Concurso Adasa DF: TCDF apura irregularidade na contratação do Iades

O Tribunal de Contas do Distrito Federal deu um prazo de cinco dias para a Adasa DF e o Iades se manifestarem sobre suposta irregularidade.

22/05/2020 15:30 | Atualizado: 22/05/2020 18:14

22/05/2020 15:30 | Atualizado: 22/05/2020 18:14

O Tribunal de Contas do Distrito Federal está apurando a regularidade da contratação do Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades) como organizador do concurso Adasa DF 2020.

De acordo com a assessoria de comunicação, o TCDF determinou na quinta-feira, 21, um prazo de cinco dias para que a Adasa se manifeste acerca das supostas irregularidades na contratação da banca. Em mesmo prazo, o instituto também deverá prestar esclarecimentos sobre o ocorrido.

O que levou o Tribunal a tomar essa decisão foi a análise preliminar de uma representação protocolada pelo Instituto Quadrix, que também participou da licitação para escolha da instituição que ficaria responsável pelo concurso. 

Segundo a comunicação do órgão, o Quadrix alega que a contratação do Iades teria sido irregular.

Conforme representação da empresa, o Iades estaria impedido de contratar com a Administração Pública após sanção aplicada pela Polícia Militar do Distrito Federal (PM-DF), em 2017.

Isso porque houve descumprimento de cláusula do contrato na organização de processo seletivo interno de admissão ao Curso de Habilitação de Oficiais Policiais Militares em diversas áreas.

Saiba mais sobre o concurso Adasa 2020:

Concurso Adasa DF tem regularidade da banca questionada pelo TCDF (Foto: Divulgação)
Concurso Adasa DF tem regularidade da banca questionada pelo TCDF
(Foto: Divulgação)


Concurso Adasa DF tem ganhos de até R$10 mil

Publicado em março deste ano, o edital do concurso Adasa DF oferece 75 vagas para os níveis médio e superior, nos cargos de regulador e de técnico de regulação de serviços públicos.

+ Concursos federais 2021: confira as vagas previstas em novos pedidos

Desse quantitativo, 25 oportunidades são imediatas e 50 são para a formação de um cadastro de reserva.

A função de técnico de regulação de serviços públicos contempla sete chances, com exigência do nível médio. O ganho inicial é de R$4.300 para jornada de 40 horas.

Já os classificados de nível superior terão uma remuneração inicial de R$10 mil. Nesse caso, as oportunidades são para o cargo de regulador de serviços públicos, nas seguintes especialidades: 

  • Gestão e regulação: cinco vagas imediatas;
  • Engenharia civil: quatro vagas imediatas;
  • Engenharia ambiental e sanitária: quatro vagas imediatas;
  • Geologia: duas vagas imediatas;
  • Economia: duas vagas imediatas; e 
  • Contabilidade: uma vaga imediata. 
     

Os profissionais serão contratados pelo regime estatutário, que garante a estabilidade do servidor. A seleção terá validade de dois anos, podendo ser prorrogada por igual período.
 

Confira como serão as etapas de avaliação

Após ser suspenso, o concurso Adasa DF ainda precisa divulgar um novo cronograma para as etapas. Assim que a seleção for retomada, todos os candidatos serão avaliados por meio de uma prova objetiva, em dias diferentes.

Além desta etapa, os inscritos no cargo de regulador de serviços públicos ainda serão avaliados por:

  • Prova discursiva;
  • Avaliação de títulos; e
  • Curso de formação profissional.
     

Os exames objetivos serão compostos por 60 questões divididas pelas seguintes disciplinas: 

Técnico de regulação de serviços públicos

  • Língua Portuguesa (oito questões);
  • Noções de Direito Constitucional (quatro);
  • Noções de Direito Administrativo (quatro;
  • Noções de Informática (quatro);
  • Conhecimentos sobre o Distrito Federal e sobre a RIDE (quatro);
  • Legislação Aplicada aos Servidores da Adasa (seis); 
  • Conhecimentos Específicos (30). 
     

Regular de serviços públicos

  • Língua Portuguesa (sete);
  • Administração Pública (quatro);
  • Direito Constitucional (quatro);
  • Direito Administrativo (quatro);
  • Língua Inglesa (quatro);
  • Conhecimentos sobre o Distrito Federal e sobre a RIDE (duas);
  • Legislação Aplicada aos Servidores da Adasa (cinco); e 
  • Conhecimentos Específicos (30).
     

Resumo do concurso Adasa DF

  • Órgão: Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal
  • Inscrições: de 9 de abril de 2020 a 19 de maio
  • Vagas: 75
  • Taxa: R$65
  • Remuneração: R$4.300 (nível médio) e R$10 mil (nível superior)
  • Banca organizadora: Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades)
     

Newsletter

Newsletter

Quer receber novidades sobre concursos?

Quer receber diretamente no seu e-mail as principais notícias dos concursos da sua região?

E de quebra dicas para seus estudo? Cadastre-se gratuitamente na newsletter FD para ter tudo isso!

Sobre o concurso

Inscrições Encerradas

Adasa-DF - 2020 - Técnico e regulador

DF
Até R$4300,00
Fund...
25 vagas