Concurso IBGE 2022: saem editais com mais de 206 mil vagas
Saíram os editais do novo concurso IBGE, com mais de 206 mil vagas temporárias, para atuação no Censo Demográfico em 2022.
15/12/2021 02:19 | Atualizado: 24/01/2022 16:32
15/12/2021 02:19 | Atualizado: 24/01/2022 16:32

Foram publicados nesta quarta-feira, 15, no Diário Oficial da União, os editais do concurso IBGE para o Censo Demográfico 2022. As inscrições, que seriam encerradas no dia 29 de dezembro, foram prorrogadas até as 16h desta sexta, 21. Data da prova também mudou.

 Ao todo, são oferecidas 206.891 vagas temporárias em todo o país, sendo elas para os seguintes cargos:

  • nível fundamental: recenseador (183.021 vagas);
  • nível médio: agente censitário supervisor (18.420 vagas) e agente censitário municipal (5.450 vagas).

As oportunidades oferecem ganhos mensais de R$1.700 para o agente supervisor e R$2.100 para o agente municipal. Com o auxílio-alimentação de R$458, os valores sobem para R$2.158 e R$2.558, respectivamente. 

Esses contratados também terão direito ao auxílio-transporte e ao auxílio pré-escolar, assim como férias e 13º salário proporcionais.

No caso do recenseador, a remuneração será por produção, calculada por setor censitário, por unidades recenseadas (domicílios urbanos e/ou rurais), tipo de questionário (básico ou amostra), pessoas recenseadas e registro no controle da coleta de dados. Confira aqui o simulador!

Veja a análise do edital!

 

Acesse o edital de recenseador do IBGE

Acesse o edital


Acesse o edital de agentes do IBGE

Acesse o edital


A jornada de trabalho recomendável para o recenseador é de, no mínimo, 25 horas, além da participação integral e obrigatória no treinamento. Já os agentes irão atuar 40 horas semanais, oito horas por dia. 

O contrato dos agentes terá duração de cinco meses, enquanto o recenseador irá trabalhar, inicialmente, por três meses.

Em ambos os casos, os contratos poderão ser prorrogados com base nas necessidades do IBGE.

Prepare-se para o concurso IBGE 2022 com a Folha Cursos

Folha Cursos

Como se inscrever no concurso IBGE 2022?

Os interessados em participar da seleção de temporários para o IBGE devem se candidatar no site da Fundação Getulio Vargas (FGV), banca organizadora.

O prazo para cadastro é o mesmo para os três cargos. As inscrições foram abertas às 16h desta quarta, 15, no  site da FGV , e seguiriam disponíveis até as 16h do dia 29 de dezembro. No entanto, houve prorrogação do prazo, aberto agora até 21 de janeiro de 2022.

Para participar, é preciso pagar uma taxa de R$57,50 (recenseadores) ou de R$60,50 (agentes), até o dia 16 de fevereiro de 2022.

Concorrentes que sejam membros de família de baixa renda, inscritos no CadÚnico ou doadores de medula óssea poderão solicitar a isenção da taxa, durante todo o período de inscrição, no  site da FGV .

Quem se inscreveu no concurso IBGE para o Censo em 2021 deverá se cadastrar na seleção deste ano normalmente. Neste passado, o processo foi cancelado devido ao corte no orçamento, com as taxas sendo devolvidas aos candidatos.

Concurso IBGE 2021 tem editais publicados com 206 mil vagas temporárias (Foto: Divulgação)
Concurso IBGE 2021 tem editais publicados
com 206 mil vagas temporárias (Foto: Divulgação)

Concurso IBGE 2022 tem provas remarcadas para abril

O concurso contará com provas objetivas, que serão realizadas no dia 10 de abril, sendo na parte da manhã para os recenseadores e à tarde para os agentes.

Os exames seriam em 27 de março, mas com a prorrogação das inscrições, o prazo para os exames mudou. A provas será estruturada da seguinte forma:

Agentes - 60 questões

  • Língua Portuguesa (dez);
  • Raciocínio Lógico Quantitativo (dez);
  • Ética no Serviço Público (cinco);
  • Noções de Administração/Situações Gerenciais (15); e
  • Conhecimentos técnicos (20).

Recenseador - 50 questões

  • Língua Portuguesa (dez);
  • Ética no Serviço Público (cinco);
  • Matemática (dez); e
  • Conhecimentos técnicos (25).

"O conteúdo a ser cobrado na prova está detalhado no edital. Disponibilizamos também uma apostila de conhecimentos técnicos, preparada pelo IBGE, para que o candidato obtenha os conhecimentos necessários para responder as questões sobre a operação censitária. A apostila e o Código de Ética do IBGE estão disponíveis no site da FGV", afirma o coordenador de RH do IBGE, Bruno Malheiros.

As provas objetivas serão realizadas, simultaneamente, em todos os municípios em que houver vagas. Os exames ocorrerão nos 26 estados, além do Distrito Federal.

No caso do recenseador, será considerado aprovado o candidato que, cumulativamente, obtiver no mínimo 15 pontos na prova objetiva e, pelo menos, um acerto em cada disciplina.

Já os candidatos ao cargo de agente precisarão obter, pelo menos, 18 pontos na prova objetiva e, no mínimo, um acerto em cada uma das disciplinas.

Após essa etapa, os recenseadores realizarão um treinamento presencial e à distância, de caráter eliminatório e classificatório, com duração de cinco dias e carga horária de oito horas diárias.

Os candidatos que tiverem, no mínimo, 80% de frequência no treinamento receberão uma ajuda de custo para transporte e alimentação. As contratações ocorrerão logo em seguida.

Os agentes serão convocados a partir de 31 de maio, enquanto os recenseadores serão chamados para o treinamento e início das atividades em junho de 2022. 

Segundo o IBGE, a pesquisa está prevista para iniciar no dia 1º de junho, no entanto, o cronograma ainda não é oficial e pode mudar nos próximos meses. 

Censo 2022 será presencial, por telefone ou internet

Ciente do contexto de pandemia, o diretor adjunto de Pesquisas do IBGE, Cimar Azeredo, acrescenta que o Instituto está desenvolvendo protocolos que garantam a segurança do recenseador e do morador durante a coleta das informações.

Além dos procedimentos de segurança, como uso de máscara, álcool e distanciamento mínimo, o morador terá a opção de responder ao recenseador presencialmente, por telefone ou ainda preencher o questionário pela internet.

"Essas três formas de coleta serão utilizadas durante a operação do Censo 2022. De qualquer forma, o recenseador terá que ir ao domicílio, seja para realizar a entrevista no local, obter o telefone do morador ou fornecer o link e a chave de acesso ao questionário para que o próprio morador preencha o questionário pela internet. O IBGE vai visitar mais de 70 milhões de domicílios. Estamos trabalhando para que a pesquisa que retrata o país seja realizada com segurança para todos", garante Cimar.

Quer receber novidades sobre concursos?
Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!
Newsletter
Receba notícias recomendadas para você!
É só se cadastrar e seguir concursos de seu interesse para receber notícias exclusivas direto na sua página inicial.
icon