Concursos têm prazo de validade suspenso no Mato Grosso
Três concursos do Mato Grosso têm seus prazos de validade suspenso, por conta da Lei de Recuperação Fiscal do Estado.
29/07/2019 07:42 | Atualizado: 30/07/2019 10:50
29/07/2019 07:42 | Atualizado: 30/07/2019 10:50

Três concursos estaduais do Mato Grosso tiveram seus prazos de validade suspensos. A medida leva em consideração a Lei de Responsabilidade Fiscal, a qual o estado está submetido. O objetivo é a redução do déficit público estadual.

Segundo os avisos publicados no Diário Oficial do Estado, os concursos serão retomados, após encerrado o prazo de suspensão, pelo período de tempo semelhante ao que faltava para o encerramento da validade. A decisão é válida para os seguintes concursos:

Candidato estudando
Concursos ficarão parados até o encerramento da suspensão do prazo de
validade (Foto: Divulgação)

Relembre os detalhes de cada concurso

⇒ Detran-MT

O concurso do Departamento de Trânsito do Estado do Mato Grosso (Detran-MT) teve seu edital publicado no início de 2015 e ofertou 489 vagas. Além das oportunidades imediatas, que contemplavam funções de níveis médio e superior, havia formação de um cadastro de reservas.

As vagas de nível médio eram para o cargo de auxiliar de serviço de trânsito (atendimento, auxiliar de informática, manutenção e motorista). Já as vagas de nível superior eram para a função de analista de serviço de trânsito. 

Poderiam concorrer a função de nível superior formados em: Administração, Análise de Sistema, Arquitetura, Arquivologia, Assistência Social, Biblioteconomia, Contabilidade, Economia e Engenharia (Civil, Elétrica e Mecânica).

Também havia chances para as especialidades de Medicina do Trabalho, Pedagogia, profissional da Educação, Comunicação Social e Psicologia de Trânsito.

Os candidatos foram avaliados por meio de uma prova objetiva. Para os concorrentes às vagas de analista ainda foi aplicada uma etapa de avaliação de títulos.

A prova objetiva foi composta por questões de Conhecimentos Gerias (Língua Portuguesa, Noções de Informática, Ética e Filosofia e História e Geografia do MT), Conhecimentos Básicos (Noções de Gestão Pública, Noções de Direito Administrativo e Constitucional e Legislação de Básica) e Conhecimentos Específicos conforme o cargo pretendido.

Ainda em 2015 os servidores do Detran-MT chegaram a fazer uma greve para reivindicar a convocação dos aprovados no concurso. Também constavam na pauta questões como implementação da política de saúde e segurança do trabalho, seguranças nas unidades, melhoria nas estruturas físicas das unidades, cumprimento do banco de horas, entre outras. 

Prepare-se para concursos

Botão com link para assinatura

⇒ Politec-MT

A Perícia Oficial e Identificação Técnica de Mato Grosso (Politec-MT) ofertou 190 vagas no concurso de 2013. Deste total, 106 são para o cargo de perito criminal, 81 para o de médico legista e três para odonto-legista, todos do nível superior.

Na época o salário oferecido era de R$7.661,87, para carga de 44 horas semanais. O regime de contratação era o estatutário, que garante estabilidade empregatícia ao servidor.

Para o cargo de perito oficial criminal eram aceitas candidaturas de formados em diversas áreas. Entre elas: Administração, Arquitetura, Biologia, Ciências (Contábeis e da Computação), Direito, Economia, Engenharia (Agronômica, Civil, da Computação, Elétrica, Florestal, Mecânica e Sanitária), Farmácia, Física, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Geologia, Informática, Matemática e Química.

O concurso foi realizado em três etapas: prova objetiva, análise psicológica e investigação social.  A prova objetiva foi composta por 100 questões de Conhecimentos Básicos (Língua Portuguesa, Noções de Direito, de Gestão Pública e Legislação Básica e de Informática e Raciocínio Lógico), Gerais (Ética e Filosofia, História e Geografia de Mato Grosso e Atualidades) e Específicos.

⇒ Sejudh-MT

O concurso da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos do Mato Grosso (Sejudh-MT), realizado em 2016, ofertou vagas em cadastro de reserva para o cargo de agente penitenciário. A remuneração inicial da época era de R$2.640,09 para uma jornada de 40 horas semanais.

Também foram oferecidas oportunidades para funções de nível superior, como advogado, assistente social, enfermeiro e psicólogo. Para esses profissionais a remuneração era de R$5.326,00, também para 40 horas semanais.

Na época a expectativa era de que o Concurso Sejudh-MT chamasse, pelo menos, 714 aprovados para o cargo de agente penitenciário e 68 para os cargos de nível superior.

O concurso tem validade de dois anos, prorrogáveis por mais dois. Como foi homologado em 2018, a validade estava prevista para ser encerrada em fevereiro de 2020, podendo ser prorrogada até 2022.

Como funciona o prazo de validade do concurso? 

Quer receber novidades sobre concursos?
Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!
Newsletter
Carregando...