fbpx

Quando é melhor fazer o exame da OAB?

Você já se perguntou sobre quando é melhor fazer o exame da OAB? A prova da Ordem é uma das etapas mais esperadas e temidas do estudante de Direito.

Isso porque é quando ele finalmente testará os conhecimentos que adquiriu ao longo da faculdade e é aprovado ou não para exercer a profissão de advogado.

Segundo a professora de Direito Civil e especialista em cursos de OAB, Luara Zanon, da Escola Brasileira de Direito (Ebradi), isso dependerá, antes de tudo, das particularidades de cada pessoa.

Apesar disso, é inegável que quem consegue sair aprovado no exame ainda na faculdade, parte na frente, visto que se forma já pronto para exercer a profissão.

Se você está na dúvida sobre quando é que deve fazer a prova, a professa respondeu essa e outras perguntas sobre o exame.

A prova da OAB é uma das etapas mais esperadas e temidas do estudante de Direito

A prova da OAB é uma das etapas mais esperadas e temidas do estudante de Direito (Foto: Freepik)

Quem pode fazer a prova da OAB?

A primeira coisa que você precisa saber nada mais é sobre quem pode fazer a prova da OAB, certo? O exame pode ser prestado pelo bacharel de Direito e estudantes em uma instituição regularmente credenciada.

“O edital também abre a hipótese a respeito ao bacharel em Direito que detém cargo ou exerça função incompatível com o ofício da advocacia, mesmo que sua inscrição nos quadros da OAB seja vedada”, explica Zanon.

É possível fazer a prova da OAB antes de terminar a faculdade? 

O edital abre a possibilidade para quem ainda não se formou realizar a prova. Para isso, é preciso confirmar a matrícula ativa na faculdade.

A partir de qual período pode fazer a prova da OAB?

Para que a aprovação seja validada, é preciso que o estudante comprove estar matriculado no nono ou no décimo período da faculdade.

Essa comprovação é essencial e a falsificação dela pode gerar sérias consequências. A professora explica:

O estudante poderá responder pelo crime de falsidade ideológica, nos termos do artigo 299 do Código Penal, além de estar sujeito a processos envolvendo sua idoneidade moral perante ao órgão de classe, exemplifica Luara.

Luara Zanon ainda completa dizendo que tais questões possuem previsão no próprio edital da prova.

A professora aponta que muito estudantes já prestam o exame e são aprovados no quinto ou sexto período. Porém, para que a aprovação seja validada, é preciso no mínimo estar nos dois últimos da graduação.

Para fazer o exame, além de ter concluído ou estar cursando a faculdade de Direito, é preciso fazer a inscrição na prova assim que liberado o edital.

Exceto nos casos de isenção, o candidato deve pagar um taxa que atualmente é R$260.

Qual é o melhor momento para fazer o exame da OAB? 

De acordo com a especialista, o momento ideal depende das particularidades de cada um. No entanto, é vantajoso aproveitar os últimos períodos da faculdade para prestar o exame.

Isso porque, além de estar seguindo uma rotina de estudos, o estudante conclui o curso pronto para exercer a profissão.

Para quem tenta já no nono período, ainda tem a possibilidade de tentar de novo no décimo, caso não seja aprovado. Ou seja, a chance de já sair da faculdade como um advogado dobra!

Como se preparar para a prova da OAB?

A primeira coisa que você deve fazer é ler o edital. Depois disso, a dica de Luara é começar a estudar para a primeira fase pelas matérias que você tem mais afinidade, assim você já prepara uma base para a segunda fase.

Também não devem ser deixados de lado os conteúdos de Ética Profissional e o Estatuto da OAB, pois estes assuntos têm maior peso na prova.

Um truque fundamental para a prova objetiva de 80 questões, das quais metade precisam estar corretas para ser aprovado para a segunda fase, é refazer exames antigos.

A FGV, responsável pela elaboração da prova, tem um jeito próprio de redigir as perguntas. Estar acostumado com essa maneira pode dar agilidade e confiança para você responder.

Você pode separar um dia da semana – os domingos, por exemplo -, para realizar um simulado. Imprima provas anteriores, sente e refaça! Aproveite para cronometrar o seu tempo, deixar o celular de lado para evitar distrações e simular as reais condições da prova, aconselha a professora da Ebradi.

A segunda fase é composta pela redação de uma peça prático-profissional, que vale de 0 a 5 pontos e por 4 questões dissertativas sendo que, cada qual, pode valer até 1,25 pontos.

Na hora de escolher a área Jurídica, o aconselhável é mirar em disciplinas que você gosta, tenha familiaridade ou já tenha estagiado na área.

Para ambas as fases, a principal dica é treinar. E não esqueça de aprender usar o Vade Mecum! Todas as respostas estão nele. O uso correto do material trará confiança para suas respostas.

Como agir no dia da prova da OAB?

No dia da prova, manter a confiança e tranquilidade é essencial para definir a sua aprovação (ou não). Luara Zanon também dá algumas dicas como:

  • Não se esqueça de imprimir o comprovante de inscrição e de pagamento da taxa. Por garantia, leve com você no dia da prova;
  • Leve água para se hidratar ao longo da realização da prova. Não se esqueça de retirar o rótulo da embalagem. Coma lanches leves e saudáveis como, por exemplo, frutas ou barrinhas de cereais;
  • Você só poderá utilizar caneta, por isso, nada de lápis, borracha ou régua. A tinta deve ser de cor azul ou preta e o corpo de material plástico transparente;
  • Desligue seu celular, tire a bateria e guarde no saco plástico que será lacrado pelo fiscal;
  • Não esqueça o RG ou seu documento de identidade;
  • Use roupas confortáveis, não use boné ou relógio;
  • Conheça o local de realização da prova para evitar transtornos no grande dia. Assim que publicado pela FGV, reserve um período para fazer o percurso que será necessário para chegar ao local onde será aplicado o Exame. Não se esqueça de checar itens como, por exemplo, o número da sala e o prédio;
  • No dia da prova, tente chegar com, pelo menos, uma hora de antecedência para evitar atrasos e garantir a realização do Exame.

A professora também recomenda que, no meio da prova, o estudante peça ao fiscal para ir ao banheiro. Esse momento é muito importante para, além de fazer suas necessidades, refrescar e oxigenar o cérebro.

Um intervalo é essencial para refrescar a mente e uma recarregada antes de preencher o que falta da prova.

Estar preparado para o exame que te separa de se tornar um advogado é fundamental!

Vai fazer o Exame da Ordem? Comece a preparação AGORA!

Dicas para a OAB

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *