para explorar um pouco mais a teoria, então o aluno sabe tanto resolver a questão, quanto entende a teoria."

Além das questões, os alunos do Qconcursos têm acesso a vários outros materiais, de acordo com sua assinatura. O que inclui videoaulas, guias de estudos baseados no edital e apostilas em texto. 

"O guia do estudo já é uma  ajuda bem grande porque oferecemos todo nosso conteúdo contextualizado e baseado no edital, da forma que ele vai ser cobrado na prova. Nós disponibilizamos, também, tabelas de estudos, para o aluno organizar os estudos dele durante a semana."

Outro diferencial é o edital esquematizado, onde o aluno consegue marcar tudo aquilo que ele já estudou. "Isso ajuda bastante os alunos a se organizarem e se planejarem para estudar para o concurso. Todas as ferramentas ficam disponíveis no próprio perfil dele na plataforma", destacou Fernando Bentes.

Leia também:

Quais são os cursos e média de aprovação no Qconcursos?

De acordo com uma pesquisa interna realizada pelo Qconcursos, a média de estudo para um aluno ser aprovado em um concurso público é de quatro anos. Apesar de não ter um cálculo exato sobre a taxa de aprovação dos candidatos que passaram pela plataforma, Bentes arriscou:

"Ouso dizer que praticamente todas as pessoas que são aprovadas em concursos públicos atualmente no Brasil, passaram pelo QConcursos. Porque a plataforma é muito utilizada pelos candidatos para fazer questões, para conhecer mais sobre a banca, o modelo de provas e para treinar a teoria na prática."

A plataforma não apresenta variação de valores de acordo com a área que o futuro servidor deseja. Isso porque o Qconcursos trabalha com modelos de assinatura. São eles:

  1. Avançado: R$200/ano
  2. Premium: R$220/ano (Premium)
  3. Ilimitada Digital: 1.200/ano (Ilimitada Digital)

A mais procurada costuma ser a Premium, que garante acesso a quase todas as funcionalidades da plataforma. "Os candidatos têm direito a questões, questões comentadas com os professores e videoaulas."

Segundo Bentes, se contabilizar todos os custos envolvendo o estudo para concursos públicos, um aluno pode gastar até R$2 mil por ano com sua preparação. Isso considerando transporte, alimentação, compra de materiais, entre outros custos.

"No nosso caso, como temos um modelo de assinatura, ele [o candidato] consegue com R$220 por ano, por exemplo, ter acesso a um plano excelente, com videoaulas, questões, guia de estudo, e aí ele pode se preparar com bastante qualidade", destacou Fernando Bentes.

O curso ainda promove campanhas com descontos ao longo de todo o ano, para ajudar àqueles que não têm condições de arcar com os custos normais das assinaturas.

Botão com link para assinatura

Como escolher um bom curso preparatório?

Fernando Bentes ainda listou algumas dicas para os futuros servidores que estão em busca de um bom curso preparatório. Em primeiro lugar, o diretor acadêmico do Qconcursos recomenda que os candidatos se façam as seguintes perguntas:

  • Quer um concurso mais fácil para depois fazer um mais difícil?
  • Quer um concurso que pague bem?
  • Quer um concurso que tenha estabilidade, mesmo que não necessariamente pague tão bem?
  • Está disposto a mudar de estado ou cidade?
  • Está disposto a trabalhar muito, trabalhar de plantão ou quer trabalhar só seis horas por dia?

"Então todas essas decisões, que são decisões de vida, elas tem que ser anteriores a escolha do concurso pelo candidato", reforçou.

Depois de decidir o que quer efetivamente fazer, é a hora de procurar cursos preparatórios e plataformas educacionais que ajudarão a alcançar seu objetivo. Fernando Bentes recomendou que os candidatos procurem por instituições mais tradicionais e que apresentem bons índices de aprovação.

Além disso, o especialista alertou sobre o uso de materiais piratas e de pouca qualidade. "Não é recomendado recorrer a material pirata e de qualidade duvidosa, o candidato vai estar só perdendo tempo e dinheiro."

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Newsletter