Concurso Fhemig 2020: fundação mantém pedido de edital para efetivos

Fhemig continua com negociações para a realização de concurso público em 2020. Instituição quer preencher 1.800 vagas efetivas.

14/02/2020 15:24 | Atualizado: 14/02/2020 18:48

14/02/2020 15:24 | Atualizado: 14/02/2020 18:48

A Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais segue com as negociações para realizar o concurso Fhemig em 2020. A instituição confirmou nesta sexta-feira, 14, que mantém o pedido para preencher vagas efetivas, que precisa de autorização prévia. 

Para acontecer, a seleção, que é aguardada há mais de dois anos, precisa de uma autorização da Câmara de Orçamento de Finanças do estado (COF), além de tratativas com a Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado (Seplag-MG).

O aval chegou a ser concedido em 2017, mas foi revogado em janeiro do ano passado. A COF publicou um Ofício Circular que tornou sem efeito todas as autorizações concedidas até o fim 2018 e que não foram implementadas até aquela data. 

Assine a Folha Dirigida e turbine os estudos

Quando autorizado, o concurso Fhemig deverá preencher 1.800 vagas efetivas. Este é o quantitativo solicitado, segundo informações da Gerência de Planejamento e Desenvolvimento de Pessoas da instituição, em 2018. 

A previsão é que as vagas sejam distribuídas entre cargos de níveis médio, técnico e superior, em carreiras de técnico operacional (várias especialidades), enfermeiro, analistas e médicos.

Técnico operacional da saúde – R$1.427,73 (nível médio) e R$1.700,03 (médio/técnico)
Enfermeiros (nível superior) – R$3.464,43
Analista de gestão e assistência a saúde (superior) - R$3.464,43
Médicos (superior com pós-graduação e residência médica) - R$5.801,50

Os valores mencionados podem aumentar conforme o nível de graduação. Para médicos, a carga semanal de trabalho é de 24 horas, os demais trabalham 40 horas por semana.

Sem concurso Fhemig, sindicatos denunciam falta de pessoal em hospitais

Criada em 1977, a Fhemig é a maior rede hospitalar do Sistema Único de Saúde (SUS) e uma das maiores gestoras de hospitais públicos do país. Possui 21 unidades assistenciais distribuídas em Belo Horizonte, região metropolitana e no interior de Mina Gerais, que estão organizadas em seis complexos.

Apesar do tamanho, o último concurso para contratação de pessoal efetivo foi realizado em 2016 e contou com vagas apenas para pediatras. Para as demais carreiras, o último edital foi publicado em 2014. 

Sem concurso público vigente e com a demanda de todo o estado, a rede acaba sofrendo com a falta de pessoal. Para tentar lidar com o problema, a Fhemig publica editais de processos seletivos para contratações temporárias. 

Porém, as medidas não parecem suprir a necessidade total de profissionais, segundo informações de sindicatos e associações da categoria. Entre as unidades afetadas, está o Hospital Julia Kubitschek (HJK), que é referência na regional Barreiro e atende toda região metropolitana do Estado.

A diretora do Sindicato Único dos Trabalhadores da Saúde de Minas Gerais (Sind-Saúde/MG), Neuza Freitas, afirmou, em reunião com deputados estaduais realizada em agosto, que os problemas do HJK são comuns a toda a rede de hospitais

Na ocasião, o presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa (ALMG), deputado Carlos Pimenta, e o deputado Wendel Mesquita se comprometeram a fazer uma agenda no legislativo para discutir a questão. 

Apesar dos movimentos sindicais para tentar reverter a situação do quadro, o Estado ainda não liberou o orçamento para realização do concurso Fhemig. Assim que isso acontecer, a instituição poderá iniciar os trâmites para elaboração e publicação do edital. 

Concurso Fhemig: diretora do sindicato reforça necessidade de pessoal

(Foto: Divulgação/ Sinfarmig)
Fhemig quer novo concurso para níveis médio, técnico e superior
(Foto: Divulgação/ Sinfarmig)

Último concurso para níveis médio e superior foi há seis anos

O último concurso para efetivos realizado pela Fhemig teve edital publicado em 2016. Na ocasião, porém, foram ofertadas apenas 45 vagas de médico pediatra. A organizadora foi a Fundep - Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa. 

Já em 2014, a fundação realizou concurso com 862 vagas distribuídas entre os cargos de enfermeiro, técnico operacional de saúde, analista de gestão e assistência à saúde e médicos em várias especialidades. Os mesmos previstos para a próxima seleção. 

As avaliações consistiram em duas etapas. Na primeira etapa, os candidatos responderam a prova discursiva e a prova objetiva com 40 questões abrangendo Conhecimentos Gerais e Conhecimentos Específicos, conforme o cargo concorrido.

A redação, um texto dissertativo sobre o tema proposto pela banca, foi para os candidatos a auxiliar administrativo. Também houve análise de títulos e de experiência profissional.

Newsletter

Newsletter

Quer receber novidades sobre concursos?

Quer receber diretamente no seu e-mail as principais notícias dos concursos da sua região?

E de quebra dicas para seus estudo? Cadastre-se gratuitamente na newsletter FD para ter tudo isso!

Sobre o concurso

Previsto

Fhemig-MG - 2020

MG
Não informado
Fund...
Não informado