Concurso MP-RJ: 7 dicas para estudar a dois meses da prova objetiva

A pouco mais de um mês das provas objetivas do concurso MP-RJ, professor dá dicas de como se preparar na reta final.

30/09/2019 09:31 | Atualizado: 01/10/2019 12:31

30/09/2019 09:31 | Atualizado: 01/10/2019 12:31

Em pouco menos de dois meses serão aplicadas as provas objetivas do concurso MP RJ 2019. Para ajudar os candidatos, o professor Humberto Dalla, da Fundação Escola do Ministério Público do Rio de Janeiro, conta o que é preciso para ter um estudo eficaz na reta final da preparação.

Os concorrentes têm a partir desta segunda-feira, 30, exatamente um mês e três semanas até o exame, que está marcado para o dia 24 de novembro. A avaliação compreenderá 80 questões para as carreiras de nível médio e 100 para as de nível superior.

Mas como organizar todo o conteúdo do programa durante esse período antes da prova? O professor Dalla respondem, em 7 dicas! 

Tenha a melhor preparação para o MP-RJ nesta reta final!

(Foto: Arquivo Pessoal)
Humberto é professor, promotor de justiça, autor de várias obras jurídicas
e leciona desde 1997. (Foto: Arquivo Pessoal)

1. Garantir a cobertura de todo o programa

O professor Dalla acredita que para quem ainda não fechou todo o conteúdo programático, ou seja, quem ainda não estudou alguns dos tópicos do programa, ainda pode correr atrás do tempo perdido. 

“Acho importante cobrir todo o programa. É muito arriscado focar num ponto específico e deixar de lado outros.”

Para isso, é necessária muita disciplina, principalmente porque já se trata da reta final de preparação e muitos candidatos já estão na etapa de revisão. Isso não é motivo para desespero nem para desistência, mas sim para cair dentro dos estudos. 

A dica do professor é, além de evitar distrações, buscar provas anteriores para conhecer o perfil da banca. Além disso, aliar o que se aprende na teoria com a prática constante de exercícios para fixar o conteúdo. 

2. Organizar o tempo de estudos

Seja para quem está “atrasado” nos estudos ou para aqueles que já estão se preparando há anos, organização na reta final é fundamental para garantir um bom desempenho na prova. Ter em mente o que falta ser estudado e revisado é o primeiro passo. 

Não é recomendado que o candidato se cobre além do limite aceitável, mas é importante ter consciência do tempo que se tem disponível. Aí é só somar as duas ações: tempo disponível e tópicos a serem estudados. 

Algo que pode ajudar é colocar metas semanais a serem cumpridas e distribuir o tempo de estudos para cada disciplina de acordo o nível de dificuldade. 

Humberto orienta seus alunos a estudarem todos os dias, alternando períodos mais intensos com outros mais curtos. Isso também vai depender do tempo que cada pessoa vem investindo no estudo e, sobretudo, do quanto de disponibilidade ela tem. 

“Infelizmente, muitos só conseguem estudar nos intervalos de trabalho e de afazeres pessoais. Acho que o mais importante é aproveitar cada brecha de tempo da forma mais intensa e focada possível. Aqui é importante resistir às tentações de verificar redes sociais e aplicativos de mensagem o tempo todo.”

3. Revisar pontos alternados do programa

Não tem jeito. Revisão é essencial para qualquer um que queira passar em concursos públicos. Especialistas garantem que olhar um determinado conceito ou teoria uma única vez não é o suficiente para o cérebro reter aqueles conhecimentos. 

Por isso, muitos candidatos recorrem a métodos de estudo que prometem melhorar a revisão, como mapas mentais e resumos. Seja qual for a técnica de estudo escolhida, o planejamento do estudo deve considerar um momento especial para a revisão. 

“Eu costumo sugerir aos meus alunos que escolham pontos aleatórios entre as matérias. Por exemplo, ponto 1 de Português, ponto 2 de Informática, etc. Ler o ponto e falar por cinco minutos os principais conceitos estudados. Pode ser em dupla com o bom e velho exercício do espelho que se usa na preparação para a prova oral.”

4. Combinar teoria e prática

Essa dica abrange todas as outras. Quem estuda para o concurso MP-RJ precisa resolver a maior quantidade de questões possíveis para se familiarizar com os assuntos e o perfil da banca examinadora. 

“É fundamental aliar os conhecimentos teóricos à prática dos exercícios, sobretudo examinando o perfil das provas anteriores.”

Uma boa dica é fazer simulados como se estivesse no dia da prova. Tentar resolver a mesma quantidade de questões dentro do período de tempo estabelecido pela banca para o exame. Assim, o candidatos pode ir se habituando ao ritmo da aplicação.

5. Focar em pontos nos quais se tem mais dificuldades

Na hora de fazer um planejamento para esta reta final do concurso MP RJ é preciso levar em conta o perfil pessoal. Muitas vezes um esquema predefinido de estudos pode ajudar, mas é importante saber que ele não leva em conta a trajetória e as dificuldades de cada um. 

Por isso, nas hora de organizar seus estudos, o ideal é priorizar aquelas disciplinas ou tópicos nos quais se apresentou mais dificuldade. Aqueles cujo número de acertos em simulados foi menor. Ou ainda algum tópico que foi estudado com menos frequência. 

enlightenedAtenção: isso não significa deixar outras disciplinas de lado, elas ainda devem continuar sendo revisadas. “O ideal é balancear o estudo. O candidato sempre terá pontos fortes e fracos. Eu sempre oriento meus alunos a alternar.”

Mas principalmente aqueles que já fecharam todo programa podem focar nos pontos em que se tem mais dificuldade. “E, de novo, praticar muito. Fazer exercícios e refazer os que já foram objeto de provas anteriores.”

6. Cuidar da alimentação e cuidados pessoais

“Não descuidar da alimentação e do sono ajuda a fixar o conteúdo”, garante o professor. Muitos candidatos cobram muito de si e não dão atenção às necessidade de seu corpo, mas estar saudável é imprescindível para estudar com qualidade.

Dalla indica, por exemplo, a realização de exercícios aeróbicos, que também ajudam muito. “Mesmo para aqueles que têm pouquíssimo tempo, sempre é possível correr ou andar em passo rápido ouvindo um áudio-livro ou aulas gravadas.”

Além de exercícios, o professor lembra que é fundamental prestar atenção no sono e na alimentação, mesmo em momentos mais tensos e com menos tempo disponível. Com experiência de mais de 20 anos lecionando, ele conta que, infelizmente, é comum ver candidatos acometidos de crises de ansiedade, stress, entre outros sintomas.

“Nesses casos, é fundamental buscar ajuda médica e terapêutica. Não adianta se auto-medicar ou fugir do problema. É preciso identificar e enfrentar rapidamente.” Além do acompanhamento médico, ele recomenda a prática de exercícios de meditação. 

“Há vários aplicativos disponíveis hoje em dia em smartphones. Logicamente, é muito mais fácil falar do que fazer, mas com disciplina, foco e pensamento positivo é possível conseguir.”

7. Medir o desempenho

Com um bom planejamento de estudos sendo posto em prática, uma boa frequência na resolução de provas e questões, se alimentando e dormindo bem, fica até mais fácil de visualizar a aprovação. 

Mas não para por aí. Ainda com todo esse esquema, é importante saber se o candidato está, de fato, preparado para a prova. Isso é possível somente medindo o desempenho. 

“Normalmente observando o desempenho após os exercícios e questões de provas. Isso dá um bom termômetro sobre a capacidade de aplicar na prática os conceitos estudados.”

Essa etapa da preparação passa pela resolução dos simulados mencionados anteriormente. Se trata de observar e anotar quantos acertos estão sendo alcançados nas questões e acompanhar a evolução do conteúdo retido ao longo do processo de estudos. 

Inscrições para o concurso MP RJ seguem abertas até outubro

O prazo de inscrição no concurso MP RJ ficará aberto somente até as 16h do dia 24 de outubro. Os interessados em concorrer a uma das 18 vagas devem se cadastrar por meio do site da Fundação Getulio Vargas (FGV), organizadora

Para confirmar a participação será preciso pagar uma taxa, cujo valor varia conforme o nível de escolaridade do cargo: R$95 para nível médio e R$120 para nível superior. 

A seleção, em princípio, visa preencher 18 vagas. Contudo, a expectativa é que mais aprovados sejam convocados, como ocorreu no concurso anterior, que tinha 21 vagas iniciais, mas chamou mais de 200 aprovados. 

Das oportunidades, sete são de nível médio completo, sendo seis de técnico administrativo e uma de oficial. No nível superior são 11 vagas: oito para analista processual e três para analista administrativo (três vagas). 

CARGOESCOLARIDADEREMUNERAÇÃO
Técnico administrativoNível médioR$5.612,84
Oficial do MP RJNível médioR$5.612,84
Analista administrativoNível superior em Administração, Ciências Contábeis, Direito ou EconomiaR$8.369,16
Analista processualNível superior em DireitoR$8.369,16

As remunerações são compostas pelo vencimento e pelo auxílio-alimentação de R$1.230. Os servidores do MP ainda têm direito ainda a auxílios-transporte e saúde, este por sistema de reembolso, bem como auxílio-educação, podendo o servidor contemplar até três dependentes. [

Provas objetivas serão aplicadas em dois turnos

No dia 24 de novembro os candidatos do concurso MP RJ serão submetidos à prova objetiva nos turnos da manhã e da tarde:

♦ das 8h às 13h para analista das áreas Processual e Administrativa
♦ das 15h às 19h, para as carreiras de técnico e oficial

Haverá aplicação nos municípios de Cabo Frio, Campos dos Goytacazes, Duque de Caxias, Itaperuna, Niterói, Nova Friburgo, Nova Iguaçu, Petrópolis, Rio de Janeiro, Teresópolis e Volta Redonda. 

Para técnico administrativo serão 80 questões sobre: Português, Raciocínio Lógico Matemático, Organização do MP, Noções de Informática e Noções de Direito Administrativo e Constitucional.

Para oficial também serão 80 questões abrangendo: Português, Raciocínio Lógico Matemático, Organização do MP, Noções de Direito Processual, além de Noções de Direito Administrativo e Constitucional.

Para analista processual serão 100 questões de: Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico Matemático, Organização do  Ministério Público, Tutela Coletiva e Direito da Infância e Juventude, Direito Administrativo e Constitucional, Direito Civil e Processual Civil, Direito Penal e Direito Processual Penal.

Já para analista administrativo serão 100 questões sobre: Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico Matemático, Organização do  Ministério Público, Noções de Informática, Noções de Direito Administrativo e Constitucional, Administração Geral e Pública e Contabilidade Pública. 

Confira material de preparação exclusivo para o concurso MP-RJ:

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Sobre o concurso

Inscrições Encerradas

MP-RJ - 2019

RJ
Não informado
Fund...
18 vagas