Concurso Mapa: Planejamento autoriza nomeação de 300 aprovados

O Ministério do Planejamento autorizou a nomeação de 300 aprovados no concurso Mapa a partir de julho.

11/06/2018 07:14 | Atualizado: 11/06/2018 10:48

11/06/2018 07:14 | Atualizado: 11/06/2018 10:48

O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão autorizou a nomeação de 300 aprovados no concurso Mapa. A seleção é para auditor-fiscal agropecuário na função de veterinário. De acordo com a portaria publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 11, o provimento dos cargos deverá ocorrer a partir de julho. O prazo máximo será 31 de dezembro.

Os 300 aprovados já foram convocados para escolherem suas lotações. No período de 27 de abril a 3 de maio, eles tiveram que preencher um formulário indicando as localidades de preferência. As vagas do concurso Mapa são para as seguintes regiões: Acre; Amazonas; Bahia; Distrito Federal; Espírito Santo; Goiás; Maranhão; Minas Gerais; Mato Grosso do Sul;  Mato Grosso;  Pará;  Pernambuco;  Paraná; Rondônia;  Roraima; Rio Grande do Sul; Santa Catarina; São Paulo e Tocantins.

Reprodução do Diário Oficial da União de segunda-feira, 11 de junho

 

A escolha foi feita obedecendo a ordem de classificação dos aprovados na seleção para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Conforme especificado no edital, a distribuição das vagas por localidade só foi divulgada após a publicação do resultado final do concurso Mapa, no dia 27 de abril.

Aprovados no concurso Mapa terão remuneração de até R$15 mil

O edital do concurso Mapa foi divulgado no dia 26 de setembro de 2017. Ao todo, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento ofereceu 300 vagas para o cargo de auditor-fiscal na função de veterinário. Os aprovados terão direito a remuneração é R$15.042,71 para jornada de trabalho de 40 horas por semana. Esse valor já inclui o auxílio-alimentação de R$458.

Ministério da Agricultura ofereceu 300 vagas para
auditor-fiscal em concurso (Foto: Governo Federal)

 

Além da formação superior em Medicina Veterinária, para ingressar no cargo era necessário o registro ativo nos conselhos regionais ou federal da categoria. O regime contratação é o estatutário, que assegura a estabilidade empregatícia. O concurso Mapa foi composto por provas objetivas de Conhecimentos Gerais e Específicos, prova discursiva e exame de títulos.  

A objetiva precisou ser remarcada por erros materiais na elaboração dos cadernos de questões. Os candidatos estiveram submetidos a 70 questões, sendo 30 de Conhecimentos Gerais e 40 de Específicos. Essa fase contou com 27,01% de abstenção.

Foi considerado classificado quem obteve, no mínimo, 50% dos pontos em cada uma das provas. Além disso, 60% do somatório total. A segunda fase do concurso Mapa, prova discursiva, foi aplicada no dia 21 de janeiro. Os candidatos tiveram que desenvolver um estudo de caso. 

Uma reprovação não pode te abalar. Confira o artigo!

De acordo com dados da Esaf, banca responsável pela seleção, o percentual de abstenção nessa etapa foi de 0,75%. Dos 938 convocados, 931 compareceram aos exames. O resultado final do concurso Mapa foi homologado no dia 28 de março. O prazo de validade ds seleção será de dois anos, podendo ser prorrogado pelo mesmo período.

Baixe o e-book "5 passos para vaga dos sonhos" :

No vídeo abaixo saiba como funcionam as convocações em concursos públicos: 

Newsletter

Newsletter

Quer receber novidades sobre concursos?

Quer receber diretamente no seu e-mail as principais notícias dos concursos da sua região?

E de quebra dicas para seus estudo? Cadastre-se gratuitamente na newsletter FD para ter tudo isso!

Sobre o concurso

Inscrições Encerradas

Mapa 2017 - auditor fiscal federal agropecuário - veterinário

Nacional
Não informado
Fund...
Não informado