fbpx

Como readaptar a carreira em períodos de crise

Compartilhe o conteúdo

*Autor convidado

O novo Coronavírus teve um impacto mundial não só na saúde, mas, consequentemente, em diversos outros setores da sociedade. Nesse sentido, como readaptar sua carreira em períodos de crise?

A necessidade do distanciamento social para evitar contaminação em massa mudou a perspectiva das relações sociais, afetando diretamente a Economia.

A crise econômica mundial resultante causou diversos problemas, tanto para empresários e gestores, quanto para seus empregados, forçando uma verdadeira adaptação com ajuda de soft skills importantes, como inteligência emocional, adaptabilidade e resiliência.

Por isso, é necessário estabelecer metas e objetivos de adaptação às mudanças no mercado de trabalho para manter a estabilidade em sua vida profissional.

Dito isso, confira algumas dicas sobre como adaptar a sua carreira em períodos de crise. Vamos lá?

É necessário estabelecer metas e objetivos de adaptação para manter a estabilidade em sua vida profissional

É necessário estabelecer metas e objetivos de adaptação para manter a estabilidade em sua vida profissional (Foto: Freepik)

1. Inove

A inovação já vinha sendo comentada há tempos, mas agora ela está em destaque de uma forma nunca vista anteriormente.

Não há uma definição de conceito para inovação que seja amplamente aceita, mas uma muito respeitada é a de Peter Drucker.

Considerado o pai da Administração moderna, Drucker afirma que a inovação é o ato de atribuir novas capacidades aos recursos (pessoas e processos) existentes na empresa para gerar riqueza.

Analisando essa frase, podemos interpretar que, no contexto dos negócios, a inovação diz respeito à iniciativa de criar ideias inovadoras, que sejam capazes de revolucionar a maneira de gerar receita para a empresa.

Isso tudo com a mesma quantidade ou até menos recursos que anteriormente.

Porque inovar pode funcionar para a carreira em períodos de crise?

Não é de hoje que sabemos que a inovação em tempos difíceis pode gerar bons frutos.

Diversas grandes empresas têm seus berços em momentos não tão fáceis, com boa parte delas nascendo devido à inovação necessária para solucionar problemas daquele cenário.

Um exemplo é a Nutella. O produto foi criado em 1964, por conta da escassez de cacau, logo depois da Segunda Guerra Mundial.

A empresa começou a desenvolver cremes de avelã e hoje é detentora de mais de 25% da produção mundial do segmento.

Se grandes empresas nascem nesses momentos, grandes profissionais também.

É muito provável que a pandemia tenha afetado as suas atividades. Por isso, é importante ter um olhar crítico e pensar na frase de Drucker, adaptando para o seu cenário.

De que forma é possível você criar novos processos ou ter novas ideias que sejam capazes de solucionar os problemas gerados pela crise?

Fazendo isso de maneira eficiente, você estará inovando e terá uma posição de destaque na sua empresa e vida pessoal.

2. Adapte-se

Através dos estudos de Charles Darwin, fomos capazes de entender o conceito de Seleção Natural, um mecanismo evolutivo que diz que não basta ser o mais forte ou o mais rápido, mas sim o que melhor se adapta às condições do ambiente em que se está inserido.

E o mesmo vale para o ambiente profissional. As empresas precisam se adaptar ao cenário atual.

Os profissionais que forem capazes de inovar em suas atividades e aliarem isso à sua adaptação serão amplamente reconhecidos por suas empresas.

Afinal, são essas pessoas que liderarão o movimento de mudança da organização, algo crucial para o momento.

Para que essa adaptação aconteça de forma natural e cada vez mais rápida, as soft skills são cada vez mais necessárias. E esse é o tema da próxima dica.

3. Busque por capacitação

Tempos de crise são considerados como o período das “vacas magras”. Nesse momento, a maioria dos profissionais buscam por capacitação para se recolocar no mercado ou performar melhor.

Não acompanhar essa corrida é assinar sua sentença de comodismo e pôr em risco o seu emprego.

Um dos pontos positivos do distanciamento social é que não há mais necessidade de percorrer longas distâncias para chegar em seu escritório.

O ideal é, se você tiver a disponibilidade, utilizar esse tempo a mais no seu dia para realizar cursos que ajudem você a se capacitar com as novidades da sua área de atuação.

Outro ponto positivo é que diversas Instituições de Ensino precisaram se adaptar a esse cenário e estão com diversas promoções e descontos em seus cursos para manterem suas receitas positivas.

Para nós, consumidores, não há forma melhor para capacitação do que preços baixos e a comodidade de casa, aliada com a tecnologia que permite tudo isso.

Em tempos de crise, a maioria dos profissionais buscam por capacitação para se recolocar no mercado ou performar melhor

Em tempos de crise, a maioria dos profissionais buscam por capacitação para se recolocar no mercado ou performar melhor (Freepik)

4. Considere a transição de carreira

As transformações do mercado podem ter sido extraordinárias demais para você e talvez você tenha até mesmo encontrado uma nova área que está em ascensão no mercado.

Ou vamos supor simplesmente que a mudança da dinâmica de trabalho permitiu que você entendesse que está insatisfeito com a sua área atual.

Seja qual for o motivo, a transição é uma das alternativas de adaptação da carreira em períodos de crise e, caso seja necessário, você pode começar a considerá-la.

Caso realmente isso seja algo que você queira iniciar, o ideal é realizar um planejamento financeiro, se capacitar na nova área de atuação e buscar por trabalho voluntário ou freelancer para ter certeza que é isso mesmo que você quer pra sua carreira.

As profissões que mais estão em ascensão no mercado atualmente são relacionadas às grandes empresas de tecnologia e de cenário digital, como por exemplo:

  • Inside Sales
  • Customer Success
  • Desenvolvimento

Vale a pena pesquisar e entender se algumas delas faz sentido para você nesse momento.

Profissões em ascensão no mercado

5. Esteja preparado para qualquer situação

Não se assuste e nem pense de forma negativa. Mas, lide com a realidade. Os tempos são outros e situações desesperadas em alguns casos demandam medidas desesperadas.

Em cenários de crise, a possibilidade do desligamento é uma das saídas para os empresários manterem seus negócios vivos.

Se não houver alternativa, a demissão pode chegar até mesmo para profissionais mais excepcionais.

Por esse motivo, você precisa estar preparado para qualquer situação, por mais excelente que você seja em sua empresa.

Mantenha sempre o seu currículo atualizado e esteja sempre atento às novidades da sua área de atuação e do mercado de trabalho.

Busque sempre se destacar em sua profissão e manter os estudos em dia para que você seja sempre um profissional que busca novos conhecimentos, pois isso brilha aos olhos de futuros gestores e recrutadores.

Além disso, uma das plataformas que mais gera oportunidades hoje em dia é o LinkedIn, que funciona como uma espécie de “currículo online” aliada à uma rede social.

A rede permite que você crie conexões genuínas com os mais diversos profissionais do mercado, seja um estagiário ou diretor de uma empresa.

A grande jogada por lá é estabelecer sua marca pessoal e criar um vasto networking. Isso consequentemente abrirá portas pra você, comenta  Diego Cidade, CEO da Academia do Universitário.

Diego foi eleito o LinkedIn Top Voice mais novo do mundo, e indica várias alternativas sobre como se posicionar na plataforma de maneira natural e criar conexões.

Gostou das dicas?

Pense cuidadosamente de que forma você consegue aplicá-las dentro de seu cenário e busque sempre estar um passo à frente para não ser pego de surpresa.

*Esse é um artigo criado por um autor convidado e suas opiniões são próprias, e não necessariamente refletem as ideias da empresa.


Sobre o autor

leonardo pimentel

 

Leonardo Pimentel é tecnólogo em Empreendedorismo pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e Administrador em formação na Universidade Estácio de Sá. Atualmente, é estagiário em Recrutamento e Seleção na Academia do Universitário.


Compartilhe o conteúdo

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *