fbpx

7 dicas para criar rotina de estudos para concurso

Você tem dificuldade para criar uma rotina de estudos para concurso? Pois saiba que a organização do seu dia pode ajudar a superar qualquer desafio, inclusive conseguir a aprovação no concurso dos seus sonhos.

Uma rotina nada mais é do que algo habitual, que você se acostuma a fazer. Por isso, não é nada impossível.

Quando você consegue controlar o que você fará no seu dia, se torna cada vez mais produtivo.

Felizmente, segundo o psicanalista Marcelino Viana, você pode seguir esse passo para ter uma rotina de estudos para concurso eficiente.

Confira o vídeo completo no programa Treine sua Mente para aprender a montar sua rotina de estudos!

Tenha hábitos positivos

Quando acorda, quais são as primeiras coisas que você faz? As suas atividades pela manhã proporcionam uma boa energia para o seu dia?

Se você for daqueles que acordam tarde e fazem tudo na correria, Marcelino alerta que é preciso atenção especial quanto a isso.

A primeira coisa que deve ser feita é organizar melhor o seu hábito de sono. Você precisa estabelecer quantas horas você precisa dormir por noite e, a partir disso, definir horários para deitar e levantar.

Além disso, o psicanalista fala sobre os chamados “hábitos globais” – que são aqueles que fazem com que você tenha um bom dia.

Esses hábitos vão desde atividades como meditação e oração, até café da manhã e exercícios físicos. O especialista reforça que são fundamentais para a sua rotina de estudos para concurso.

Segundo Marcelino, quando você começa o dia ruim, a perspectiva é que ele desmorone. Portanto, tente começar o dia bem.

Faça checklist das atividades diárias

Checklist – traduzido do inglês – significa lista de verificações. É um instrumento de controle, utilizado para verificar quais tarefas precisam ser feitas.

“Todo futuro servidor precisa ter checklist”, pontua Marcelino. Isso porque, quando você começa o seu dia, é importante saber o que precisa fazer.

Você pode fazer o checklist em um bloco de notas ou algum aplicativo do celular. Isso vai ajudar na organização da sua rotina.

O psicanalista explica que isso ainda não é um cronograma de estudos, é uma etapa anterior para melhorar a sua rotina e organização.

Outro ponto é sempre manter o checklist perto de você. Não adianta anotar as atividades em um papel e deixar guardado na gaveta.

Atitudes assim acabam boicotando o seu dia. Quando você se apropria da sua rotina, de forma organizada, você se torna mais produtivo.

Organize o seu ambiente de estudos

Não adianta ter a sua rotina organizada se o seu ambiente de estudos é uma desordem. O especialista aponta que a organização desse espaço (ou a falta dela) acaba refletindo em quem você é internamente.

Se for estudar em casa para concurso, atenção quanto ao seu “cantinho de estudos”.

Uma questão importante que Marcelino levanta é que esse investimento não é, necessariamente, financeiro.

Não é o fato de eu ser simples ou ter pouca estrutura financeira que isso faz de mim uma pessoa que não tem essa organização interna, comenta.

No caso de pessoas que estudam em bibliotecas, uma dica é levar objetos que sejam seus – como blocos de notas, por exemplo – para trazer uma sensação de pertencimento ao ambiente.

Comece com pequenos passos

A mudança de rotina precisa ser feita de forma gradual e esse processo pode ser medido ao longo dos dias.

Quando você inicia a preparação para concursos, essa organização precisa acontecer antes mesmo de você começar o estudo das disciplinas em si.

O primeiro passo para quem quer ingressar na carreira pública é a escolha da área de atuação. Não é aconselhável que você faça todo e qualquer concurso que apareça.

Escolhida a área, você precisa se manter sempre informado sobre as atualizações do concurso que deseja fazer.

Logo após, você vai começar a acessar os editais anteriores para fazer o levantamento de disciplinas e começar a sua rotina de estudos para concurso.

Tenha metas coerentes com a sua realidade

Marcelino explica que, para quem nunca teve uma rotina, começar a estudar oito horas por dia não será sustentável.

Quando, assim do nada, você começa com o ritmo acelerado, você não conseguirá manter por muito tempo.

Sabe quando você começa a ter preguiça e vai “empurrando com a barriga”? É aí que a autossabotagem e procrastinação surgem e você precisa manter sua motivação para os estudos para concurso.

Por isso, o conselho que o psicanalista dá é começar com metas que sejam coerentes com a sua realidade.

Mas lembre-se, se você começa o seu dia mal, não tem organização das atividades e nem do espaço de estudo e ainda quer estudar oito matérias de uma vez, as chances de dar errado são enormes.

Isso porque é automático. O psicanalista explica que rotina é hábito, então se você não está habituado com essa realidade, não será fácil manter.

Mas quando você se organiza e coloca pequenas metas, a probabilidade de dar errado é menor. E, caso aconteça algo, é mais fácil de corrigir.

Avalie as suas atitudes

Seguindo essa construção de rotina, você também precisa analisar as suas atitudes. Observe como está lidando para cumprir as metas menores.

Além disso, avalie o que não está sendo legal para você. Se estiver conseguindo levar a rotina de forma mais tranquila, sem nenhum problema, pode criar metas mais ambiciosas.

De acordo com Marcelino, esse é o momento que você cresce. E esse crescimento acontece de forma gradual e você consegue notar o avanço, mas dentro do seu ritmo.

Outro ponto é que os seus dias se tornam repetidamente organizados e, com isso, você cria um tipo de rotina produtiva.

Para além das avaliações das suas atitudes, avalie de forma técnica a sua preparação. Observe quais matérias tem mais dificuldade e pense em novas estratégias, como maior tempo para fazer questões, por exemplo.

Mantenha uma rotina bem estabelecida

Após seguir todos os passos anteriores, você terá o desafio de manter a sua rotina sempre bem estabelecida.

Marcelino Viana explica um conceito importante para entender antes de organizar o tempo, que são os horários negociáveis e não negociáveis.

O seu trabalho, por exemplo, não é um horário negociável, enquanto o horário de dormir/acordar é.

O especialista indica que você não abra mão das atitudes globais, pois serão elas que permitirão ter um dia melhor.

Além disso, ele também apresenta os horários nobres, aqueles em que você estuda e é mais produtivo.

Se percebeu que rende bem das 8h às 10h e esse é um horário que você faz alguma atividade com sua família, pode negociar com eles.

Conforme a rotina for evoluindo, otimizará ainda mais o seu tempo, estudando no ônibus ou no intervalo do trabalho, por exemplo.

Por fim, o conselho que Marcelino Viana deixa é para você não se cobrar muito e respeitar a sua evolução, para não desanimar nos estudos.

Após seguir todas essas dicas, pode começar a conhecer técnicas que poderão auxiliar na sua preparação, como é o caso dos ciclos de estudos.

7 dicas para criar rotina de estudos para concurso

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *