Concurso EsFCEx: conheça a progressão da carreira e tire dúvidas

A Escola de Formação Complementar do Exército está com inscrições abertas. Confira a progressão da carreira e tire as principais dúvidas.

28/06/2018 10:30 | Atualizado: 03/07/2019 11:37

28/06/2018 10:30 | Atualizado: 03/07/2019 11:37

*Matéria atualizada em 03/07/2019 às 11h30

O edital do concurso EsFCEx foi lançado e as inscrições já estão abertas. No total, a Escola de Formação Complementar do Exército oferece 20 vagas para graduados nas áreas de Administração, Ciências Contábeis, Comunicação Social, Direito, Matemática, Magistério Matemática e Magistério Português.

O concurso é uma das portas de entrada para uma carreira militar e promete remuneração alta, chegando a 11 mil. Outro atrativo é a possibilidade de crescimento em postos militares. A carreira do Oficial do Quadro Complementar da EsFCEx começa no posto de 1º tenente.

Depois de 62 meses, o profissional pode ser promovido ao posto de capitão. As progressões continuam e, após 86 meses, poderá ser para a patente de major. 

Já a promoção para o cargo de tente-coronel pode acontecer depois de 54 meses. O posto de coronel é o mais alto da carreira e pode ser alcançado depois de 30 meses como tenente-coronel.

Concurso EsFcex 2019 (Foto: Cabo Renan)
Concurso EsFCEx recebe inscrições para 20 vagas (Foto: Cabo Renan)


Para os interessados no concurso EsFCEx, FOLHA DIRIGIDA lista também algumas das dúvidas frequentes:

De que forma o candidato pode fazer a inscrição para o Concurso de Admissão?

As inscrições somente poderão ser realizadas no  site da EsFCEx , até o dia 2 de agosto. Para a candidatura, é preciso o pagamento da taxa de R$120. O valor deverá ser pago por meio de boleto bancário.

Para realizar a inscrição no Concurso de Admissão, é necessário que o candidato esteja inscrito no Conselho Regional da Classe Profissional?

Não, porém, para a matrícula, é necessário estar registrado no órgão fiscalizador da profissão a que concorre, quando existir. Para a comprovação deste requisito, por ocasião da efetivação da matrícula, será exigido o registro profissional expedido pelo órgão fiscalizador da profissão.

Os bacharéis de Direito que exercerem cargos ou funções incompatíveis com a advocacia, estando vedada sua inscrição na Ordem, deverão apresentar o certificado de aprovação no Exame de Ordem para Admissão no Quadro de Advogados, assinado pelo Presidente do Conselho Seccional ou da Subseção delegada e pelo presidente da banca examinadora da Ordem dos Advogados do Brasil.

Exército recebe inscrições nos concursos EsFCEx e EsSex

⇒ Há limite de idade para o candidato se inscrever no Concurso de Admissão?

Sim. O candidato deve possuir no máximo 36 anos, até o dia 31 de dezembro do ano de sua matrícula.

⇒ É possível concorrer a uma vaga neste concurso com diploma de tecnólogo?

Neste concurso, conforme previsto no edital os títulos exigidos são de formação específica em licenciatura para as áreas do Magistério, ou bacharelado para as demais áreas, porém a participação dos tecnólogos fica subordinada às decisões proferidas nos autos da ACP 0001413-95.2014.4.01.3200 – TRF/1.

⇒ O candidato casado pode fazer o curso? Qual a situação da família durante o curso?

 O candidato casado pode fazer o curso. A EsFCEx oferece alojamento somente para o aluno. A família não tem direito a alojamento.

Qual o vencimento recebido pelo aluno durante a realização do curso e após o término deste?

O candidato, ao ser matriculado na EsFCEx, passa a receber o vencimento equivalente ao posto de 1º tenente. Em janeiro deste ano o soldo passou a ser de R$8.245,00. No entanto também são oferecidos adicional de habilitação de R$1.319,20 e adicional militar de R$1.566,55, com a remuneração podendo chegar a R$11.130 (estes valores podem ser reajustados em 2020). Após a conclusão do curso ele é declarado oficial no posto de 1º tenente e continuará recebendo o mesmo valor até ser promovido ao posto de capitão.

Concursos Exército 2019: conheça as formas de ingresso na instituição

Qual a possibilidade do candidato, ao final do curso, voltar para sua cidade de origem?

Ao final do curso, o profissional escolhe o local onde irá servir, dentre as organizações miltares oferecidas pelo Exército, de acordo com a sua classificação dentro de sua especialidade. Ele pode ser designado para atividades diferentes das inerentes à sua especialização, bem como ser movimentado para outras sedes, conforme o que prescreve o Regulamento de Movimentação para Oficiais e Praças do Exército.

Não existe, portanto, qualquer compromisso ou mesmo previsão de que o candidato, ao término do curso ou ao longo de sua carreira, possa retornar à sua cidade de origem.

Qual a duração do Curso de Formação de Oficiais?

O curso tem duração aproximada de 8 meses, com início em março e término em novembro.

Caso o cônjuge seja funcionário público federal ou militar de carreira das Forças Armadas, após concluído o Curso na EsFCEx ele (a) poderá acompanhar as movimentações?

Normalmente sim. Os funcionários públicos são amparados por regimes jurídicos específicos, enquanto os militares de carreira das Forças Armadas encontram amparo no Estatuto dos Militares e regulamentação interna de cada Força.

Fonte: Exército Brasileiro - EsFCEx

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...