Concurso INSS: novo edital pode sair a partir de 2022. Entenda!

Instituto Nacional do Seguro Social não envia pedido, mas diz que vai avaliar concurso INSS a partir de 2022.

13/05/2020 12:53 | Atualizado: 14/05/2020 09:56

13/05/2020 12:53 | Atualizado: 14/05/2020 09:56

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informou que pretende concluir em cerca de um ano o dimensionamento e planejamento de Recursos Humanos da autarquia. Com isso, o concurso INSS poderá ser programado para ocorrer a partir de 2022. 

A informação foi dada nesta quarta-feira, 13, pela Assessoria de Imprensa do instituto em resposta à reportagem da FOLHA DIRIGIDA. Questionada se enviaria um pedido de concurso ao Ministério da Economia este ano, a autarquia informou que optou por aguardar o fim dos contratos temporários.

 

Saiba nesta matéria:

Concurso INSS será avaliado em maio do ano que vem

No próximo dia 31 de maio terminará o prazo para os órgãos do Poder Executivo Federal enviarem pedidos de concurso para 2021 ao Ministério da Economia. A pasta é responsável por autorizar ou não o provimento de cargos efetivos.

Nesta quarta-feira, 13, a reportagem da FOLHA DIRIGIDA questionou o INSS se este ano renovaria a sua solicitação para um novo edital com vagas efetivas. O último pedido havia sido feito em 2018, prevendo mais de 7 mil vagas. 

Em resposta, a autarquia explicou que diante da força-tarefa que está sendo promovida, com a contratação dos temporários, e de toda a reestruturação do serviço, optou por avaliar a promoção de um novo concurso público somente em maio de 2021, quanto encerrarão esses contratos temporários que são firmados agora.

Até lá, o INSS planeja ter concluído todo o dimensionamento e planejamento de recursos humanos de médio e longo prazo de seu quadro. E isso permitirá a programação de concursos a partir de 2022. Confira a nota na íntegra:
 

“O INSS não protocolou solicitação de concurso público junto ao Governo Federal em 2020. Entretanto, como o próprio presidente já destacou, em diversas ocasiões, o INSS passa, neste momento, pela maior transformação de sua história, que findará em novos rumos para a autarquia, com prestação de serviço com mais agilidade, qualidade e segurança. Destacamos que, neste momento de transformação, estão sendo realizados profundos estudos no órgão, no sentido de mapear, considerando o novo cenário em que a Casa se encontra, qual a real necessidade de pessoal e suas qualificações para, futuramente, ser apresentado ao governo federal pedido de recomposição da mão de obra, com base na nova realidade do INSS.

Além disso, informamos, neste momento o INSS está em processo da contratação de temporários para atuação no atendimento e análise de benefício, o que ajudará a zerar o estoque de requerimentos à espera de análise há mais de 45 dias. A estimativa é, até maio de 2021, ter concluído o dimensionamento e planejamento de recursos humanos de médio e longo prazo, que permitirá a programação de concursos a partir de 2022, quando acabam os contratos dos temporários.”

Concurso INSS terá vagas de níveis médio e superior

O último pedido de concurso encaminhado pelo INSS ao Governo Federal foi em 2018. Na ocasião, foram solicitadas 7.888 vagas nos níveis médio e superior, conforme o quadro abaixo. Quando um novo edital for publicado, estas deverão ser as carreiras contempladas:

TÉCNICOANALISTAMÉDICO PERITO
- Escolaridade: nível médio
- Nº de vagas: 3.984
- Remuneração: R$5.186,79 
- Escolaridade: nível superior
- Nº de vagas: 1.692 vagas
- Remuneração: R$R$7.659,87 
- Escolaridade: nível superior em Medicina 
- Nº de vagas: 2.212
- Remuneração: R$12.683,79

 

Além dessas 7 mil vagas, o INSS pediu autorização para convocar outros 2.580 aprovados do concurso de 2015, mas a validade foi expirada. 

Em entrevista recente à FOLHA DIRIGIDA, um dos diretores da Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (Fenasps), Moacir Lopes, disse que precisam ser contratadas pelo menos 20 mil pessoas para repor o quadro efetivo da autarquia. 

Mas o que o Governo Federal e o INSS vêm alegando é que a implementação de serviços pela via digital e outras medidas de reestruturação do serviço, reduzirão esta necessidade. O sindicato discorda dessa visão. 

Em audiência, representantes do INSS admitem necessidade de concurso

Sede do INSS
Concurso INSS pode sair a partir de 2022
(Foto: Divulgação)


Último concurso INSS foi há cinco anos

O último concurso para técnicos e analistas do INSS foi realizado em 2015. A seleção contou com 950 vagas, mas o número foi considerado inexpressivo diante do déficit já existente naquela época. No caso de médico perito a seleção anterior foi aberta em 2011, com 375 vagas.

Os candidatos a técnico foram avaliados por meio de prova objetiva com 120 questões sobre Ética no Serviço Público, Regime Jurídico Único, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Noções de Informática e Conhecimentos Específicos. 

Como estudar sozinho para o concurso INSS? Especialista responde!

Para analistas foram cobradas as disciplinas de Português, Raciocínio Lógico, Noções de Informática, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Legislação Previdenciária, Legislação da Assistência Social, Saúde do Trabalhador e da Pessoa com Deficiência.

Para peritos, a seleção foi composta de provas objetiva e de títulos. Na primeira foram 30 questões sobre Conhecimentos Básicos (Português, Ética no Serviço Público, Noções de Direito Constitucional e Noções de Direito Administrativo) e 50 de Conhecimentos Específicos. 

Autarquia realiza força tarefa para zerar fila 

O déficit de pessoal que já vem sendo denunciado há anos pelos sindicatos e outros especialistas, acabou levando o INSS acumular mais de 2 milhões de pedidos de benefícios pendentes. A quantidade baixa de servidores acarretou em uma demora excessiva nas análises e concessões, além de sobrecarga dos profissionais do quadro. 

Por isso, no início deste ano, o Governo Federal anunciou a contratação de servidores aposentados e militares da reserva para realizar uma força-tarefa na instituto. A medida foi criticada e questionada por várias entidades, mas o chamamento publicou foi mantido. 

A seleção está em andamento e recebeu mais de 17 mil inscrições. O objetivo é recrutar mais de 8 mil profissionais. Parte vai atuar na análise de benefícios e outros vão prestar apoio administrativo.

Como já mencionado, esses contratos serão temporários e têm previsão para encerrar em maio de 2021. Até lá o INSS quer regularizar a fila de espera, que hoje acumula milhares de pedidos atrasados. 

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Newsletter