Concurso EEAr: FAB aplica prova de sargento. Veja como foi!

A Aeronáutica aplica neste domingo, 13, as provas escritas do concurso EEAr para sargentos. Confira os melhores momentos!

13/09/2020 07:00 | Atualizado: 14/09/2020 12:22

Por: Mateus Carvalho

13/09/2020 07:00 | Atualizado: 14/09/2020 12:22 - Por: Mateus Carvalho

Seguindo o novo calendário de eventos após a retomada, a Aeronáutica aplicou neste domingo, 13, as provas objetivas do concurso EEAr para sargentos. Os exames aconteceram no turno da manhã para milhares de candidatos.

E, mais uma vez, a reportagem da Folha Dirigida esteve presente em um dos pólos de realização para acompanhar os melhores momentos dessa prova tão aguardada e conversar com os candidatos.

Isso mesmo, a prova do concurso Aeronáutica para a Escola de Especialistas - a EEAR é uma das mais aguardadas a concorridas. A seleção destina-se a jovens de ambos os sexos, em diferentes cargos de aviação.

Esta foi a segunda aplicação de provas da Força Aérea Brasileira (FAB) após a retomada dos concursos que estavam suspensos por conta da pandemia. A primeira aconteceu no último domingo, 6, com os exames da EAGS.

A Folha Dirigida esteve presente no campus do Centro Universitário Augusto Motta, mais conhecido como Unisuam, em Bonsucesso, no Estado do Rio de Janeiro. Os locais de realização puderam ser conhecidos pelo  site de ingresso da Aeronáutica . A FAB recomendou uma chegada com antecedência para não correr riscos de atraso.

Seguindo as instruções da última semana, os portões foram abertos às 8h e fechados às 9h, para que as provas pudessem ser iniciadas por volta das 9h30. 

Assim que fechados os portões, a Aeronáutica iniciou os procedimentos básicos de orientações aos candidatos, todos relativos ao exame. A prova teve duração de quatro horas e 20 minutos.

Prevenção ao Coronavírus -> A Aeronáutica comunicou no Cartão de Confirmação que seguirá todas as medidas de prevenção no combate ao Coronavírus durante a aplicação dos exames. Para isso, ela cita a aprovação das orientações de aplicação de exames por meio da portaria DIRENS 163/1DCR, que dispõe, entre seus artigos, que:

  • o candidato deverá apresentar-se, em todas as etapas, fazendo uso de máscara de proteção respiratória, cobrindo nariz e boca;
  • por ocasião de comer ou beber durante a realização das provas o candidato poderá retirar a máscara, recolocando assim que terminar a alimentação, sempre respeitando o distanciamento social;
  • o uso de bebedouros coletivos está proibido e o candidato deve levar sua própria água;
  • recomenda-se que o candidato realize a higienização das mãos utilizando álcool 70%, podendo portá-lo em frascos individuais e transparentes.

Número de candidatos é expressivo antes dos portões abrirem

Antes mesmo dos portões serem abertos, o número de candidatos nos arredores da universidade já era bem expressivo. Neste caso, foi quase que impossível não contar com aglomeração, uma vez que as ruas que cercam o prédio são estreitas.

Por muito tempo, se formou uma longa fila, que começou a andar assim que portões foram abertos, exatamente às 8h.

No entanto, o ritmo de entrada era lento. Dessa forma, a partir das 8h30 a Aeronáutica pediu para que os candidatos acelerassem a entrada e evitassem aquela fila, para que desse tempo de todos entrarem no prédio.

Às 9h, em ponto, os portões foram fechados. Poucos candidatos chegaram após o fechamento, mas mesmo assim o número de abstenções deverá ser grande. 

(Foto: Mateus Carvalho)
Candidatos ao concurso EEAr chegando no prédio da Unisuam, no RJ
(Foto: Mateus Carvalho)

'Prova difícil e bem trabalhada', destaca candidato

Exatamente às 14h os portões foram abertos e os candidatos demoraram a começar a sair. Esse era o indicativo de uma prova um pouco mais difícil e trabalhosa, que demandou tempo.

Minutos depois, alguns candidatos já começaram a se dispersar, um por vez, deixando o prédio da Unisuam com otimismo. Em sua maioria, todos disseram que Português e Inglês estavam sem dificuldade, enquanto que Matemática e Física trouxeram dificuldade e bastante cálculo.

"A prova não estava tão difícil, mas também é impossível dizer que estava fácil. Na verdade, tinham partes da prova que dava pra se safar, mas no geral ela veio complicada. Esperava uma Física mais difícil, mas não estava em um nível tão elevado, agora Matemática que pegou",disse Arthut Felipe, 17.

"Eu achei Inglês muito tranquilo, bem fácil, e Português também, muito boa. Agora Matemática e Física já estavam bem mais trabalhosas. Caiu tudo dentro do esperado, mas a Matemática em geral trouxe muito cálculo e inglês basicamente muita pura interpretação, já Português bem mais dividido entre Interpretação e Gramática", revelou Matheus, 18. 

Um candidato que estava realizando a prova pela terceira vez disse que não havia como classificar essa prova como fácil. Segundo ele, a prova da EEAr é sempre uma prova complicada, mas que quem estuda de verdade consegue uma boa classificação.

"Já fiz outras vezes. É uma prova sempre bem puxada. É uma porta de entrada para a Aeronáutica, né, não podemos esquecer disso. Tudo que eles botam lá, querendo ou não, de uma maneira ou de outra, cobra", disse Matheus, 23

Além disso, ele comentou que mesmo cobrando tudo, às vezes não dá para uma matéria englobar todos os assuntos, porém são muito mescladas. Ele lembra, contudo, que muitas questões fazem pensar, em vez de pura decoreba.

"Por exemplo, na EEAr Matemática e Física você não tem que saber a fórmula, você tem que entender. Se você só decorar você não consegue fazer. Muitas questões eram muito mais lógica do que cálculo, era muito mais usar o conceito da matéria em si. A prova foi difícil, não dá para mentir, mas também foi muito bem aproveitada. Eu que não tenho curso e nada de Inglês, achei a prova fácil e básica. Quem tem curso, se dá até melhor e faz mais rápido."

Por volta das 14h20 os últimos candidatos começaram a sair, de forma bem acelerada, significando o término da prova. Estes, já podiam sair com o caderno de questões.

Concurso EEAr terá 96 questões e quatro disciplinas

Diferentemente da EAGS que é um concurso bem mais específico, a EEAr trará uma prova mais abrangente, com 96 questões de múltipla escolha envolvendo quatro disciplinas, sendo elas:

  • Língua Portuguesa;
  • Língua Inglesa;
  • Matemática;
  • Física.
     

O exame terá caráter eliminatório e classificatório, sendo comum e obrigatório a todos os candidatos das três opções disponíveis. Antes do exame ser suspenso, ele estava previsto para acontecer em 7 de junho.

Para realizar as provas, o candidato deverá utilizar somente caneta esferográfica de corpo transparente, de tinta azul ou preta. Não são permitidos lápis, borracha, lapiseira, calculadora e outros objetivos similares sobre a mesa para uso, tais como:

MATERIAIS PROIBIDOS -> óculos escuros, brincos, ou qualquer outro adorno na região das orelhas, colar ou pulseira de qualquer tipo ou material (inclusive as de cunho religioso), gorro, “bibico”, lenço ou faixa de cabeça, chapéu, boné ou similares, luvas, cachecol, bolsa, mochila, pochete, livros, manuais, impressos, cadernos, folhas avulsas de qualquer tipo e/ou anotações (inclusive o cartão de inscrição), lápis, lapiseira, borracha, caneta de corpo não transparente, calculadora, protetores auriculares, telefone celular, relógio de qualquer tipo, chave-alarme, aparelhos sonoros, fonográficos, de comunicação ou de registros eletrônicos, e/ou quaisquer dispositivos que receba, transmita e armazene informações

A nota do candidato será adquirida pela média aritmética simples dos pontos obtidos nas provas, somando os acertos em todas as disciplinas e dividindo por quatro.

Neste caso, serão considerados aptos os candidatos que obtiverem nota igual ou superior a 5 pontos, sendo Língua Portuguesa o primeiro critério de desempate. Em seguida, entram Matemática, Física e maior idade. Inglês não entra como critério, nessa prova.

O concurso da EEAR terá provas aplicadas nas localidades onde se encontram as Organizações Militares de Apoio (OMAP), sendo elas: Belém (PA), Recife (PE), Natal (RN), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), São Paulo (SP), São José dos Campos (SP), Campo Grande (MS), Canoas (RS), Santa Maria (RS), Curitiba (PR), Brasília (DF), Manaus (AM), Porto Velho (RO), Boa Vista (RR).

Quem lograr êxito nessa etapa e for considerado aprovado nas provas escritas será chamado para realizar os eventos complementares, sendo eles:

  • inspeção de Saúde (Inspsau);
  • exame de aptidão psicológica (EAP);
  • teste de avaliação do condicionamento físico (TACF);
  • concentração final; e
  • validação documental.

Além do curso de formação, que é considerada uma última etapa do concurso, mas já coloca o aluno praticamente dentro da instituição, devendo obter aprovação mínima e somente será desclassificado com faltas graves e má conduta.

Botão com link para curso de preparação

Concurso EEAr oferece 220 vagas no primeiro edital

Como é de conhecimento, a Aeronáutica divulga todo ano dois editais para o curso de formação de sargentos (CFS). O primeiro foi publicado em fevereiro e trouxe uma oferta de 220 vagas para candidatos de ambos os sexos.

É válido lembrar que nos concursos militares sempre conta como admissão para o ano seguinte, por exemplo, este é o CFS1/2021, pois será o primeiro para ingresso no próximo ano.

Concorrem apenas candidatos com o nível médio completo, com idade entre 17 e 24 anos. Diferentemente dos outros anos, a Aeronáutica trouxe apenas três opções de concorrência, sendo duas somente para homens. Confira!

Opção 1 - somente sexo masculino - Aeronavegantes

Vagas
BEV - Equipamento de Voo6
BMA – Mecânico de Aeronaves47
BMB - Material Bélico11
Opção 2 - somente sexo masculino - não-aeronavegantesVagas
SGS - guarda e segurança28
Opção 4 - ambos os sexos - controle de tráfegoVagas
BCT - controle de tráfego aéreo128


O soldo do soldado durante o curso de formação será de R$1.066. Os alunos ainda receberão alimentação, alojamento, fardamento e assistência médico-hospitalar e dentária.

Concluído o período de formação e promoção à graduação de terceriro-sargento, o soldo será de R$3,8 mil, sendo somados ainda os adicionais militar (16%) e habilitação (16%), podendo aumentar a R$5 mil.

(Foto: Sargento Batista)
Provas do concurso EEAr ocorrem neste domingo, 13
(Foto: Sargento Batista)

Em julho, a FAB publicou o segundo edital, do concurso EEAr para o CFS 2/2021, com a oferta de 289 vagas também para ambos os sexos. Os requisitos são os mesmos, mas com todas as especialidades ofertadas:

Opção 1 - ambos os sexos - Aeronavegantes

Vagas ampla concorrênciaVagas reservadas
BCO - Comunicações133
BFT – Foto Inteligência62
Opção 2 - somente sexo masculino - não-aeronavegantesVagas ampla concorrênciaVagas reservadas
SGS - guarda e segurança277
Opção 3 - somente sexo masculino - não-aeronavegantesVagas ampla concorrênciaVagas reservadas
BEI – Eletricidade e Instrumentos164
BEP – Estrutura e Pintura82
BMT – Meteorologia102
BSP - Suprimento144
SAI – Informações Aeronáuticas102
SBO - Bombeiro82
SCF – Cartografia31
SDE - Desenho21
SEM – Eletromecânica82
SML – Metalurgia31
Opção 4 - ambos os sexos - controle de tráfegoVagas ampla concorrênciaVagas reservadas
BCT - controle de tráfego aéreo10226


Neste edital, o calendário já trouxe os eventos remarcados após a suspensão por conta do Coronavírus. As inscrições terminaram em agosto e as provas serão aplicadas em novembro. Ainda não há parcial de inscritos.

Resumo do Concurso EEAr CFS2/2021

  • Órgão: Aeronáutica
  • Admissão: Curso de Formação de Sargentos (CFS) 2/2021
  • Vagas: 289
  • Requisito: nível médio
  • Inscrição: 3 a 26 de agosto
  • Provas: 22 de novembro

Newsletter

Newsletter

Quer receber novidades sobre concursos?

Quer receber diretamente no seu e-mail as principais notícias dos concursos da sua região?

E de quebra dicas para seus estudo? Cadastre-se gratuitamente na newsletter FD para ter tudo isso!

Sobre o concurso

Inscrições Encerradas

Aeronáutica CFS 1/2021

Nacional
Não informado
Fund...
220 vagas