Concurso IBGE: RH explica como funcionará a seleção e as convocações

Concurso IBGE 2021 é aberto com mais de 204 mil vagas temporárias e coordenador de RH do Instituto explica tudo sobre a seleção. Confira!

18/02/2021 11:50 | Atualizado: 19/02/2021 18:07

Por: Juliana Goes

18/02/2021 11:50 | Atualizado: 19/02/2021 18:07 - Por: Juliana Goes

Foram publicados nesta quinta-feira, 18, os editais do concurso IBGE 2021. Para esclarecer como funciona a seleção, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística realizou uma coletiva de imprensa com o setor de Recursos Humanos (RH).

Na manhã desta quinta, 18, o coordenador de RH do IBGE, Bruno Malheiros, falou sobre o processo seletivo, que conta com 204.307 vagas temporárias, em todo o país. Ao todo, o Instituto espera receber cerca de 2 milhões de inscrições.

Confira tudo sobre o concurso!

Vagas para agentes estão em 3.929 municípios

Do total de vagas, 5.450 são para o cargo de agente censitário municipal (ACM) e 16.959 para agente censitário supervisor (ACS). A exigência, nestes casos, é o nível médio completo, já os ganhos previstos são de R$2.100 e R$1.700, respectivamente. 

As oportunidades para os cargos de agentes serão distribuídas por 3.929 municípios do país. Confira aqui a lista de cidades  contempladas e suas respectivas vagas.

As inscrições neste caso serão aceitas, no  site do Cebraspe , a partir das 10h da próxima sexta-feira, 19, até as 23h59 do dia 15 de março. A taxa é de R$39,49.

Segundo o coordenador de RH, o processo seletivo para os cargos serão os mesmos. Desta forma, os candidatos serão selecionados para a vaga, conforme a ordem de classificação.

"O processo seletivo para agente censitário e supervisor é o mesmo. Os primeiros colocados tomam posse como agente censitário municipal, enquanto os demais tomam posse como agente censitário supervisor", explicou Bruno Malheiros.

O contrato dos agentes terá duração de cinco meses, podendo ser prorrogado conforme a necessidade do IBGE. Além da remuneração, os contratados nessas funções ainda receberão o auxílio-alimentação de R$458, o auxílio-transporte e o auxílio pré-escolar, assim como férias e 13º salário proporcionais.

As provas objetivas dos agentes serão aplicadas, presencialmente, no dia 18 de abril, no turno da tarde, com quatro horas de duração.

enlightenedEstude para agente do IBGE com a Folha Cursos!

Os exames ocorrerão, simultaneamente, em todos os municípios em que houver vagas. As provas serão compostas pelas seguintes disciplinas:

60 questões

  • Língua Portuguesa (dez);
  • Raciocínio Lógico Quantitativo (dez);
  • Ética no Serviço Público (cinco);
  • Noções de Administração/Situações Gerenciais (15); e
  • Conhecimentos técnicos (20).

O resultado final será publicado no dia 27 de maio, com previsão de contratação já no dia 31 do mesmo mês.

Vagas para recenseadores estão em 5.297 municípios

As outras 181.898 vagas (confira aqui a distribuição pelo país) são para o cargo de recenseador, de nível fundamental. Essas oportunidades estão divididas por 5.297 municípios. 

Neste caso, o prazo para inscrições será aberto no próximo dia 23 de fevereiro, a partir das 10h, no  site da banca . Será possível se cadastrar até as 23h59 do dia 19 de março. A taxa é de R$25,77. 

Os recenseadores aprovados receberão uma remuneração conforme a sua produção. Segundo o coordenador de RH do IBGE, o Instituto colocará, em seu site, o simulador deste valor. O site entrará no ar no próximo dia 23 de fevereiro.

Em 2020, Folha Dirigida explicou como funciona o simulador. Confira aqui!

"A ideia é que o site esteja disponível no dia 23 de fevereiro. Nele, o candidato coloca a área de trabalho o qual ele vai atuar e o número de horas semanais que ele pretende dedicar ao trabalho. Ele (o recenseador) então tem ali uma estimativa de quanto ele vai receber. Claro, que isso depende muito do empenho e do trabalho deste recenseador", explicou Bruno Malheiros.

Além da remuneração, o recenseador também terá direito ao 13º salário e às férias proporcionais aos dias trabalhados e à produção.

Prepare-se para o concurso IBGE com a Folha Cursos

Folha Cursos

As provas para o recenseador serão aplicadas no dia 25 de abril, no turno da tarde, com quatro horas de duração. O exame será composto pelas seguintes disciplinas:

50 questões

  • Língua Portuguesa (dez);
  • Ética no Serviço Público (cinco);
  • Matemática (dez); e
  • Conhecimentos técnicos (25).

enlightenedEstude para recenseador do IBGE com a Folha Cursos!

Treinamento para recenseador é eliminatório

Os aprovados no processo seletivo serão contratados, inicialmente, pelo período de três meses. Após o resultado final, em maio, a convocação para o treinamento e contratação devem ocorrer no mês de julho.

O treinamento do recenseador será presencial e a distância e terá caráter eliminatório e classificatório. O processo terá duração de cinco dias e carga horária de oito horas diárias. 

Ao final da etapa presencial, o candidato realizará o Teste Final do Treinamento. Aquele que não obtiver o mínimo de 50% de acertos e, pelo menos, 80% de frequência será eliminado do processo seletivo.

Os candidatos que tiverem, pelo menos, 80% de frequência no treinamento presencial farão jus a uma ajuda de custo, referente aos dias em que compareceram integralmente.

Concurso IBGE é aberto (Foto: Divulgação)
Concurso IBGE oferece mais de 204 mil vagas temporárias
(Foto: Divulgação)

Local de trabalho x local de prova

No ato da inscrição, o candidato deverá escolher o cargo e a região em que deseja atuar. Com provas sendo realizadas em dias diferentes, o IBGE permite a participação nos dois processos seletivos (agente e recenseador).

Além da escolha do local de trabalho, o candidato também deverá escolher o local em que deseja realizar a prova. Desta forma, não necessariamente as localidades devem ser as mesmas. 

Por exemplo, um candidato que deseja atuar em São Paulo pode realizar a prova em outro estado ou município.

"O candidato pode se inscrever em uma região, para uma área de trabalho específica, e escolher um outro município para fazer a prova. Por exemplo, o candidato pode fazer a prova em São Paulo para uma área de trabalho do Rio de Janeiro, sem problemas. Isso deve ser informado no ato da inscrição", explicou Bruno Malheiros.

Proximidade com local de trabalho é o ideal

As vagas dos dois processos seletivos estão distribuídas entre 5.297 municípios de todos os estados do país. Nos municípios maiores e em áreas remotas, as vagas são oferecidas por áreas de trabalho específicas.

Segundo o IBGE, essas áreas podem abranger bairros, favelas, localidades de difícil acesso, aldeias indígenas ou comunidades quilombolas, por exemplo.

"Por isso, o ideal é que os recenseadores aprovados no processo seletivo sejam moradores das próprias localidades onde vão trabalhar, para economia de custos com deslocamentos e maior produtividade nas visitas domiciliares", explicou o IBGE.

Redução no número de vagas e orçamento para o Censo

Com o adiamento do Censo para 2021 devido à pandemia de Covid-19, os processos seletivos abertos em 2020 foram cancelados. Na época, foram oferecidas mais de 208 mil vagas temporárias.

Neste ano, no entanto, os novos processos seletivos contam com pouco mais de 204 mil oportunidades temporárias.

Segundo Bruno Malheiros, houve uma redução pequena, que não está relacionada ao orçamento mas sim a uma análise das áreas técnicas do IBGE.

"A equipe da Diretoria de Pesquisa e da Coordenação Operacional do Censo teve esse tempo a mais para rever esse planejamento, pensar novas formas de coleta e isso culminou na redução pontual em algumas localidades", explicou o coordenador.

Em relação ao Orçamento de 2021, que só deve ser votado pelo Congresso Nacional em março deste ano, Bruno Malheiros explicou que o Censo Demográfico segue confirmado, considerando a proposta orçamentária enviada ao Congresso.

"A gente tem o cronograma do Censo que não pode ser atrasado. Então a gente está trabalhando com o que a legislação nos permite. Essa execução do orçamento vem acontecendo dentro do previsto e a gente tem confiança de que o orçamento vai ser aprovado", disse o coordenador.

Protocolos sanitários contra a Covid-19

Segundo o IBGE, no dia da prova, os candidatos deverão estar munidos de caneta esferográfica cor preta de material transparente, comprovante de inscrição e documento original com foto.

Protocolos sanitários de prevenção da Covid-19 serão divulgados detalhadamente em edital específico sobre os locais de prova, exigindo o uso obrigatório de máscaras, o distanciamento seguro entre candidatos e aplicadores de prova, disponibilização de álcool em gel em todos os locais de prova, medidas para evitar aglomerações e respeito às legislações locais.

"O candidato que descumprir as medidas de proteção será eliminado do processo seletivo e terá sua prova anulada", ressaltou o IBGE.

Apesar da expectativa pela vacinação de toda a população, o IBGE adiantou que, mesmo que não haja a vacina para os profissionais e toda a população, a coleta segue prevista.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...