Concurso IBGE suspende provas para 204 mil vagas temporárias

Com mais de 200 mil vagas, concurso IBGE 2021 teve as provas objetivas suspensas. Entenda o motivo!

06/04/2021 10:52 | Atualizado: 06/04/2021 12:23

06/04/2021 10:52 | Atualizado: 06/04/2021 12:23

Foram adiadas as provas do concurso IBGE destinado ao Censo Demográfico 2021! A informação foi divulgada nesta terça-feira, 6, por meio do site do Cebraspe, a banca a organizadora. 

Apesar da notícia não ser muito animadora, esse adiamento não deve pegar os candidatos de surpresa.

Isso porque, conforme divulgado no último dia 26 de março, a votação do Orçamento no Congresso Nacional para o exercício 2021 reduziu em cerca de 96% o total de recursos destinados à realização do Censo Demográfico.

Por isso, as provas objetivas referentes aos cargos de agente censitário municipal (ACM) e agente censitário supervisor (ACS) e recenseador não serão realizadas nos dias 18 e 25 de abril, respectivamente.

No entanto, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ainda irá avaliar, junto à banca, um novo planejamento para aplicação das provas, a depender de um posicionamento do Ministério da Economia acerca do orçamento do Censo Demográfico.

Concurso IBGE tem provas objetivas suspensas (Foto: Divulgação)
Concurso IBGE tem provas objetivas suspensas
(Foto: Divulgação)

Concurso IBGE 2021 oferece mais de 204 mil vagas

Publicados no dia 18 de fevereiro, por meio do Cebraspe, os editais do concurso IBGE 2021 oferecem mais de 204 mil vagas temporárias, nos cargos de:

  • agente censitário municipal (ACM) - 5.450 vagas;
  • agente censitário supervisor (ACS) - 16.959 vagas; e
  • recenseador - 181.898 vagas.

As inscrições terminaram nos dias 15 (agentes) e 19 (recenseador) de março. As vagas são destinadas a candidatos com níveis fundamental (recenseador) e médio (agentes).

Se mantidos, os aprovados terão ganhos de R$2.100 para o agente municipal e de R$1.700 para o agente supervisor. Os valores desses profissionais ainda podem chegar a R$2.558 e R$2.158, respectivamente, com o auxílio-alimentação de R$458.

No caso do recenseador, os ganhos serão por produção. No   site do IBGE  , é possível simular a remuneração. Confira aqui como realizar esse cálculo.

Resumo sobre a seleção

  • Órgão: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)
  • Cargos: agente censitário municipal, agente censitário supervisor e recenseador
  • Vagas: 204.307 vagas temporárias
  • Requisito: níveis fundamental e médio
  • Remuneração: a partir de R$2.158
  • Bancas: Cebraspe
  • Provas: 18 de abril (agentes) e 25 de abril (recenseador)

Após corte no orçamento, segundo edital do concurso IBGE fica sem previsão

O segundo edital do concurso IBGE destinado ao Censo Demográfico 2021, que estava previsto para sair no dia 29 de março, pode não ser publicado mais este ano. Ao todo, eram esperadas 312 vagas temporárias, em cargos dos níveis médio e superior, sendo eles:

CargoVagasEscolaridadeSalário
Agente censitário de pesquisas por telefone180nível médioR$998
Supervisor censitário de pesquisas e codificação12nível superiorR$4.200
Codificador censitário120nível médioa definir

 

Em resposta à Folha Dirigida no último dia 29, o Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan), organizador, disse que recebeu apenas uma informação, na sexta, 26, afirmando que o edital não seria publicado no início desta semana como estava previsto.

banca afirmou ainda que não tem uma nova previsão para a publicação do edital, assim como o motivo que levou à suspensão da divulgação do documento.

Segundo a banca, as provas estavam previstas para o dia 23 de maio, no Rio de Janeiro, local em que os aprovados seriam alocados.

O concurso seria para selecionar profissionais que iriam atuar na fase final do Censo Demográfico 2021.

Prepare-se para o concurso IBGE com a Folha Cursos!

Folha Cursos


Instituto fala sobre o orçamento e futuro do Censo

O motivo que levou à suspensão do novo concurso IBGE, com 312 vagas, ainda não foi revelado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. No entanto, tudo indica que isso ocorre em razão do corte no orçamento para a realização do Censo Demográfico 2021.

A proposta orçamentária foi aprovada  no dia 25 de março, pelo Congresso Nacional. O texto final reduziu de R$2 bilhões para R$71 milhões os recursos previstos para o Censo Demográfico deste ano. 

Com a redução de quase 90% do Orçamento previsto no Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) encaminhado, em agosto de 2020, ao Congresso Nacional, o IBGE pode não conseguir realizar o Censo neste ano.

"Diante deste cenário, o IBGE solicitará orientações ao Ministério da Economia sobre os procedimentos no tocante à operação censitária que, de acordo com a lei 8.184/1991, deve ser realizada a cada dez anos", disse o Instituto em nota na última sexta-feira, 26.

Segundo a categoria ligada ao IBGE, sem a pesquisa, o país corre o risco de um apagão estatístico em meio a uma pandemia. Como consequência, a defasagem do Censo, que já dura 11 anos, pode minar políticas públicas para os próximos anos.

Ainda na última sexta, 26, a presidente do IBGE, Susana Cordeiro Guerra, pediu exoneração do cargo por motivos pessoais e de família. Ela estava no posto desde fevereiro de 2019, após ser escolhida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. 

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Sobre o concurso

Inscrições Encerradas

IBGE - 2021 - Temporários 207 mil vagas

Nacional
Até R$2558,00
Fund...
204307 vagas

Carregando...