Concurso da Funai é homologado, mas candidatos criticam discursiva

Um grupo de candidatos às vagas de indigenista especializado do concurso Funai 2016, aberto no ano passado, pede a anulação da prova discursiva, aplicada no dia 23 de novembro, por problema na correção dos exames e falta de resposta padrão.

27/01/2017 12:02 | Atualizado: 02/10/2017 02:30

27/01/2017 12:02 | Atualizado: 02/10/2017 02:30
*Matéria atualizada às 9h20 de segunda-feira, dia 30
 
Um grupo de candidatos às vagas de indigenista especializado do concurso Funai 2016, aberto no ano passado, pede a anulação da prova discursiva, aplicada no dia 23 de novembro, por problemas na correção dos exames e falta de resposta padrão. Segundo eles, os avaliadores da Esaf, organizadora do concurso da Fundação Nacional do Índio (Funai), teriam corrigido as avaliações sabendo os nomes dos candidatos, o que fere o princípio da isonomia do concurso. Apesar das reclamações, a Funai divulgou, nesta segunda-feira, dia 30, o resultado final do concurso , homologando-o.
 
Michel Peres, um dos concorrentes, afirmou que, na aplicação da prova, os fiscais obrigaram os candidatos a se identificarem na folha de resposta definitiva. "Foi pedido a todos os candidatos que assinassem seus respectivos nomes na folha do texto definitivo. Dois princípios importantes, nesse caso, foram feridos, porque a banca prestadora para esse concurso — a Esaf — está prestando serviço público: o princípio da impessoalidade e o da isonomia. Em situações normais, exatamente para não ferir esses dois princípios, a banca não pode exigir que a prova a ser corrigida seja assinada, rubricada ou conter qualquer palavra ou marca que identifique o candidato, sob pena de anulação da prova discursiva", afirmou o candidato.
 
Silvana Soares, também candidata ao cargo de indigenista especializado, fez as mesmas reclamações, alertando ainda que as provas vieram sem lacre. "O primeiro ponto é que a prova veio sem lacre. Eles orientaram os candidatos a assinarem o nome na folha de resposta, que foi corrigida pelos avaliadores desse jeito. Temos essa certeza porque vimos o espelho da folha de resposta com o nosso nome. Isso fere a isonomia do concurso. Quem me garante que um avaliador não ajudou um candidato conhecido?", questionou.
 
Outra reclamação dos candidatos é quanto à pontuação alta de muitos candidatos. Michel Peres afirmou que muitos obtiveram notas acima de 90 pontos, o que causa estranhamento. "Foram 195 candidatos com essa pontuação. Além disso, cinco concorrentes obtiveram a totalidade dos pontos (100 pontos). Dado o caráter subjetivo de uma prova discursiva, tais dados chegam a ser, no mínimo, surpreendentes", assinalou o candidato.
 
A correção da banca também é questionada por Silvana Soares. "Há uma candidata no nosso grupo que fez um texto correto, com o número de linhas pedido, e tirou zero. A banca alegou fuga do tema, mas isso é muito questionável. Enquanto isso, redações com rasuras e uma série de erros ficaram com 90 pontos", criticou a candidata.
 
A falta de uma folha de resposta padrão, por parte da Esaf, organizadora do concurso, também revoltou os concorrentes. "A banca Esaf não disponibilizou aos candidatos um padrão de resposta da redação, unicamente os espelhos das provas. Outras bancas, como o Cespe/UnB, disponibilizam tal padrão de resposta para que o candidato saiba com maior garantia o que exatamente deveria responder para obter a pontuação máxima. Sem esse padrão de resposta, torna-se implícito que a correção da prova discursiva para o concurso da Funai se baseou apenas no conhecimento de cada examinador, o que tornaria a correção completamente subjetiva e passível de arbitrariedades."

Advogado critica organizadora e Esaf se posiciona

 

Quer visualizar agora esse conteúdo?

Então não perca tempo e cadastre-se agora! Você terá acesso a conteúdos exclusivos para cadastrados.

OU

Já possui uma conta?

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Sobre o concurso

Inscrições Encerradas

Funai - 2016

Nacional
Até R$6788,31
Fund...
220 vagas

Carregando...