Concurso Banco Central 2017/2018: entidades pedem veto a nível superior para técnico

Mudança, que é um pleito da categoria, tem resistência de entidades representativas de servidores públicos, que cobram o veto à medida, como já aconteceu no ano passado.

09/06/2017 15:13 | Atualizado: 30/09/2017 02:30

09/06/2017 15:13 | Atualizado: 30/09/2017 02:30
No último dia 1º, deputados e senadores aprovaram no Congresso Nacional a alteração da escolaridade, de nível médio para nível superior, do cargo de técnico do Banco Central (BC), que tem pedido de concurso no Ministério do Planejamento (Concurso Banco Central 2017/2018).
 
A mudança, que é um pleito da categoria, precisa ser confirmada pelo presidente da República, Michel Temer, que já negou a elevação no ano passado. Entidades representativas de servidores públicos cobram o veto à medida, como já aconteceu no ano passado.

Entidades divulgaram carta aberta ao presidente da República

 

Quer visualizar agora esse conteúdo?

Então não perca tempo e cadastre-se agora! Você terá acesso a conteúdos exclusivos para cadastrados.

OU

Já possui uma conta?

Newsletter

Newsletter

Quer receber novidades sobre concursos?

Quer receber diretamente no seu e-mail as principais notícias dos concursos da sua região?

E de quebra dicas para seus estudo? Cadastre-se gratuitamente na newsletter FD para ter tudo isso!

Sobre o concurso

Previsto

Banco Central - 2020 - técnico, analista e procurador

Nacional
Não informado
Fund...
230 vagas