Concurso IBGE: sem orçamento, Censo não será realizado em 2021

Governo anuncia que não realizará Censo em 2021 por falta de orçamento. Seleção tem provas suspensas. Entenda!

23/04/2021 15:19 | Atualizado: 25/04/2021 10:33

23/04/2021 15:19 | Atualizado: 25/04/2021 10:33

concurso IBGE para seleção de temporários deverá ficar mesmo para depois, provavelmente 2022. É que o Censo Demográfico previsto para este ano não será realizado.

O anúncio foi feito pelo secretário especial da fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, nesta sexta-feira, 23. O motivo é a falta de orçamento.

“Não há previsão orçamentária para o Censo, portanto ele não se realizará em 2021. As consequências e gestão para um novo Censo serão comunicadas ao longo desse ano, em particular em decisões tomadas na Junta de Execução Orçamentária [formada por Casa Civil e Ministério da Economia]”, declarou o secretário.

De acordo com informações da Agência Brasil, o secretário Waldery Rodrigues afirmou que novas decisões serão comunicadas oportunamente. Para a realização do Censo seriam necessários recursos na ordem de R$ 2 bilhões.

Durante a tramitação do projeto no Congresso Nacional, os parlamentares já haviam feito um corte de R$ 1,76 bilhão, agora, foi confirmada a retirada dos recursos.

+ Orçamento 2021 e concursos: Bolsonaro sanciona LOA com 54 mil vagas

Na noite desta sexta-feira, 23, o IBGE se pronunciou sobre o cancelamento do Censo. Em nota, o órgão informa:

"A Lei Orçamentária de 2021 foi sancionada sem a recomposição original de 2 bilhões para o Censo Demográfica 2021.

Conforme anunciado hoje pelo secretário especial de fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, o orçamento 2021 não traz recursos para realização do Censo Demográfico e que, portanto, o Censo será adiado. 

O IBGE retomará as tratativas com o Ministério da Economia para planejar e promover a realização do Censo em 2022, de acordo com cronograma a ser definido em conjunto com o ME.

Com relação ao processo seletivo dos censitários - agente censitário municipal, agente censitário supervisor e recenseador - o IBGE anunciará as orientações assim que for possível".

Provas do concurso IBGE já estavam suspensas

O concurso IBGE para mais de 204 mil vagas temporárias nos cargos de agente e recenseador já estava com as provas objetivas suspensas. A decisão foi comunicada no dia 6 de abril. 

Concurso IBGE (Foto: Acervo IBGE)
Censo do IBGE é suspenso por falta de orçamento
(Foto: Acervo IBGE)


O concurso do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística destinado a preencher vagas para o Censo é o maior do órgão. Neste ano, os editais publicados em fevereiro trouxeram mais de 204 mil vagas temporárias, nos cargos de:

  • agente censitário municipal (ACM) - 5.450 vagas;
  • agente censitário supervisor (ACS) - 16.959 vagas; e
  • recenseador - 181.898 vagas.

As inscrições terminaram nos dias 15 (agentes) e 19 (recenseador) de março. As vagas são destinadas a candidatos com níveis fundamental (recenseador) e médio (agentes). A banca organizadora é o Cebraspe.

Taxas de inscrições devem ser devolvidas

A não realização do Censo este ano é uma frustação para os inscritos na seleção. Mas, além disso, há o prejuízo causado pelo pagamento das taxas.

No início de abril, Folha Dirigida questionou o IBGE sobre a possível devolução das taxas, que foram de R$25,77 (recenseador) e R$39,49 (agentes).

Em resposta, o órgão informou que:

"Conforme previsto no edital, o reembolso ocorrerá caso o processo seletivo tenha que ser cancelado".

Com a não realização do Censo este ano, o reembolso para os que concorreriam ao concurso deve mesmo acontecer.

A reportagem já questionou novamente o IBGE sobre a devolução das taxas e futuro da seleção, mas até a publicação desta matéria ainda não obteve retorno.

O Censo Demográfico é uma das mais importantes pesquisas do país e previsto para acontecer de dez em dez ano.  A previsão inicial era de que o Censo acontecesse em 2020, mas precisou ser adiado devido à pandemia.  

Remarcado para 2021, a pesquisa acabou ficando sem orçamento.

Os dados populacionais do Censo são utilizados para os repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e para uma série de outras transferências da União para estados e municípios. A última contagem da população foi realizada no Censo Demográfico de 2010.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...