Concurso IBGE: o que faz um recenseador? Veja entrevista!

O que faz um recenseador do IBGE? Lauanna Anjos conta detalhes da função e lembra como foi a preparação para o concurso IBGE do Censo 2010.

18/03/2021 12:21 | Atualizado: 19/03/2021 09:37

Por: Juliana Goes

18/03/2021 12:21 | Atualizado: 19/03/2021 09:37 - Por: Juliana Goes

O que faz um recenseador do IBGE? Essa pergunta tem sido frequente após a abertura do concurso para o Censo Demográfico 2021. Com mais de 180 mil vagas abertas, o cargo promete ser um dos mais procurados, já que exige apenas o nível fundamental completo.

Para tirar as dúvidas dos candidatos, o Folha Dirigida Entrevista desta quinta-feira, 18, convidou a ex-recenseadora do IBGE, Lauanna Anjos.

Atualmente como agente de pesquisas e mapeamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ela conta detalhes da época em que foi recenseadora, no Censo 2010. Confira!

Assista a entrevista!  

Por que ser recenseador do IBGE?

Em 2010, alguns fatores foram decisivos para Lauanna Anjos se inscrever no concurso IBGE para o Censo Demográfico daquele ano. Com 22 anos e cursando a faculdade em Geografia, atuar em um dos Institutos mais reconhecidos da área era o caminho a seguir.

"Como eu sou formada em Geografia e na época estava iniciando a faculdade, era uma chance de entrar em um órgão da área", disse a ex-recenseadora sobre o concurso de 2010.

Na época, Lauanna se inscreveu para atuar na cidade do Rio de Janeiro. Como o IBGE indica que a inscrição seja feita na região em que o candidato mora, a ex-recenseadora seguiu a recomendação. 

Preparação para as provas

Segundo Lauanna Anjos, o Censo 2010 não era uma surpresa. Como ocorre de dez em dez anos, a expectativa para a abertura da seleção era grande naquele ano.

Cursando a graduação em Geografia, muitos amigos também estavam se preparando para o processo seletivo. Por isso, Lauanna já estudava para a seleção. Para ela, a prova de 2010 foi "bem tranquila".

"Eu não senti dificuldade. Como eu já estava na faculdade, eu tinha conhecimento em Geografia, assim como em Português e Matemática", lembra a ex-recenseadora.

Ao ser aprovada, Lauanna Anjos lembra da felicidade que sentiu. "Poxa, um primeiro trabalho público em um órgão da minha área de estudo", recorda ela.

Prepare-se para o concurso IBGE com a Folha Cursos

Folha Cursos

Treinamento e dia dia do recenseador

Segundo Lauanna Anjos, o treinamento do IBGE ocorreu em um dos prédios do Instituto, no Rio de Janeiro. Na época, os recenseadores receberam instruções sobre como lidar com as pessoas, como chegar na casa dessas recenseadas e o que fazer diante de imprevistos.

Em 2010, Lauanna lembra que o IBGE distribuiu a foto dos recenseadores entre os prédios, para que as pessoas soubessem quem viria realizar a pesquisa. A ação também dava segurança aos moradores. 

A ex-recenseadora ressalta que o horário de atuação era feito por si próprio. Mas, como muitas pessoas não estavam sempre disponíveis, o trabalho poderia ser mais complicado.

"Tem gente que não estava de manhã, só chegava à tarde ou à noite. Então, você tinha que fazer o seu horário de acordo com o do morador. Várias vezes acontecia de ir no mesmo prédio para poder realizar a pesquisa", explica Lauanna.

Como recenseador, no entanto, situações não previstas podem acontecer. Lauanna Anjos lembra de casos em que pessoas questionavam sua cor. Vale lembrar que para o IBGE, a cor ou raça da população brasileira é com base na autodeclaração.

Ou seja, as pessoas são perguntadas sobre sua cor de acordo com as seguintes opções: branca, preta, parda, indígena ou amarela. 

A ex-recenseadora lembra de casos delicados diante dessa questão. Segundo Lauanna, é provável que isso também ocorra neste ano. 

Outra situação que os recenseadores podem esperar diz respeito às perguntas em relação à renda dos recenseados. Segundo Lauanna, essa é uma questão que muitas pessoas não gostam de responder. 

"Creio que esse ano vá se repetir. Muitas pessoas têm medo de responder perguntas do setor financeiro, por achar que o governo vai confiscar", explica a ex-recenseadora.

Censo e pandemia

Segundo Lauanna, diante de uma pandemia, o Censo deste ano já será diferente em relação ao de 2010. Conforme o IBGE, protocolos sanitários de prevenção da Covid-19 serão divulgados detalhadamente em edital específico sobre os locais de prova, exigindo:

  • uso obrigatório de máscaras;
  • distanciamento seguro entre candidatos e aplicadores de prova;
  • disponibilização de álcool em gel em todos os locais de prova;
  • medidas para evitar aglomerações; e
  • respeito às legislações locais.

"O candidato que descumprir as medidas de proteção será eliminado do processo seletivo e terá sua prova anulada", ressaltou o IBGE.

Apesar da expectativa pela vacinação, o IBGE adiantou que, mesmo que não haja a vacina para os profissionais e toda a população, a coleta segue prevista.

Remuneração do recenseador

Segundo Lauanna Anjos, cada recenseador recebe um setor censitário e, nele, são feitas as pesquisas.

"Cada questionário tem um valor, quanto mais (pesquisas feitas) será o valor que ele vai receber, mas isso depende do tamanho do setor e quantos serão disponibilizados", ressalta a ex-recenseadora.

Além da remuneração, o recenseador também terá direito ao 13º salário e às férias proporcionais aos dias trabalhados e à produção. No  site do IBGE , é possível simular a remuneração. Confira aqui como realizar esse cálculo.

Inscrições até esta sexta, 19

As inscrições para o concurso IBGE seguem abertas até as 23h59 desta sexta-feira, 19 de fevereiro site do Cebraspe, organizador . A taxa é de R$25,77. 

 Já as provas objetivas serão aplicadas, presencialmente, no dia 18 de abril para os agentes e no dia 25 de abril para os recenseadores.

Os exames terão duração de quatro horas e serão aplicados no turno da tarde, com as seguintes disciplinas:

Recenseador - 50 questões

  • Língua Portuguesa (dez);
  • Ética no Serviço Público (cinco);
  • Matemática (dez); e
  • Conhecimentos técnicos (25).

Agentes - 60 questões

  • Língua Portuguesa (dez);
  • Raciocínio Lógico Quantitativo (dez);
  • Ética no Serviço Público (cinco);
  • Noções de Administração/Situações Gerenciais (15); e
  • Conhecimentos técnicos (20).
Concurso IBGE inscreve até sexta, 19 (Foto: Divulgação)
Concurso IBGE oferece mais de 181 mil vagas
para recenseadores (Foto: Divulgação)

 

As provas objetivas serão realizadas, simultaneamente, em todos os municípios em que houver vagas. Os exames ocorrerão nos 26 estados, além do Distrito Federal.

resultado final está previsto para 27 de maio. Após essa etapa, os recenseadores realizarão o treinamento, que faz parte do processo seletivo, e será realizado pelo IBGE.

A previsão do IBGE é contratar os selecionados até agosto deste ano. Isso porque, segundo o Instituto, a coleta de dados para o Censo Demográfico 2021 será realizada entre os meses de agosto e outubro.

O contrato dos agentes terá duração de cinco meses, enquanto o recenseador irá trabalhar, inicialmente, por três meses. Em ambos os casos, os contratos poderão ser prorrogados com base nas necessidades do IBGE.

enlightenedTire suas dúvidas aqui sobre o concurso IBGE para o Censo 2021enlightened

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...