Concurso IBGE 2018: sindicato cobrará novo edital do Planejamento

O concurso IBGE 2018 será tema de reunião da Associação do IBGE com o Ministério do Planejamento. Foram pedidas 1.800 vagas, sendo 1.200 de técnico.

30/01/2018 09:13 | Atualizado: 30/01/2018 11:42

30/01/2018 09:13 | Atualizado: 30/01/2018 11:42
O concurso IBGE 2018 será tema de reunião da Associação e Sindicato Nacional dos Servidores do IBGE (ASSIBGE) e o Ministério do Planejamento. O encontro está marcado para o próximo dia 21 de fevereiro, em Brasília.
 
Concurso IBGE 2018 é pedido

Concurso IBGE 2018 está sob análise no Planejamento
(Foto: Divulgação)

"O novo concurso é um dos assuntos que trataremos na reunião, pois 25% do quadro pode se aposentar. Isso é o equivalente a 1.400 servidores, o que geraria um colapso no órgão", informou o diretor da ASSIBGE, Paulo Lindsay.
 
 
No ano passado, a previsão era de 1.900 aposentadorias . Como 500 deixaram o órgão em 2017, 1.400 seguem em abono de permanência. A tendência, segundo a ASSIBGE, é esse número aumentar cada vez mais, tornando importante uma nova seleção.
 
O sindicalista afirmou também que aguarda um aval para a nova seleção, tendo em vista as declarações do ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, de que o governo voltará a autorizar concursos este ano .
 
"Acreditamos (em um aval) porque essa composição de muitas aposentadorias é preocupante. Se o governo entender a importância da instituição IBGE, acreditamos em uma autorização", comentou Lindsay.

Pedido de concurso IBGE 2018 é para 1.800 vagas

O pedido do concurso do IBGE é para 1.800 vagas , sendo 1.200 para técnicos. O cargo exige o nível médio e tem ganhos de R$3.556,85. As demais 600 vagas solicitadas são para a função de analista, de nível superior. A remuneração nesse caso é de R$7.458,49. Os valores já incluem o auxílio-alimentação de R$458. O pedido de concurso foi protocolado no Ministério do Planejamento no dia 15 de dezembro. Hoje a solicitação está na Divisão de Concursos Públicos do Planejamento.
 
Como estudar para concurso começando do zero? Confira!

Maior déficit para técnicos, de nível médio

A maior perda de funcionários, segundo a ASSIBGE, é registrada entre técnicos do IBGE, de nível médio. De acordo com a associação, houve diminuição de 60,7% de funcionários. Entre os cargos de nível superior o quadro reduziu em 28,3%.
 
Levando em conta o período mais recente, o número de aposentados saiu de 5.276, em 2008, chegando a 7.074, no final de 2016. O aumento foi de 34,07%. Nesse intervalo de tempo, o IBGE concedeu 2.832 aposentadorias (uma média de 354 por ano). Apesar disso, ingressaram no órgão 1.708 trabalhadores efetivos (média de 244 por ano).
 
Aprenda técnicas de memorização e concentração no estudo para concursos

Quer visualizar agora esse conteúdo?

Então não perca tempo e cadastre-se agora! Você terá acesso a conteúdos exclusivos para cadastrados.

OU

Já possui uma conta?

Quer visualizar agora esse conteúdo?

Então não perca tempo e faça já a sua assinatura! Com ela você terá acesso a conteúdos exclusivos para assinantes sem anúncios. Planos a partir de R$3,99 por mês!

OU

Já possui uma conta?

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Sobre o concurso

Previsto

IBGE - 2020 - Médio e superior

Nacional
Não informado
Fund...
Não informado