Concurso CBMERJ temporários: TAF é marcado por irregularidades

Candidatos do concurso Bombeiros RJ, que conta com 3 mil vagas temporárias, protestam após irregularidades em primeiro dia do TAF.

19/11/2021 07:58 | Atualizado: 19/11/2021 09:39

Por: Juliana Goes

19/11/2021 07:58 | Atualizado: 19/11/2021 09:39 - Por: Juliana Goes

O primeiro dia de aplicação do Teste de Aptidão Física (TAF) do concurso Bombeiros RJ, com vagas para temporários, foi marcado por protestos de candidatos, que apontaram irregularidades durante todo o exame. As etapas foram realizadas na última quinta-feira, 18.

Nas redes sociais, em resposta a nossa equipe de reportagem, candidatos enviaram vídeos relatando os problemas encontrados durante os exames.

Segundo uma das candidatas, que realizou o TAF na Escola de Educação Física e Desportos (EEFD), na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), 12 baterias estavam marcadas para o dia 18.

Na parte da manhã, das 6h30 às 12h, as baterias de 1 a 7 realizariam as etapas, e, à tarde, das 12h às 18h30, seria a vez dos candidatos das baterias de 8 a 12. 

"Eu fui da bateria 11, entrei no local 12h, sem almoçar, ficamos aguardando ate 13h53 sentadas no chão do corredor, quando chamaram a gente para o credenciamento. Depois disso, ficamos sentadas em um ginásio que quase não havia ventilação natural, muito menos ventilador ou ar condicionado. Nesse momento, deram um saco para guardarmos os celulares e isso não estava previsto no edital", disse a candidata que não quis se identificar.

A concorrente relata que, às 15h28, a bateria dela (11) foi levada para realizar os primeiros exercícios (corda e abdominal). 

Após essa  etapa, às 16h52, essa equipe foi encaminhada para a barra fixa. Segundo a candidata, nessa etapa, de 50 concorrentes, apenas quatro foram aprovadas.

Ainda de acordo com candidatos, na bateria 12, uma concorrente teria quebrado o pé, porque havia um buraco embaixo da barra.

Segundo a candidata, às 17h53, a bateria 11 foi encaminhada para a prova de natação, mas, às 18h30, as participantes ainda aguardavam concorrentes da bateria 8 que realizavam o exame.

"Teve um momento que fizeram as candidatas esperarem 30 minutos dentro da piscina, durante a chuva, porque a câmera tinha parado de funcionar", disse uma das candidatas.

Nas redes sociais, outros concorrentes afirmam que candidatos apresentaram hipotermia. Segundo uma das candidatas que falou com nossa equipe, a confusão teve início entre 18h30 e 19h, quando acompanhantes dos candidatos, que estavam aguardando fora do local, iniciaram um protesto.

A confusão ganhou força quando outra candidata desmaiou durante a prova de corrida. Nos vídeos enviados, é possível ver que o local tinha pouca iluminação e partes alagadas devido à chuva.

"Não tinha ambulância para socorrer, porque só tinham dois bombeiros enfermeiros e eles estavam socorrendo o pessoal na natação", explicou uma das candidatas.

Reprodução internet

Reprodução internet

 

Banca organizadora e CBMERJ se posicionam

Em um comunicado publicado nesta sexta-feira, 19, a banca organizadora do concurso Bombeiros RJ, a FunRio, afirma que, por motivo de força maior, os exames realizados na última quinta-feira, 18, na Escola de Educação Física e Desportos da UFRJ, foram interrompidos e cancelados.

Desta forma, os candidatos prejudicados terão uma nova data, a ser informada posteriormente pela banca, para a realização do TAF.

A fim de garantir a isonomia do concurso, os concorrentes que realizaram o exame no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças do Corpo de Bombeiros Militar, em Guadapule, que também foram prejudicados pelas condições adversas, terão a mesma oportunidades de remarcação do TAF.

Os testes previstos para esta sexta, 19, e o próximo sábado, 20, segundo a FunRio, estão mantidos. Ainda de acordo com a banca, os candidatos que, mesmo antes as referidas condições adversas, foram aprovados no TAF não serão prejudicados pela marcação. 

Em nota à Folha Dirigida, o Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro informou que tomará todas as medidas administrativas cabíveis contratualmente para cobrar a banca.

"Para atendimento ao concurso de seleção dos militares temporários do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro e para a manutenção da lisura, isenção e imparcialidade do processo seletivo, a corporação informa que contratou empresa por meio de licitação pública,  conforme os requisitos legais para a realização de todas as etapas que envolvem as provas teóricas e testes físicos. A empresa ganhadora foi a FUNRIO.

O CBMERJ esclarece que tomará todas as medidas administrativas cabíveis contratualmente para a cobrança integral da prestação do serviço exatamente como foi acordado com a banca no processo licitatório, a fim de garantir todas as condições de cumprimento do edital"

resultado final do TAF está previsto para o dia 30 de novembro. Como previsto no edital, foram convocados para o TAF os aprovados, na objetiva, até o limite de três vezes o número de vagas oferecido.

Desta forma, é possível que 9 mil candidatos realizem os exames e, assim, tenham chances de convocação ao longo do prazo de validade da seleção, que será de um ano, podendo ser prorrogado por igual período.

"Só serão selecionados 9 mil, que estarão aptos a serem convocados durante a validade desse concurso público", disse o comandante do CBMERJ, Leandro Sampaio.

Após o TAF, será aplicado o Teste de Habilidades Específicas (THE), para a vaga de soldado guarda-vidas, e o exame de saúde, sob a responsabilidade do CBMERJ, para os habilitados nas fases anteriores.

Concurso Bombeiros RJ oferece 3 mil vagas temporárias (Foto: CBMERJ
Concurso Bombeiros RJ oferece 3 mil vagas temporárias
(Foto: CBMERJ)

Resumo sobre a seleção

  • Órgão: Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ)
  • Cargos: soldado e oficial
  • Vagas: 3 mil temporárias
  • Requisitos: níveis médio e superior, com idade entre 25 e 35 anos, respectivamente
  • Remuneração: até R$7.940,78
  • Banca: FunRio
  • Inscrições: até 22 de agosto
  • Provas: 10 de outubro

Concurso Bombeiros RJ é para temporários

Ao todo, o Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro oferece 3 mil oportunidades temporárias, sendo 2.548 são para soldados e 452 para oficiais do quadro da Saúde. 

As vagas de soldado estão distribuídas pelos postos de combatente, motorista combatente (com exigência de Carteira Nacional de Habilitação na categoria B), guarda-vidas e técnicos de enfermagem e socorrista. 

Já as oportunidades para oficial temporário são na área da Saúde, nos cargos de: médico (diversas especialidades); enfermeiro, assistente social, nutricionista, psicólogo, fisioterapeuta e fonoaudiólogo.

Veja aqui a distribuição das 3 mil vagas no Estado do RJ

Para as oportunidades de soldado temporário, por exemplo, é preciso ter o nível médio completo. Nos casos das oportunidades para técnicos de enfermagem, o curso técnico na área é exigido.

Já a escolaridade exigida para o oficial é o nível superior na área de interesse. Os médicos especialistas, no entanto, precisam ter ainda a especialização na área.

Como prevê o Serviço Militar Temporário Voluntário (SMTV), além da escolaridade, a idade máxima para ocupar o posto de praça temporário é de 25 anos e a de oficial temporário, de 35 anos.

Os ganhos inicias para os aprovados serão de R$1.226,94, para o soldado no primeiro ano, e de R$3.452,55, a partir do segundo ano do contrato. No caso do tenente (oficial), o valor inicial será de R$7.940,78

Os aprovados serão contratados pelo período de um ano, cabendo prorrogação por até oito anos.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...