fbpx

Quão inteligente preciso ser para passar em concurso?

Gostaríamos hoje de propor uma reflexão sobre ser inteligente e o desempenho nas provas de concurso.
O desejo pela estabilidade e salários altos faz com que muitos candidatos participem destes processos seletivos na esperança de fazer parte do serviço público.
Como, na teoria, se trata de uma competição intelectual entre quem sonha com o cargo, é inevitável que surja a pergunta: eu sou inteligente o suficiente para ser aprovado neste concurso?
Com exceção das etapas de alguns concursos que pedem habilidades específicas como Testes de Aptidão Física (TAF), análise de perfil psicológico, rastreamento de personalidade, entrevistas ou testes orais, o exame típico tem a aplicação de provas objetivas ou discursivas para identificar o conhecimento do candidato.

Ser inteligente, concurso e memória: existe relação?

Antes de tudo, você deve entender que a capacidade de memória é o primeiro ponto investigado pelas comissões organizadoras.
Afinal, nosso desempenho cognitivo na hora da avaliação depende do conhecimento que acumulamos durante o nosso estudo. Mas é importante reforçar que a habilidade de memorização varia entre cada pessoa.
Muitos especialistas indicam os testes de Quociente de Inteligência (QI) como a principal avaliação de “inteligência”, no que se refere à capacidade para o reconhecimento de padrões.
Uma realidade é que existem índices de QI que são baixos e dificilmente a pessoa passaria em um concurso, afinal, praticamente impossibilita o aprendizado de assuntos complexos. Este é o motivo pelo qual o exército norte americano não admite recrutas com QI abaixo de 83.
Mas, ainda que maiores níveis de QI aumentem a rapidez de aprendizagem, pessoas com valores normais poderiam alcançar o desempenho desses indivíduos com um pouco mais de esforço.
No seu livro “Outliers”, Malcolm Gladwell utiliza a analogia das faixas de altura para os jogadores de basquete. Abaixo de uma estatura mínima, dificilmente alguém poderia tornar-se profissional, por mais habilidoso que fosse.
Porém, diferenças de altura para jogadores maiores que 2 metros não representam vantagem determinante para o desempenho de um jogador de alto nível.
De modo semelhante, valores de QI superiores a 120 não terão diferença significativa entre candidatos para um cargo concorrido em um concurso público. Isso considerando que a aprovação pede apenas que a pessoa seja inteligente o suficiente.

Memória e repetição

A memória é composta por muitos fatores e diversas técnicas podem ser usadas para melhorá-la. Porém, a principal dica é ter atenção quanto à repetição.
Existe uma teoria que, para alguém ter sucesso em nível internacional em alguma atividade, seriam necessárias 10 mil horas de dedicação.
Assim, podemos compreender que um estudante que dedicasse 10h ao estudo de determinado conteúdo – salvo raras exceções -, iria superar o desempenho de alguém que tenha estudado por apenas 1h.
Em muitos sentidos, o processo dos concursos públicos é semelhante a uma corrida, em que a inteligência desempenha o papel da velocidade.
Mas ainda que seu cérebro se comporte como um fusca em termos de desempenho cognitivo, poderá vir a superar uma Ferrari em uma corrida se decidir sair da largada mais cedo.

Como a memória pode ajudar nos estudos?

Pela natureza dos concursos, as bancas organizadoras raramente inovam nas questões. Dessa forma, decorar o conteúdo cobrado de provas anteriores pode ser um bom método de estudo.
Isso acontece porque funciona como um indicativo de como podem ser exploradas as próximas questões da seleção.
Obviamente não pretendemos subestimar as diferenças de inteligência entre as pessoas. Pode ser até que a aprovação em um concurso concorrido exija um QI acima da média.
Mas nossa intenção é encorajar aqueles que decidiram encarar esta difícil tarefa a não desanimarem ao perceber que não são os mais dotados intelectualmente.
Como diria o célebre Sherlock Holmes, o gênio é aquele que possui a capacidade infinita para esforçar-se.
Comentem o que pensam sobre este assunto e, se quiserem, compartilhem as dificuldades que enfrentam para podermos discuti-las em outra oportunidade
Conheça a EduQC Concursos

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *