Concurso Anvisa 2016: validade suspensa será retomada após crise

O concurso Anvisa, válido até março de 2021, teve a vigência suspensa até o fim do estado de calamidade pública.

22/06/2020 11:12 | Atualizado: 22/06/2020 14:42

22/06/2020 11:12 | Atualizado: 22/06/2020 14:42

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária publicou a suspensão do prazo de validade do concurso Anvisa para técnicos administrativos, realizado em 2016. A informação saiu no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 22.

A medida foi tomada devido à Lei Complementar nº 173, de 27 de maio de 2020. Isso porque o texto suspende a vigência dos concursos públicos já homologados, começando a contar pelo dia 20 de março, quando foi decretado o estado de calamidade pública em razão da pandemia. 

De acordo com a lei, os prazos suspensos serão restabelecidos a partir do término do período de calamidade, previsto para o dia 31 de dezembro deste ano.

Em 2019, o prazo de validade da seleção (de dois anos) foi prorrogado até março de 2021. Desta forma, assim que a seleção for retomada, a Anvisa poderá continuar chamando aprovados, conforme necessidade do órgão.

Saiba mais sobre o concurso Anvisa:

Concurso Anvisa tem ganhos de R$7 mil para nível médio

Com o edital de abertura publicado em agosto de 2016, o concurso Anvisa ofertou 78 vagas para o nível médio de escolaridade. Já a homologação foi publicada em março de 2017. 

+ Concursos federais 2021: confira vagas previstas em novos pedidos

Na época, a remuneração era de R$6.460,14. Hoje, o órgão conta com ganhos de R$7.474,67 para o cargo. Os selecionados ainda têm direito a auxílio-alimentação.

Para serem classificados, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária avaliou os candidatos por meio de provas objetivas e discursivas.

Os exames foram aplicados apenas em Brasília, no mês de dezembro de 2016. Na ocasião, os candidatos tiveram quatro horas para responder 120 questões objetivas, distribuídas entre as seguintes disciplinas:

  • Conhecimentos Básicos - 50.
  • Conhecimentos Específicos - 70.

Já na prova de redação, os concorrentes precisaram discorrer um texto dissertativo, de até 30 linhas, acerca de um tema de atualidades constante no edital. 

Concurso Anvisa terá validade retomada após a pandemia (Foto: Divulgação)
Concurso Anvisa terá validade retomada após a pandemia
(Foto: Divulgação)


Concurso Anvisa convocou mais de 100 candidatos

Em agosto de 2019 foi autorizada a nomeação de mais um grupo de aprovados no último concurso público da Anvisa.

No total, foi dado o aval para que 11 candidatos fossem empossados em cargos de técnico administrativo, de nível médio. As contratações são feitas pelo regime estatutário, que assegura estabilidade.

+ Concursos abertos têm 10.544 vagas disponíveis na semana

Somente até junho do ano passado, já existiam 46 cargos de técnico administrativo que estavam vagos. Apesar das 78 vagas iniciais, com as 11 convocações autorizadas, a seleção já contabilizou 101 convocados

Também em junho, o órgão já havia chamado 90 aprovados, sendo 65 na ampla concorrência. Contudo, deste quantitativo, 12 haviam desistido antes da nomeação.

Anvisa já realizou pedido de novo concurso para 89 vagas efetivas

A Anvisa já enviou ao Ministério da Economia um novo pedido para abertura de concurso da agência. De acordo com informações da Assessoria de Imprensa, a autarquia solicitou o provimento de 89 vagas em carreiras de níveis médio e superior. 

+ Com déficit e sem concurso, Anvisa ajuda no combate à pandemia

Do quantitativo informado, são 42 de nível médio e 47 de nível superior. Confira as carreiras contempladas:

  • Especialista em Regulação e vigilância Sanitária (36 vagas)
  • Técnico em regulação e vigilância Sanitária (3 vagas)
  • Analista Administrativo (11 vagas) 
  • Técnico Administrativo (39 vagas)

Os cargos de especialista e analista exigem o nível superior. Os vencimentos iniciais são de R$15.516,12 e R$14.265,57, respectivamente. 

Já as carreiras de técnico têm como requisito o nível médio. Nesse caso, a remuneração é de R$7.474,67 para técnico administrativo, e de R$7.846,37 para técnico em regulação.

Assine a Folha Dirigida e turbine os estudos

Assim como os demais órgãos vinculados ao Poder Executivo Federal, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária teve até o último dia 31 de maio deste ano para encaminhar a demanda. Outras agência reguladoras, como Antaq e Anatel também protocolaram pedidos. 

Agora, cabe ao Ministério da Economia avaliar a demanda e conceder ou não a autorização. Se o aval for concedido, o edital poderá ser publicado em 2021. 

Contudo, o Governo Federal não divulga informações antecipadas sobre a tramitação dos pedidos. Por isso a seleção ainda não está confirmada.

Quer receber novidades sobre concursos?

Cadastre-se para receber e-mails com asnotícias em destaque da semana, dicas de preparação, novidades da Folha Dirigidae muito mais!

Carregando...