Concurso Ministério da Justiça: sai lista preliminar de isentos

O concurso Ministério da Justiça tem a lista de pedidos de isenção deferidos e indeferidos. Veja como interpor recursos e próximas datas.

20/05/2020 08:55 | Atualizado: 20/05/2020 15:15

20/05/2020 08:55 | Atualizado: 20/05/2020 15:15

Já está disponível a relação provisória dos candidatos que solicitaram a isenção de taxa do concurso Ministério da Justiça. A listagem foi publicada nesta quarta-feira, 20, por meio do site do Instituto AOCP, o organizador. 

Até o momento, a seleção reuniu apenas 25 inscritos com a solicitação deferida. Para aqueles que não tiveram o pedido aceito, caberá a interposição de recursos contra esse resultado durante os próximos dias 21 e 22.

Para isso, o primeiro passo é acessar o site da banca. Em seguida, protocolar o pedido em requerimento próprio, no link que ficará disponível.

Segundo o cronograma, a relação final dos candidatos isentos da taxa está prevista para ser divulgada no dia 28 deste mês.

Caso o pedido isenção seja indeferido, a participação no concurso para o ministério será confirmada somente após o pagamento da taxa no valor de R$60. A quantia poderá ser quitada até o dia 16 de junho. 

Além dessa publicação, o concurso passou pela sua primeira retificação. O documento , disponível no site da banca, altera os itens 1.2 e 19.1 do edital de abertura, referentes às leis de trabalho.

Saiba mais sobre o concurso Ministério da Justiça: 

Concurso Ministério da Justiça publica lista provisória de isentos da taxa (Foto: Divulgação)
Concurso Ministério da Justiça publica lista provisória de isentos da taxa
(Foto: Divulgação)


Concurso Ministério da Justiça inscreve até junho

Estão abertas as inscrições para o concurso Ministério da Justiça. Os interessados podem se cadastrar por meio do  site do Instituto AOCP , banca organizadora, até o dia 15 de junho.

Para confirmar a participação, é necessário fazer o pagamento da taxa de inscrição no valor de R$60. Os inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) tiveram até o último dia 13 para solicitar a isenção da quantia.

Concurso Senado: contratação da banca deve ser finalizada até junho

Concurso tem remuneração de até R$8,3 mil

Com o edital de abertura publicado este mês, o concurso para o Ministério da Justiça oferta 35 vagas temporárias com ganhos iniciais de R$8,3 mil.

As chances estão distribuídas por três cargos, sendo eles: analista de governança de dados - Big Data (13 vagas); cientista de dados - Big Data (12); e engenheiro de dados - Big Data (dez).

Para todas as funções, é exigido dos candidatos o nível superior ou pós-graduação na área de Informática/Computação e experiência superior a cinco anos no ramo. Além desses requisitos, é preciso ter disponibilidade para atuação em Brasília, no Distrito Federal.

Os classificados irão atuar com jornada de 40 horas e serão contratados conforme o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), no quadro de profissionais do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Concurso será composto por três fases de avaliação

Todos os que estiverem concorrendo ao concurso Ministério da Justiça serão avaliados por meio de provas objetivas e de títulos, além de uma investigação social.

A primeira fase, composta por um exame de múltipla escolha, está prevista para o dia 2 de agosto. O Cartão de Informação contendo o horário e local da prova, tem previsão para ser divulgado no dia 9 de julho. 

As avaliações ocorrerão na cidade de Brasília. Já o exame contará com 60 questões, distribuídas entre pelas disciplinas de:

  • Língua Portuguesa (dez questões);
  • Inglês (cinco);
  • Raciocínio Lógico (cinco); e
  • Conhecimentos Específicos de Informática (40).
     

Será aprovado o candidato que acertar, no mínimo, uma questão em cada área de conhecimento e obter 40% ou mais do total de pontos previstos para Conhecimentos Específicos de Informática e 30% ou mais do total de pontos previstos para o conjunto das demais áreas da prova.

O exame de títulos será realizado apenas pelos aprovados na prova objetiva, conforme o limite de classificação, sendo: analista de governança de dados (130 aprovados na ampla concorrência); cientista de dados (120 primeiros); e engenheiro de dados (os 100 melhores classificados).

A entrega da documentação para avaliação de títulos ainda não tem data marcada. Esta fase terá dez pontos no total e será classificatória, não eliminando assim aqueles que não participarem. O resultado final será divulgado posteriormente. 

Até 125 candidatos serão considerados aprovados. Desta forma, além das 35 vagas, mais 90 concorrentes poderão ser convocados durante o prazo de validade da seleção, que será de dois anos, cabendo prorrogação por igual período.

Resumo do concurso Ministério da Justiça 

  • Órgão: Ministério da Justiça e Segurança Pública
  • Cargos: analista de governança de dados, cientista de dados e engenheiro de dados
  • Vagas: 35
  • Requisito: nível superior
  • Remuneração: R$8.300
  • Inscrições: de 11 de maio a 15 de junho
  • Provas objetivas: 2 de agosto 

Newsletter

Newsletter

Quer receber novidades sobre concursos?

Quer receber diretamente no seu e-mail as principais notícias dos concursos da sua região?

E de quebra dicas para seus estudo? Cadastre-se gratuitamente na newsletter FD para ter tudo isso!

Sobre o concurso

Inscrições Encerradas

Ministério da Justiça e Segurança Pública - 35 vagas - 2020

Nacional
Até R$8300,00
Fund...
35 vagas