fbpx

Prova de Inglês da PRF traduzida e comentada

Bom dia, boa tarde, boa noite, boa madrugada…Prof. Roberto Witte (inglês para concursos).

Bom, a PRF surpreendeu (surprised) todo mundo trazendo um texto “nada a ver” com a PRF… nem Covid-19 foi mencionada. Isso pegou todo mundo de surpresa, bem como o número de questões, 8 no total… Mais que Matemática, Física e algumas disciplinas da área jurídica.

Esse fato deve ser levado muito a sério por concurseiros e concurseiras que deixam língua estrangeira para escanteio. O texto falava sobre as inimagináveis (unthinkable) baixas temperaturas que assolaram o estado do Texas e os problemas causados por essas baixas temperaturas.

Inclusive, notícias sobre essas baixas temperaturas no Texas eram muito frequentes nos noticiários americanos.

O texto trouxe palavras difíceis. Eu desconhecia alguns termos que, pelo contexto poderiam ser subentendidos, mas que, na hora da prova, deixam as pessoas desorientadas, nervosas, insegura e “cegas”. Isso é feito propositadamente para desestabilizar o (a) candidato (a).

Primeira questão foi a que penso possa ter sido a mais problemática (veja minha explicação). As outras questões foram mais tranquilas e sem nenhum ponto que devesse causar estranheza ou dúvida.

> [Vídeo] Correção da prova PRF 2021

Olha o forte sinal de tendência…

Eu ressalto (highlight) que o número de questões foi maior que em disciplinas da “elite” dos concursos e isso mostra um forte sinal da tendência de que os concursos vão cobrar inglês e espanhol de forma mais frequente (more often/frequently).

Na verdade (actually), atualmente (currently) existem mais de 50 concursos que cobram inglês, os (as) concurseiros (as) é que deixam essa matéria de lado.

Desde 1994, quando comecei a preparar candidatos (as) em cursos preparatórios, vejo o mesmo comportamento de ignorar inglês e espanhol (a galera vai ter que mudar a sua mentalidade (mindset) e colocar línguas estrangeiras em seu radar).

Segue a prova (texto, questões, comentários e traduções) para você “se divertir” (have fun).

Seguem, também, meus contatos. Convido você a me seguir on Instagram: robertoewaldwitte

Aguardo vocês nos meus canais e nos nossos cursos.

Conte comigo. É uma grande satisfação e alegria em poder ajudar você a alcançar seus objetivos.
Bom, chega de papo e vamos ver a prova, né?

Concurso PRF 2021 – Prova de Inglês traduzida e comentada

A deep freeze this week in the Lonely Star state, which relies on electricity to heat many homes, is causing power demand to skyrocket. At the same time, natural gas, coal, wind and nuclear facilities in Texas have been knocked offline by the unthinkably low temperatures.

“The extreme cold is causing the entire system to freeze up”, said Jason Bordoff, director of Columbia University’s Center on Global Energy Policy. “All sources of energy are underperforming in the extreme cold because they’re not designed to handle these unusual conditions.”

The ripple effects are being felt around the nation as Texas’ prolific oil-and-gas industry stumbles.
It’s striking that these power outages are happening in a state with abundant energy resources. Texas produces more electricity than any other US state – generating almost twice as much as Florida, the next-closest, according to federal statistics.

Wind power is also booming in Texas, which produced about 28% of all the US wind-powered electricity in 2019, the EIA said. But, the problem is that not only is Texas an energy superpower, it tends to be an above-average temperature state. That means it’s infrastructure is ill-prepared for the cold spell currently wreaking havoc. And the consequences are being felt by millions.

Critics of renewable energy have pointed out that wind turbines have frozen or needed to be shut down due to the extreme weather.

Even though other places with colder weather (like Iowa and Denmark) rely on wind for even larger shares of power, experts said the turbines in Texas are not winterized for unexpected freeze.

But this is not just about turbines going down. Natural gas and coal-fired power plants need water to stay online. Yet those water facilities froze in the cold temperatures and others lost access to electricity they require to operate.

It’s too early to definitely say what went wrong in Texas and how to prevent similar outages. More information will need to be released by state authorities. Still, some experts say the criticism of wind power appears overdone already. “In terms of the blame game, the focus on wind is red herring. It’s more of a política issue that what is causing the power problems on the grid,” said Dam Cohan, associate professor of environmental engineering at Rice University.

The energy crisis in Texas raises also questions about the nature of the state’s deregulated and decentralized electric grid. Unlike other states, Texas has made a conscious decision to isolate its grid from the rest of the country.

That means that when things are running smoothly, Texas can’t export excess power to neighboring states. And in the current crisis, it can’t import power either.

Língua Inglesa –
Profa. Ena Smith
Prof. Roberto Witte

Questão 1.

Extremely cold temperatures in Texas created problems for the distribution of energy in the state.

Temperaturas extremamente frias no Texas criaram problemas para a distribuição de energia no estado.
No texto, informa-se que as temperaturas extremas criaram problemas na produção de energia em usinas nucelares, eólicas, à carvão ver. Não foi mencionado nada em relação à transmissão. Na verdade, a expressão “electric grid” pode ser traduzida como rede de transmissão elétrica e pode ser confundida como um fator de problemas ao Texas. Por outro lado, o problema que a rede de transmissão elétrica causa não é apontada como sendo afetada pelas baixas temperaturas, mas sim que o Texas não poderia importar energia de outros estados. As baixas temperaturas criaram problemas na produção de energia.

Gabarito extraoficial: E

Questão 2.

In the last paragraph of the text, “That” refers to the decision by Texas to isolate its energy grid from the rest of the country.

No último parágrafo do texto, “Isso” refere-se à decisão do Texas de isolar sua rede de transmissão elétrica do resto do país.

Aqui, na verdade, precisava-se ler os dois últimos parágrafos para se responder essa questão, observe os trechos e suas traduções: “The energy crisis in Texas raises also questions about the nature of the state’s deregulated and decentralized electric grid. Unlike other states, Texas has made a conscious decision to isolate its grid from the rest of the country.

That means that when things are running smoothly, Texas can’t export excess power to neighboring states. And in the current crisis, it can’t import power either. A crise energética no Texas levanta também questões sobre a natureza da rede de transmissão elétrica desregulamentada e descentralizada do estado. Ao contrário de outros estados, o Texas tomou uma decisão consciente de isolar sua rede do resto do país. (o isolamento da rede de transmissão elétrica do Texas do restante do país) significa que quando as coisas estão indo bem, o Texas não pode exportar excesso de energia para estados vizinhos. E na crise atual, também não pode importar energia.

Gabarito extraoficial: C

Questão 3.

Despite the cold temperatures, energy production in Texas continued unimpeded.

Apesar das temperaturas frias, a produção de energia no Texas continuou sem impedimentos.

O texto deixa claro que a produção de energia foi afetada, observe o primeiro parágrafo e sua tradução: “A deep freeze this week in the Lonely Star state, which relies on electricity to heat many homes, is causing power demand to skyrocket. At the same time, natural gas, coal, wind and nuclear facilities in Texas have been knocked offline by the unthinkably low temperatures.

Uma profundo congelamento esta semana no estado da Estrela Solitária, que depende da eletricidade para aquecer muitas casas, está fazendo com que a demanda de energia aumente bruscamente. Ao mesmo tempo, gás natural, carvão, instalações eólicas e nucleares no Texas foram desativadas pelas inimagináveis baixas temperaturas.”, ou seja, teve impedimento, já que foram desativadas.

Gabarito extraoficial: E

Questão 4.

Changes in energy production in Texas are having an impact across the United States.

Mudanças na produção de energia no Texas estão tendo um impacto em todo os Estados Unidos.
Em nenhum momento isso é dito no texto. O que é dito é que o Texas é o maior produtor de energia de todo o país.

Gabarito extraoficial: E

Questão 5.

There are other states, like Florida, that produce energy on a level similar to that of Texas.

Há outros estados, como a Flórida, que produzem energia em um nível semelhante ao do Texas. O texto deixa claro que o Texas produz duas vezes o montante de energia que a Florida (a segunda colocada).

Gabarito extraoficial: E

Questão 6.

There are places in the world where wind power works well in freezing temperatures.

Há lugares no mundo onde a energia eólica funciona bem em temperaturas congelantes. No texto ele diz que o estado de Iowa e a Dinamarca são locais de temperaturas baixas e a energia eólica funciona bem, por isso a firmação está correta.

Gabarito extraoficial: C

Questão 7.

In “Natural gas and coal-fired power plants need water to stay online. Yet those water facilities froze in the cold temperatures and others lost access to the electricity they require to operate”, its possible to sustitute “Yet” for Even so without changing the meaning of the sentence.

Em “Usinas a carvão e gás natural precisam de água para se manter on-line. No entanto, essas instalações de água congelaram nas temperaturas frias e outras perderam acesso à eletricidade que necessitam para operar”, é possível substituir “Yet (Ainda assim) por “mesmo assim” sem alterar o significado da sentença. Bom, observa-se pela tradução das duas expressões que elas são intercambiáveis.

Gabarito extraoficial: C

Questão 8.

The text points to the lack of wind as the primary cause for a dip in the production of wind energy during the period described.

O texto aponta a falta de vento como a principal causa para a queda na produção de energia eólica durante o período descrito. O texto aponta as temperaturas baixas como o problema principal, e não a falta de vento. Inclusive, é mencionado que as usinas eólicas foram desligadas por conta das temperaturas baixas.

Gabarito extraoficial: E

> Gabarito extraoficial da PRF com mais disciplinas

Tradução do texto

Uma congelamento profundo esta semana no estado da Estrela Solitária, que depende da eletricidade para aquecer muitas casas, está fazendo com que a demanda de energia aumente bruscamente. Ao mesmo tempo, gás natural, carvão, instalações eólicas e nucleares no Texas foram desativadas pelas inimagináveis baixas temperaturas.

“O frio extremo está fazendo com que todo o sistema congele (ou pare)”, disse Jason Bordoff, diretor do Centro de Política Global de Energia da Universidade de Columbia. “Todas as fontes de energia estão com baixo desempenho no frio extremo porque não foram projetadas para lidar com essas condições incomuns.”
Os efeitos da ondulação estão sendo sentidos em todo o país à medida que a prolífica indústria de petróleo e gás do Texas “tropeça”.

É impressionante que essas quedas de energia estejam acontecendo em um estado com abundantes recursos energéticos. O Texas produz mais eletricidade do que qualquer outro estado dos EUA – gerando quase o dobro da Flórida, o segundo mais próximo produtor, de acordo com estatísticas federais.

A energia eólica também está crescendo muito no Texas, que produziu cerca de 28% de toda a eletricidade eólica dos EUA em 2019, disse o EIA. Mas, o problema é que não só o Texas é uma superpotência energética, como tende a ser um estado de temperatura acima da média. Isso significa que sua infraestrutura está mal preparada para o frio que atualmente causa estragos. E as consequências estão sendo sentidas por milhões.
Críticos da energia renovável apontaram que as turbinas eólicas congelaram ou precisaram ser desligadas devido ao clima extremo.

Embora outros lugares com tempo mais frio (como Iowa e Dinamarca) dependam de vento para uma parcela ainda maior de energia, especialistas disseram que as turbinas no Texas não são adaptadas ao inverno para um congelamento inesperado.

Mas não se trata apenas de turbinas se desligando. Usinas de gás natural e carvão precisam de água para ficar on-line (ativas). No entanto, essas instalações de água congelaram nas temperaturas frias e outras perderam o acesso à eletricidade de que necessitam para operar.

É muito cedo para dizer o que deu errado no Texas e como evitar paralisações semelhantes. Mais informações precisarão ser divulgadas pelas autoridades estaduais. Ainda assim, alguns especialistas dizem que a crítica à energia eólica já parece exagerada. “Em termos de jogo de culpa, o foco no vento é engano (“red herring” significa “arenque vermelho”, mas que tem o signifiaco de “engano”, “engodo”) . É mais uma questão política que o que está causando os problemas de energia na rede”, disse Dam Cohan, professor associado de engenharia ambiental da Universidade Rice.

A crise energética no Texas levanta também questões sobre a natureza da rede elétrica desregulamentada e descentralizada do estado. Ao contrário de outros estados, o Texas tomou uma decisão consciente de isolar sua rede do resto do país.

Isso significa que quando as coisas estão indo bem, o Texas não pode exportar excesso de energia para estados vizinhos. E na crise atual, também não pode importar energia.

 

folha cursos

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *