Federação repudia militares no INSS e vai continuar cobrando concurso

Após a publicação do edital de chamamento público do INSS, Fenasps publica nota contra medida e diz que vai seguir cobrando concurso.

01/05/2020 07:32 | Atualizado: 04/05/2020 10:55

01/05/2020 07:32 | Atualizado: 04/05/2020 10:55

Nesta quinta-feira, 30, foi publicado o edital de chamamento público para contratar aposentados e militares na Previdência. No entanto, a medida, que visa suprir o déficit de pessoal enquanto o concurso INSS não sai, não agradou a todos. 

Mesmo após diversas entidades repudiarem a solução proposta pelo governo, ela foi mantida. E agora cerca de 8 mil reservistas e aposentados deverão atuar na força-tarefa para reduzir a fila de benefícios. 

Uma das entidades que critica mais duramente a ação do governo é a Fenasps - Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social.

Um dos diretores da entidade, Moacir Lopes Lídia, conversou com FOLHA DIRIGIDA. Ele já adianta que a federação seguirá cobrando o concurso INSS. 

Quer visualizar agora esse conteúdo?

Então não perca tempo e faça já a sua assinatura! Com ela você terá acesso a conteúdos exclusivos para assinantes sem anúncios. Planos a partir de R$3,99 por mês!

OU

Já possui uma conta?

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!