Previsão de mais de 23 mil aposentadorias reforça concurso INSS 2019

Concurso INSS 2019 é inevitável. Dos 34.257 servidores, 23.979 poderão deixar o órgão em dois anos.

04/10/2017 10:40 | Atualizado: 10/10/2017 15:08

04/10/2017 10:40 | Atualizado: 10/10/2017 15:08
imagem-fachada-inss-concurso

Concurso INSS 2019 é um dos pautados pelo
Ministério do Planejamento (Foto: Divulgação)

A previsão do governo federal de autorizar o concurso INSS 2019 , passada pelo ministro especial do Ministério do Planejamento, Arnaldo Lima Junior, tem a ver com o ritmo acelerado de aposentadorias no Instituto Nacional do Seguro Social. O esclarecimento partiu do próprio Planejamento, após ser questionado sobre as declarações de Lima Junior.
 
Segundo a pasta responsável pelas autorizações de concursos públicos, "tanto a menção a 2019, quanto a referência ao que poderá ser priorizado em termos de novos concursos públicos, traduzem uma expectativa sobre o cenário de possíveis aposentadorias nos próximos dez anos".
 
O INSS é um dos órgãos com muitas aposentadorias previstas, conforme garantiu a Confederação Nacional dos Trabalhadores da Seguridade Social (CNTSS). No total, segundo a CNTSS, 70% da força de trabalho terão as condições para se aposentar até 2019, agravando o déficit já existente.
 
Isso significa que, dos 34.257 servidores,  23.979 poderão deixar o órgão em dois anos, restando apenas 10.278 na ativa. Tais dados, referentes ao mês de agosto, constam do Painel Estatístico de Pessoal do Ministério do Planejamento.
 
Também na visão da confederação, todos esses 23.979 servidores sairão do INSS, pois haverá a integralização de uma gratificação a qual todos têm direito, luta antiga da categoria. "Por isso, se não houver um concurso, o INSS corre o risco de falir" alertou o presidente da CNTSS, Sandro Alex de Oliveira César.
 
Além das aposentadorias, o déficit de pessoal hoje já chega a 14 mil em todo o país. O Planejamento informou também que "não há, até o momento, qualquer definição sobre quantitativo e destinação de vagas, já que os órgãos têm até 31 de maio de cada ano para encaminhar seus pedidos de novos concursos. Após esse período em 2018, o Ministério do Planejamento analisará todas as solicitações".

Quando o concurso INSS 2019 será pedido?

A dúvida dos milhares de interessados no concurso INSS é quando a autarquia solicitará as vagas, para um novo concurso, ao Ministério do Planejamento. Questionado nesta quarta-feira, dia 4, o instituto informou que ainda não tem essa previsão, já que há seleção válida até agosto de 2018. O INSS reconheceu, porém, que possui necessidades e que as reposições precisam ser autorizadas pelo Planejamento.
 
Em junho, o INSS informou que "finalizava estudos (sobre o concurso), que ainda não tinham seguido para o Ministério do Desenvolvimento Social" . No mês passado, porém, a autarquia negou a previsão de novo concurso e de encaminhamento de um novo pedido , já que o último foi prorrogado até agosto do ano que vem.
 
Apesar disso e diante das declarações do assessor especial do Planejamento, Arnaldo Lima Junior, a expectativa agora é que o órgão possa encaminhar um novo pedido de concurso até 31 de maio do ano que vem (data final para encaminhamento de pedidos, estipulada pelo Planejamento), para realizá-lo em 2019. Isso por conta do grande problema de pessoal, que não foi solucionado com o concurso de 2015.
 
Sobre as nomeações pendentes do concurso INSS 2015, válido até agosto do ano que vem, a autarquia aguarda a autorização do Planejamento. Falta o aval para o INSS contratar 200 técnicos, cumprindo a oferta de vagas prevista em edital. O presidente Leonardo Gadelha já informou, porém, que pretende convocar também excedentes .
 
Para isso o Planejamento precisa autorizar a contratação do adicional de 50% das vagas. Se aprovado, o instituto contrataria 475 aprovados, 400 técnicos e 75 analistas. Esse aval, na visão da CNTSS, também é fundamental e atenuaria o grave déficit de pessoal atual. O último pedido de concurso do INSS, negado pelo Planejamento, contemplou 7.351 vagas, sendo 3.627 para técnico, 2.194 para analista e 1.530 para perito médico. Esses trẽs cargos deverão ser contemplados na nova solicitação.
 
O técnico do seguro social exige o nível médio e tem ganhos de R$5.344,87. O analista é destinado a graduados em Serviço Social, com ganhos de R$7.954,09. O perito médico, por sua vez, é para graduados em Medicina, com R$10.616,14. O INSS contrata pelo regime estatutário, com estabilidade.
Aprenda a montar um planejamento de estudos

Estude para o concurso INSS 2019

Quer sair na frente nos estudos para o concurso INSS 2019? Confira abaixo playlist especial, que ajudará vocẽ nessa caminhada!
 

Newsletter

Newsletter

Quer receber novidades sobre concursos?

Quer receber diretamente no seu e-mail as principais notícias dos concursos da sua região?

E de quebra dicas para seus estudo? Cadastre-se gratuitamente na newsletter FD para ter tudo isso!