Concurso IBGE: edital complementar é retificado e reduz vagas
Candidatos interessados no edital complementar do concurso IBGE de 2019 devem ficar atentos às retificações, com redução de vagas.
05/05/2022 09:11 | Atualizado: 05/05/2022 11:49
05/05/2022 09:11 | Atualizado: 05/05/2022 11:49

concurso IBGE de 2019 ganhou um edital complementar esta semana. Inicialmente, foram oferecidas 107 vagas. No entanto, conforme retificação divulgada na última quarta-feira, 4, e publicada nesta quinta, 5, no Diário Oficial da União, a oferta caiu para 106 oportunidades.

Apesar da pequena mudança, os interessados no edital nº 5/2022 devem ficar atentos, já que a oferta foi reduzida de dez para nove vagas, no cargo de coordenador censitário de subárea (CCS).

As oportunidades agora estão distribuídas por nove e não mais dez municípios. Neste caso, a vaga retirada foi a da cidade de Buritis, em Minas Gerais. A nova distribuição ficou assim:

UFLocalidadeVagas
MGCoronel Fabriciano1
MGFormiga 1
MTChapada dos Guimarães1
MTLucas do Rio Verde1
MTNova Mutum1
MTSanto Antônio do Leverger1
RSSanta Cruz do Sul 1
SCSão Joaquim1
SCSão José1

Neste caso, os candidatos também devem ter o nível médio completo, além da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) definitiva ou provisória, no mínimo, na categoria "B", no prazo de validade.

Os ganhos iniciais para os aprovados serão de R$3.100, com direito aos auxílios alimentação, transporte e pré-escolar, assim como férias e 13º salário proporcionais.

Além do CCS, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística também seleciona 97 temporários para o cargo de agente censitário operacional (ACO).

As oportunidades estão distribuídas pelas capitais do Alagoas, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro e Santa Catarina.

Para concorrer, os candidatos devem ter o nível médio completo. Os contratados terão ganhos de R$1.700 mais os auxílios alimentação, transporte e pré-escolar, assim como férias e 13º salário proporcionais.

Em ambos os casos, os aprovados serão contratados pelo prazo de um ano, cabendo prorrogação por igual período.

Inscrições até sexta, 6

As inscrições para o edital complementar do concurso IBGE de 2019 foram abertas na última segunda-feira, 2, e seguem assim até esta sexta-feira, 6.

Os interessados podem se inscrever de forma online ou presencial. Para os cadastro feitos pelo computador, os candidatos devem enviar a documentação exigida no edital, para o endereço de e-mail correspondente à região/cidade/estado e cargo desejado.

Já os cadastros presenciais devem ser realizados nos postos listados no edital. Não há taxa para participação nessa seleção.

Os documentos entregues ou enviados no período de inscrição serão avaliados. A análise curricular será a única etapa desse processo seletivo.

O resultado preliminar desta etapa sairá no próximo dia 16, com prazo para recursos nos dias 17 e 18 de maio. Conforme o edital, o resultado final sairá no dia 20 deste mês.

Edital complementar do concurso IBGE oferece 106 vagas (Foto: Divulgação)
Edital complementar do concurso IBGE oferece 106 vagas
(Foto: Divulgação)

Pedido de concurso IBGE conta com 2.503 vagas

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística solicitou um novo concurso IBGE, com 2.503 vagas efetivas. A solicitação foi encaminhada, em abril, ao ministro da Economia, Paulo Guedes.

A pasta é responsável por avaliar solicitações de concursos públicos, que podem ser autorizadas até 2023. Já os órgãos e autarquias devem enviar seus pedidos até maio deste ano, quando termina o prazo para tais requerimentos.

Conforme o pedido encaminhado, o IBGE solicita o preenchimento de 2.503 vagas, que estão distribuídas pelos seguintes cargos:

  • analista de planejamento, gestão e infraestrutura e tecnologista em informações geográficas e estatísticas (1.004 vagas);
  • pesquisador em informações geográficas e estatísticas (11); e
  • técnico em informações geográficas e estatísticas (1.488).

O pedido também traz a previsão de gastos com salários, caso o concurso seja autorizado para os cargos acima, sendo eles: R$8.488,47 (analista), R$9.389,06 (pesquisador) e R$3.677,27 (técnicos).

Segundo o IBGE, ao longo dos últimos anos, a autarquia vem sofrendo progressiva redução do seu quadro de servidores, em decorrência de exonerações, falecimentos e, especialmente, aposentadorias.

"O concurso mais recente foi realizado em 2015 e, mesmo com essas reposições, não foi possível garantir um quadro mínimo para a manutenção das atividades desta instituição", diz o IBGE.

Ainda segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, Além da situação alarmante de redução do seu quadro de pessoal, 25% do total de servidores já pode requerer aposentadoria.

"Esse quantitativo pode ser ainda maior, uma vez que, para esse levantamento, foi computado, exclusivamente, o tempo de trabalho no IBGE registrado no SIAPE (sem considerar o tempo de contribuição destes servidores fora desta Fundação)", explica a autarquia.

Quer receber novidades sobre concursos?
Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!
Newsletter
Receba notícias recomendadas para você!
É só se cadastrar e seguir concursos de seu interesse para receber notícias exclusivas direto na sua página inicial.
icon