Como se preparar para concursos 2021? Veja dicas!

Como se preparar para concursos 2021? Professor do curso CP Iuris, Samer Agi, traz dicas para quem quer garantir uma vaga nos concursos.

20/10/2020 18:00 | Atualizado: 20/10/2020 20:44

Por: Letícia Santos

20/10/2020 18:00 | Atualizado: 20/10/2020 20:44 - Por: Letícia Santos

A pandemia do novo Coronavírus gerou impactos em diversas áreas, incluindo o setor de concursos públicos. Além das suspensões de diversas seleções, a publicação de alguns editais também foi adiada. Mas, a expectativa é que ao longo do ano de 2021 os concursos sejam retomados.

Alguns órgãos já até anunciaram suas previsões de vagas para o próximo ano. Entre eles, a Secretaria de Educação do Espírito Santo (Sedu ES), a secretaria de Fazenda do Ceará (Sefaz CE), o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ GO), e diversos outros.

Quem quer garantir uma vaga na carreira pública precisa estar preparado para as provas que estão por vir. Folha Dirigida conversou com o professor Samer Agi, do curso CP Iuris, sobre o assunto.

O juiz de direito substituto do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), especialista em Direito Administrativo e mestrando em Ciências Jurídicas pela Universidade Autônoma de Lisboa, listou algumas dicas sobre como se preparar para os concursos 2021

Para quem deixou os estudos de lado durante a quarentena, o professor orientou que é preciso retomar o ritmo, com foco no médio prazo.

“Teremos várias oportunidades porque as de 2020 foram transferidas para 2021 e, portanto, precisamos estar preparados para provas que ocorrerão daqui a seis, sete, oito meses.”

+ Concursos 2021: confira os editais previstos para o próximo ano 

Candidato estudando
Como se preparar para concursos 2021? Planejamento é palavra-chave
(Foto: Pixabay)

Ainda dá tempo de iniciar a preparação para os concursos 2021

Mas, se você ainda nem iniciou sua preparação, fique tranquilo! Segundo o especialista, ainda dá tempo de começar a estudar para os concursos 2021.  

Samer Agi destacou, no entanto, que é importante que o candidato não tente pular etapas. O ideal é fazer um estudo completo, em um curso regular, por exemplo. Inclusive, esta semana o curso CP Iuris fez o lançamento dos cursos para o ano de 2021.

Há opções de cursos para concursos de diversas especialidades, como carreiras federais, Magistratura Estadual, Procuradorias, delegado de polícia, entre outras.

“Siga o curso à risca. Não opte neste momento por pontos mais importantes, resumos dos resumos, destaques do que mais cai. É preciso que a pessoa estude completamente. Dá para fazer isso em seis meses, um ano, e a pessoa estará preparada em meados do ano que vem para ser aprovada.”

O especialista alertou que um dos fatores que mais prejudicam os candidatos é estudar de forma indisciplinada.

“O candidato estuda 10h por dia em uma semana e não estuda nada na outra. Essa indisciplina produz um resultado insatisfatório no estudo para concurso.”

Neste caso, a sugestão é que o futuro servidor estabeleça uma carga horária de estudos que seja sustentável. Ou seja, que ele consiga cumprir a médio e longo prazo. Dessa forma, o candidato terá mais condições de estudar disciplinadamente durante um ano, dois, ou até ser aprovado.

Nesse sentido, também é importante adotar hábitos que otimizem o tempo dedicado aos estudos. Isso inclui uma preparação do local de estudo — manter o ambiente organizado e com os materiais necessários à disposição para o momento de estudar —, além da organização das demais tarefas do dia a dia.

“O aluno deve tomar decisões como, os locais em que frequenta (onde almoça, onde pratica exercícios físicos),  tentar fazer com que isso seja mais próximo de sua casa ou na sua casa, se possível, para que o tempo no trânsito não seja um tempo relevante e que comprometa significativamente a carga horária dos estudos”, explicou Samer Agi.

+ Concursos 2021 nível médio: próximos editais somam 34 mil vagas

+ Concursos 2021: mais de 6,9 mil vagas de nível superior previstas

Pandemia não deve interferir no grau de dificuldade das provas 

O professor não acredita que a pandemia impacte no grau de dificuldade das provas. “As provas terão o mesmo grau de dificuldade e a mesma dificuldade para a aprovação. Continua sendo difícil, mas continua sendo plenamente factível para quem tem disciplina.”

No entanto, a concorrência pode aumentar. Porém, segundo ele, isso não deve impactar nos estudos dos candidatos.

“A concorrência pode aumentar porque em períodos de crise muitas pessoas optam por deixar a iniciativa privada e passar a estudar para concurso público. Mas eu acho que não deve influenciar no estudo para concurso. A maior concorrência é uma concorrência pessoal em que eu preciso ser mais disciplinado do que eu era, mais organizado do que eu era, menos procrastinador do que eu era”, aconselhou.

Por fim, Samer Agi destacou a importância dos futuros servidores continuarem alimentando seus sonhos de garantir uma vaga na carreira pública. Para o professor, é esse sonho que vai ajudar os candidatos a não desanimarem nos momentos difíceis e de desmotivação.

“Essa caminhada é uma caminhada árdua, você em alguns momentos vai desanimar, mas para conseguir ser aprovado você precisa ter uma motivação, e a melhor forma de se manter motivado é alimentando um sonho. Imagine como vai ser sua vida depois da aprovação, imagine a sua mudança de rotina, de hábitos, de local de trabalho, de profissão. Imagine todo o futuro e alimente esse sonho. Isso vai te dar ânimo para continuar estudando.”

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...