BNDES altera Estatuto Social, mas mantém ingresso por concurso

O BNDES publicou as alterações feitas no Estatuto Social do Banco, mas mantém ingresso por meio de concurso público.

30/09/2019 08:54 | Atualizado: 30/09/2019 12:01

30/09/2019 08:54 | Atualizado: 30/09/2019 12:01

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) publicou no Diário Oficial da União desta segunda-feira, dia 30, as atualizações do Estatuto Social do BNDES. As resoluções foram discutidas em uma assembleia geral realizada no dia 13 de setembro.

Foram nove alterações, incluindo a composição do Conselho de Administração, as competências atribuídas ao presidente do órgão, entre outras.

No entanto, os artigos do capítulo 14, que dispõem sobre a organização interna e do pessoal do BNDES se mantêm inalterados. Isso significa que o ingresso de pessoal na instituição continua sendo feito por meio de concurso público.

A seleção deve contar com provas escritas e de títulos, como meio de avaliação dos candidatos. O concurso deve ser feito observando as normas específicas da Diretoria do órgão.

A expectativa pelo concurso BNDES é alta, especialmente pelo fato de que a última seleção foi realizada há sete anos. Além disso, durante sua cerimônia de posse o presidente do BNDES, Gustavo Montezano, falou sobre a melhoria da prestação de serviços no banco, como uma das metas de sua gestão. 

Segundo ele, tais melhorias serão implementadas  “permitindo que o gestor público não perca tempo e foco pensando em como pagar as contas, mas sim em como melhorar a vida do pagador de impostos.”

+ Novo presidente do BNDES toma posse e descarta privatização do banco

FOLHA DIRIGIDA entrou em contato com o BNDES para saber sobre a previsão de concurso para o órgão, mas ainda não obteve retorno. O banco chegou a anunciar um concurso para 2015, que contemplaria vagas de técnico administrativo, de nível médio, e profissional básico, de nível superior. 

No entanto, a seleção foi adiada em um ano e, por fim, acabou não sendo realizada. O concurso seria para formação de cadastro de reserva.

Espera-se que o novo presidente do BNDES autorize a seleção, que deverá oferecer chances para esses mesmos cargos: técnico administrativo, de nível médio e profissional básico, no nível superior. 

Em 2015, o valor das remunerações eram de R$4.759 e  R$12.022,85, respectivamente. Os ganhos contavam com o vencimento básico, mais o auxílio-alimentação de R$397,35 e auxílio-refeição de R$965,50.

Quadro de pessoal do BNDES foi fixado em junho

Em junho deste ano o Governo Federal publicou uma portaria que fixava o quantitativo de funcionários de 27 empresas públicas e sociedades de economia mista. Dentre as instituições está o BNDES, que passou a conter 2.599 cargos em seu quadro permanente.

O documento, assinado pelo secretário de Coordenação e Governança de Empresas Estatais, Fernando Ribeiro Soares, especifica que cada empresa deve gerenciar seu próprio quadro de funcionários. As instituições têm autonomia para praticar atos de gestão, contratar ou desligar funcionários.

Apesar da liberdade para avaliar a autorização de concursos públicos, as empresas devem respeitar os limites e dotações orçamentárias para cada exercício. A portaria também fixou quadros dos Correios, BB Tecnologia, Casa da Moeda, Eletronorte, Eletrobras, EBC, entre outras empresas.

+ Governo federal fixa quantitativo de funcionários de 27 estatais

BNDES
BNDES não contrata novos funcionários há sete anos (Foto: Agência Brasil)

BNDES não realiza concurso desde 2012

O último concurso para o BNDES foi realizado em 2012. A seleção ofertou vagas em cadastro de reservas para candidatos de níveis médio e superior. 

As vagas de nível médio foram para o cargo de técnico administrativo. Já as vagas de nível superior para a função de profissional básico, nas especialidades de: Administração, Análise de Sistemas (Desenvolvimento e Suporte), Arquitetura, Arquivologia, Biblioteconomia, Comunicação Social, Contabilidade, Direito, Economia, Engenharia e Psicologia.

O concurso foi organizado pela Fundação Cesgranrio. Os candidatos passaram por provas objetivas e discursivas, ambas de caráter eliminatório e classificatório.

Não perca tempo. Prepare-se para concursos públicos!

Os candidatos de nível médio fizeram uma prova objetiva com questões de Língua Portuguesa (25), Matemática (25), Língua Estrangeira (oito), Conhecimentos Específicos sobre o BNDES (seis) e Conhecimentos Gerais (seis).

A prova discursiva consistia em uma Redação. Os candidatos poderiam somar até 40 pontos na avaliação.

Para candidatos de nível superior, a prova objetiva foi composta por 50 questões. Os itens foram distribuídos pelas disciplinas de Língua Portuguesa (20), Língua estrangeira (10) e Conhecimentos Específicos (20). 

Já a prova discursiva contou com cinco questões de Conhecimentos Específicos. A avaliação valia até 50 pontos.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Sobre o concurso

Anulado / Suspenso

BNDES - 2015 - Cadastro

Nacional
Não informado
Fund...
Não informado

Carregando...