Concurso Pedro II: edital da área de Apoio fica para 2022

O edital do concurso Pedro II, com vagas para cargos da área de Apoio, não deve ser publicado este ano, segundo a instituição. Entenda!

25/08/2021 15:03

Por: Juliana Goes

25/08/2021 15:03 - Por: Juliana Goes

O edital do concurso Colégio Pedro II, que estava previsto para este ano, não deve mais ser publicado, ficando assim para 2022. A informação foi dada pela instituição, nesta quarta-feira, 25, à Folha Dirigida. 

"Este concurso não deve ocorrer neste ano, pois candidatos do concurso anterior ainda estão sendo chamados", disse o Colégio Pedro II.

O adiamento na publicação do edital ocorre devido à suspensão do prazo de validade do concurso de 2018 em meio à pandemia de Covid-19.

Como Folha Dirigida revelou, em novembro de 2020, a seleção de 2018 contou com vagas para cargos que estão previstos no próximo concurso do Colégio Pedro II. Desta forma, com a validade ainda em vigor, os aprovados podem ser convocados, como a instituição informou.

Com o adiamento do concurso para o próximo ano, é preciso que a seleção esteja esteja prevista no Projeto da Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2022, que deve ser enviado ainda este mês ao Congresso Nacional.

A reserva é um indicativo para a realização do concurso. De acordo com o Colégio, as informações no PLOA são uma previsão de quanto a instituição estima arrecadar com as inscrições de todas as seleções que serão realizadas no próximo ano.

Concurso Pedro II fica para 2022 (Foto: Divulgação)
Concurso Pedro II fica para 2022
(Foto: Divulgação)

Concurso Colégio Pedro II tem cargos confirmados

Apesar de não ter o quantitativo de vagas definido, os cargos para o próximo concurso já foram revelados. Neste caso, a seleção terá o nível superior como destaque.

É que, segundo o Pedro II, dos seis cargos previstos, cinco serão destinados a profissionais graduados, sendo eles:

  • assistente social;
  • contador;
  • fonoaudiólogo;
  • analista de tecnologia da informação; e
  • técnico em assuntos educacionais.

Em cada um dos casos, os candidatos vão precisar apresentar o diploma na área de interesse (Serviço Social, Contabilidade, Fonoaudiologia e Tecnologia da Informação).

No caso do técnico em assuntos educacionais, o Pedro II exige o superior em Pedagogia. Os aprovados nessas carreiras terão ganhos iniciais de R$4.638,66, conforme dados de 2019.

Apesar do destaque para o nível superior, quem possui apenas o nível médio profissionalizante também poderá contar com oportunidades. Segundo a instituição, haverá vagas para técnico em laboratório.

As áreas, no entanto, ainda não foram definidas. Em 2018, quando realizou concurso para a carreira, o Pedro II selecionou candidatos com nível médio mais curso técnico em Biologia, Física ou Química. Os ganhos eram de R$2.904,96.

Folha Cursos

Resumo sobre a seleção

  • Órgão: Colégio Pedro II 
  • Cargos: assistente social, contador, fonoaudiólogo, analista de tecnologia da informação, técnico em assuntos educacionais e técnico em laboratório
  • Vagas: a definir
  • Requisito: níveis médio/técnico e superior
  • Remuneração: entre R$2.904,96 e R$4.638,66 (2019)
  • Banca: a definir
  • Edital: previsto para 2022

Veja detalhes dos últimos concursos Pedro II

Os dois últimos concursos públicos para a área de Apoio do Colégio Pedro II foram realizados nos anos de 2018 e 2019. O mais recente contou com 33 vagas e segue vigente

As oportunidades foram para os cargos de assistente de alunos, assistente em administração e psicólogo. Os dois primeiros tinham o nível médio completo como requisito, enquanto o último exigiu a graduação na área.

Já o edital anterior, publicado em agosto de 2018, teve um quadro de vagas mais semelhante ao esperado para o próximo edital.

Foram 26 vagas, sendo seis no nível médio/técnico para técnicos em laboratório (Biologia), em Contabilidade, Enfermagem e Nutrição e Dietética.

No nível superior, as outras 20 vagas contemplaram os cargos de analista de TI, bibliotecário documentalista, economista, enfermeiro, médico, psiquiatra, nutricionista, pedagogo, produtor cultural e técnico em assuntos educacionais.

Todos os candidatos foram avaliados por meio de uma prova objetiva, que foi aplicada nos municípios de Niterói e Duque de Caxias, além da capital. Foram cobradas 70 questões de:

  • Língua Portuguesa (20)
  • Raciocínio Lógico e Quantitativo (dez)
  • Informática (dez)
  • Legislação (dez)
  • Conhecimentos Específicos (20)

Para ser aprovado, era necessário obter 70 pontos ou mais, além de não zerar nenhuma das disciplinas. As lotações dos candidatos selecionados foram distribuídas por diversos campi da instituição, sendo eles:

Engenho Novo I, Humaitá I, Realengo I, São Cristóvão I, Tijuca I, Centro, Duque de Caxias, Engenho Novo II, Humaitá II, Niterói, Realengo II, São Cristóvão II, São Cristóvão III, Tijuca II, no Centro de Referência em Educação Infantil ou na reitoria.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...