Concursos Fiscais: como se planejar para os próximos editais

Eugênio Montoto, head de conteúdo da Folha Cursos, explica como planejar os estudos para os próximos concursos fiscais. Confira!

17/03/2021 07:47

Por: Bruna Somma

17/03/2021 07:47 - Por: Bruna Somma

Nos últimos seis anos, foram abertos em média 100 concursos para auditores fiscais em municípios e estados de todo Brasil. A carreira proporciona estabilidade, altos salários e benefícios. A seguir, veja o número de seleções realizadas desde 2015:

AnoConcursos fiscais realizados
2015137
2016175
201743
201874
2019115
202035
Total579
Média97

Diante da oferta e dos benefícios da carreira, anualmente, milhares de pessoas tentam uma vaga em concursos fiscais. É o seu caso? Se sim, você sabe como se preparar para os próximos editais?

Eugênio Montoto, head de conteúdo da Folha Cursos, preparatório da Folha Dirigida, orienta como planejar os estudos para os concursos da área Fiscal.

“Escolher se preparar para uma carreira fiscal é escolher para a área de concursos com menor risco, uma vez que o número de concursos é relevante”, diz o especialista.

Mulher estuda para concursos públicos
Concursos fiscais exigem dedicação e preparação específica
(Foto: Divulgação)

De acordo com ele, o candidato deve começar a preparação por um conjunto de disciplinas que são comuns a qualquer edital da área Fiscal. Isto é:

  • Português;
  • Contabilidade;
  • Auditoria;
  • Direito Tributário;
  • Direito Administrativo;
  • Direito Constitucional;
  • Raciocínio Lógico.   

Para Montoto, o futuro servidor deve avaliar a quantidade de horas disponível para estudo em cada dia da semana. Depois disso, será preciso montar um plano com as disciplinas.

“Se o aluno é um iniciante, é recomendável que inicie seus estudos intercalando não mais do que três disciplinas, ou seja, montará um ciclo rotativo de estudos com três disciplinas”, aponta.

Porém, se o concorrente já tiver o hábito de estudar, o especialista recomenda construir um ciclo de estudo com as sete disciplinas mais relevantes (podendo até mesmo incluir outras).

Qual a melhor forma de estudo para concursos fiscais?

A forma de estudar para concursos fiscais, na opinião de Eugênio Montoto, é uma composição de leitura mais vídeoaulas (ou aula presencial). Além da realização de um resumo, todos os dias, dos conteúdos estudados em dias ou semanas anteriores.

“Em cada etapa de revisão a resolução de questões é fundamental”, afirma o head de conteúdo da Folha Cursos, com vasta experiência em concursos fiscais.  

Em um primeiro momento, o especialista orienta fazer uma autoavaliação em cada uma das disciplinas a ser estudada. Nesse processo, o candidato deve considerar três critérios de qualidade para cada área, como estabelecido na tabela abaixo:

DisciplinaConheceGostaDificuldadeTempo
Português    
Contabilidade    
Auditoria    
Tributário    
Administrativo    
Constitucional    
Raciocínio Lógico    

“As disciplinas exigirão níveis diferentes de dedicação em função dos indicadores de qualidade acima destacados”, diz Eugênio Montoto.

De acordo com ele, o estudante que não conhece a disciplina, não gosta e tem dificuldade, deverá alocar duas horas em seu tempo de estudo para essa disciplina.

“Entretanto se o estudante autoavaliar que conhece a disciplina, gosta e não tem dificuldade, cada vez que for estudar esta disciplina ele pode considerar que uma hora estará adequado. Avaliações intermediárias, deverão levar o estudante a tempos intermediários entre uma e duas horas, cada vez que decidir estudar a disciplina”, complementa.  

Estude para concursos fiscais com a Folha Cursos

Você sabia que a Folha Dirigida também tem cursos preparatórios? Na Folha Cursos, você tem acesso a videoaulas, apostilas e questões comentadas por especialistas para te ajudar no caminho até a aprovação.

Para concursos fiscais, Eugênio Montoto comanda um time de professores de excelência para conduzir e otimizar seus estudos.

Conheça os cursos para área fiscal e inicie seus estudos!

Concursos fiscais exigem habilidades específicas

A preparação para concursos fiscais, conforme informado por Eugênio Montoto, exige que o candidato dê uma atenção especial a Contabilidade, Direito Tributário e as Legislações Tributárias específicas do ente público em questão.

“Essas três disciplinas costumam corresponder a cerca de 50% do total de pontos dos concursos na área Fiscal”, afirma.

De acordo com o especialista, a recomendação é iniciar o estudo antes da publicação dos editais. Isso porque terá um maior tempo para cobrir todo o conteúdo programático.

“Sem a menor dúvida, a aprovação em concurso da área Fiscal exige um razoável domínio de pelo menos 16 disciplinas, não se domina essa quantidade de disciplinas em dois ou três meses”.

Para aqueles que estão se preparando para os concursos fiscais, Montoto deixa a seguinte mensagem: “conquistar sua vaga para ser auditor de um fisco municipal, estadual ou federal só depende de dedicação e organização nos estudos, são inúmeras as oportunidades”.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...