Concurso Diplomata: decreto sobre estrutura regimental é publicado

Estrutura regimental confirma Instituto Rio Branco como o responsável por realizar os concursos Diplomata, formar e capacitar os aprovados.

12/01/2021 10:30 | Atualizado: 12/01/2021 10:49

12/01/2021 10:30 | Atualizado: 12/01/2021 10:49

O presidente Jair Bolsonaro publicou nesta terça-feira, 12, o decreto 10.598, que altera a estrutura regimental e o quadro demonstrativo dos cargos de comissão e de confiança do Ministério das Relações Exteriores (MRE).

O texto, divulgado no Diário Oficial da União, remaneja e extingue funções de confiança e substitui cargo em comissão do Grupo Direção e Assessoramento Superiores (DAS) por Função Comissionada do Poder Executivo (FPCE).  

A realização de concursos para ingresso na carreira de Diplomata permanece como uma função do Instituto Rio Branco (IRB). Ele deverá recrutar, formar e aperfeiçoar os profissionais aprovados nos processos seletivos de provas e títulos.

O concurso Diplomata 2020 está suspenso desde agosto, em razão da pandemia do Coronavírus. Um novo calendário será estabelecido assim que a situação de emergência for normalizada.

A oferta é de 25 vagas para o cargo, sendo 18 de ampla concorrência, cinco para negros e duas para pessoas com deficiência. A carreira diplomática exige nível superior em qualquer área.

Ministério das Relações Exteriores tem alterações em sua estrutura regimental
Ministério das Relações Exteriores tem alterações em sua estrutura
regimental (Foto: Divulgação)

A remuneração inicial é de R$19.657,06. Esse valor é composto pelo vencimento básico de R$19.199,06 e R$458 de auxílio-alimentação. 

Os classificados terão atividades de natureza diplomática e consular, em seus aspectos específicos de representação, negociação, informação e proteção de interesses brasileiros no campo internacional.

Confira a estrutura do concurso Diplomata 2020

O concurso Diplomata é composto por três etapas. Enquanto a seleção está com o cronograma suspenso, os candidatos devem aproveitar para intensificar os estudos.

Você sabia que a Folha Dirigida também tem cursos preparatórios? A Folha Cursos dispõe de videoaulas, apostilas e questões comentadas.

Intensifique seus estudos para o concurso Diplomata!

A seguir, confira como serão realizadas cada etapa do processo seletivo:

Prova objetiva

A primeira etapa do concurso será uma prova objetiva. Ela será aplicada nas capitais dos 26 estados e no Distrito Federal, em uma nova data a ser definida. Os concorrentes terão que responder 73 questões sobre as disciplinas de: 

  • Língua Portuguesa - 10 questões; 
  • Língua Inglesa - 9 questões;
  • História do Brasil - 11 questões;
  • História mundial - 11 questões;
  • Política Internacional - 12 questões; 
  • Geografia - 6 questões; 
  • Economia - 8 questões; 
  • Direito - 6 questões.

Prova escrita: Língua Portuguesa e Língua Inglesa

A segunda etapa será composta por uma prova escrita de Língua Portuguesa e Língua Inglesa. Apenas os 250 candidatos com as melhores pontuações na objetiva serão convocados. Desse total, 187 serão de ampla concorrência, 50 negros e 13 pessoas com deficiência. 

As avaliações ocorrerão nas capitais onde houver candidatos aprovados na objetiva. Os participantes terão cinco horas para elaborar uma redação sobre tema geral, um resumo e realizar exercício de interpretação, de análise ou de comentário de textos. 

Enquanto na prova escrita de Língua Inglesa, também com a duração de cinco horas, os inscritos terão que elaborar uma redação sobre tema geral, com extensão de 45 a 50 linhas, traduzir um texto do inglês para o português. 

Assim como escrever a versão de um texto do Português para o Inglês e elaborar um resumo, em Inglês, de um texto escrito em Língua Inglesa, com extensão a ser estabelecida no comando do exercício, estimada entre 35% e 50% do texto a ser resumido. 

Prova escrita: demais disciplinas

A última etapa do concurso Diplomata será composta por exames escritos. Os candidatos deverão responder a perguntas sobre História do Brasil, Política Internacional; Geografia; Economia; Direito; Língua Espanhola e Língua Francesa.

As provas terão duração de quatro horas cada e serão aplicadas nas capitais onde houver candidatos aprovados na segunda fase.

Os aprovados em todas as etapas ainda passam por curso de formação no Instituto Rio Branco (IRB), em Brasília.

Bolsonaro garante concursos anuais para Diplomatas

Segundo o presidente Jair Bolsonaro, estão mantidos os concursos anuais para ingresso no Instituto Rio Branco (IRB), do Ministério das Relações Exteriores. A decisão foi tomada, em janeiro de 2020, após consulta aos ministros Paulo Guedes e Onyx Lorenzoni.

“O nosso ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, em contato com o nosso ministro da Economia, Paulo Guedes, informou que manterá o concurso dos senhores no corrente e nos demais anos. É um reconhecimento do trabalho de todos os senhores e senhores”, declarou Bolsonaro, aos aplausos da plateia.  

Os concursos para carreira diplomática são realizados uma vez por ano, desde 1996. Os dados são do Instituto Rio Branco. Para ser um diplomata é necessário ter nível superior completo em qualquer área.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Sobre o concurso

Inscrições Encerradas

MRE - 2020 - Diplomata

Nacional
Até R$19657,06
Fund...
25 vagas