Concurso DPE PR: comissão organizadora tem novo presidente

A comissão organizadora do próximo concurso DPE PR contará com um novo presidente, após substituição do defensor público-geral do Paraná.

15/05/2020 12:50 | Atualizado: 15/05/2020 15:49

15/05/2020 12:50 | Atualizado: 15/05/2020 15:49

O concurso DPE PR tem um novo presidente em sua comissão organizadora. Conforme resolução publicada no Diário Oficial do Estado, na última quinta-feira, 14, o defensor público Ricardo Menezes da Silva irá presidir em substituição ao defensor público-geral do Paraná, Eduardo Pião Ortiz Abraão.

A saída de do defensor público-geral ocorre devido a diversos fatores, entre eles as demandas atribuídas ao magistrado. Com o novo presidente, a comissão organizadora segue trabalhando no próximo edital do concurso da Defensoria Pública do Paraná.

Em janeiro, o defensor público-geral deu o seu aval para a abertura da seleção. Ao todo, serão oferecidas 12 vagas para a carreira de defensor público.

Em sua autorização, no entanto, o magistrado afirmou que, além das 12 vagas, mais aprovados no cadastro reserva poderão ser chamados durante a validade da seleção.

Com a autorização para a abertura do concurso, o edital pode ser divulgado a qualquer momento. No entanto, a banca organizadora ainda não foi anunciada

DPE-PE prepara concurso para defensor público (Foto: Antonio Costa/Arquivo ANPR)
Concurso DPE-PR terá 12 vagas para defensor mais reserva
(Foto: Antonio Costa/Arquivo ANPR)


Em dezembro de 2019, foi publicado o aval para a contratação da banca organizadora. Desta forma, a comissão organizadora deve anunciar em breve a empresa que ficará responsável pela seleção.

Regulamento publicado revela requisitos

O regulamento do novo concurso DPE PR já foi publicado. O texto de dezembro substituiu o de junho. O documento consolida as etapas da seleção e requisitos para a seleção da carreira de defensor público. São eles:

  • Ter nacionalidade brasileira;
  • Ser bacharel em Direito;
  • Estar em dia com as obrigações militares (homens);
  • Estar no gozo dos direitos políticos;
  • Contar, na data da posse, com três anos, no mínimo, de prática profissional na área jurídica, devidamente comprovada;
  • Não possuir condenações criminais ou antecedentes criminais incompatíveis com o exercício das funções;
  • Não possuir condenação em órgão de classe, em relação ao exercício profissional, incompatível com o exercício das funções de defensor público;
  • Não possuir condenação administrativa ou condenação em área judicial de improbidade administrativa, incompatível com o exercício das funções de defensor público;
  • Haver recolhido o valor de inscrição fixado no edital de abertura;
  • Conhecer e estar de acordo com as exigências contidas no edital.
     

Concurso DPE PR terá quatro etapas

O regulamento do concurso confirma ainda as etapas de seleção, com exames sendo aplicados em Curitiba, no Paraná. A primeira fase será composta por uma prova objetiva, com 100 questões divididas por quatro grupos, sendo os três primeiros com 28 perguntas, enquanto que o último terá apenas 16 itens.

  • Grupo A - Direito Constitucional, Direito da Criança e do Adolescente e Direitos Humanos;
  • Grupo B - Direito Penal e Criminologia, Direito Processual Penal e Execução Penal;
  • Grupo C - Direito Civil, Direito Processual Civil e de Direitos Difusos e Coletivos e Direito do Consumidor;
  • Grupo D - Direito Administrativo, Princípios e Atribuições Institucionais da Defensoria Pública do Estado do Paraná, Filosofia do Direito e Sociologia Jurídica.
     

A segunda fase será composta por duas peças processuais e quatro questões dissertativas, uma de cada grupo de matérias. Nessa etapa, será permitida a consulta a texto legal, sem anotações e comentários.

A terceira fase também será composta por uma prova oral. Já a quarta etapa consistirá em uma avaliação de títulos. A nota final dos candidatos será a soma de todas as notas obtidas nas quatro etapas.

DPE PR também terá concurso na área de Apoio

Além da seleção para defensor, a DPE PR tem concurso autorizado para a área de Apoio. O aval foi publicado no dia 30 de setembro de 2019. A autorização foi dada pelo defensor-público geral, Eduardo Pião Ortiz.

De acordo com o documento, o concurso da Defensoria Pública do Estado do Paraná contará com vagas para a formação de cadastro de reserva, com o intuito de repor os cargos vagos. As oportunidades serão para as seguintes carreiras:

  • Direito;
  • Informática;
  • Engenharia;
  • Contabilidade;
  • Administração;
  • Estatística;
  • Economia;
  • Secretariado Executivo;
  • Técnico em Informática;
  • Técnico Administrativo;
  • Técnico em Recursos Humanos.

Assine a Folha Dirigida e turbine os estudos

 

Para concorrer será necessário ter nível superior na área de interesse. No caso dos cargos técnicos, a exigência será o nível médio técnico concluído na área desejada. Os ganhos para estas carreiras, considerando o último edital, serão de R$3.373,57 (graduados) e R$1.405,66 (médio/técnico).

Além dos vencimentos, a DPE-PR oferece ainda auxílio-transporte de R$325,60 e auxílio-alimentação de R$799,24. Desta forma, a remuneração para o nível superior e médio/técnico poderá chegara a R$4.498,41 e R$2.530,50, respectivamente. 

Com o aval para o concurso DPE PR da área de Apoio, o próximo passo será a formação da comissão organizadora. Com a equipe, o projeto básico será elaborado e a abertura da licitação para escolha da banca realizada. Somente após estas etapas, o edital poderá ser divulgado.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Sobre o concurso

Previsto

DPE-PR - 2021 - defensor

PR
Até R$14294,12
Fund...
4 vagas

Carregando...

Preparação