fbpx

Como melhorar a produtividade nos estudos

Quem já se prepara para concurso público ou ainda não conquistou a tão sonhada aprovação vive um grande dilema para aumentar a produtividade nos estudos.

Isso envolve autoconhecimento, definição de um objetivo e traçar pequenas metas que sejam alcançáveis até o sonho final.

A rotina de estudos para ser aprovado é pesada, cansativa e, muitas vezes, faz com que os candidatos precisem abrir mão de atividades de lazer para estudar.

Lembre-se que alguns momentos de distração são importantes também, ainda que precisem ser reduzidos.

A desmotivação e o desânimo batem com força nessas horas. E aí perguntamos: qual parte da sua rotina te deixa desmotivado? E, mais importante, como solucionar isso e aumentar a produtividade nos estudos?

É essa reflexão a coach Livia Cavalcante, embaixadora do Método Futuro Servidor, propôs.

Acompanhe o Futuro Servidor na Prática no canal da Folha Dirigida

Falta de motivação nos estudos

Quando a própria Livia Cavalcante passou pela preparação de concursos, encontrou dificuldades no percurso. Hoje, ela consegue perceber que muitas delas vinham de seus próprios comportamentos, ou seja, ela estava se autossabotando.

A mentora percebeu que nem ao menos queria ser servidora pública, tanto que hoje em dia não trabalha com isso.

Muitas vezes, a falta de motivação pode estar ligada ao candidato nem querer ser servidor público de fato e estar perdido no próprio caminho.

Essa sensação de estar perdido também pode estar ligada a:

  • Falta de mensuração de metas
  • Falta de avaliação
  • Pouco descanso
  • Dar ouvidos a pessoas que não têm comprometimento com seu sucesso
  • Estar se enganando

É normal se sentir perdido algumas vezes mas, para Livia Cavalcante, continuar se sentindo assim é uma questão de escolha.

“Se você não tem ânimo para levantar da sua cama por alguma coisa que faça você ter sentido na sua vida, não vai ser ninguém que vai te dar. Isso tem que estar dentro de você”, afirma a coach.

Saiba como traçar o seu objetivo

Entre todos os candidatos a concurso que Livia tem contato regularmente, ela percebe que os que foram aprovados têm uma coisa em comum: sabiam qual caminho queriam seguir.

Mas ter essa resposta também não vai fazer com que você se sinta motivado todos os dias enquanto estuda. Nem sempre você vai ter vontade de estudar, mas é se manter estudando, mesmo sem vontade, que vai gerar a aprovação.

Fazer concurso apenas pela estabilidade e segurança também não é a resposta.

Se você não se identifica com a função para qual foi aprovado, continuará se sentindo desmotivado no dia a dia, nas suas atribuições. Isso certamente prejudicará a entrega do seu resultado em servir o serviço público.

Por isso, no primeiro pilar do Método Futuro Servidor falar da busca por informações. Não apenas aquelas informações de um concurso, mas as das carreiras e sobre você mesmo.

Autoconhecimento, saber o que você gosta de fazer e, identificando isso, escolher entre uma das carreiras públicas, é o primeiro passo para ter um objetivo bem traçado com metas definidas.

Traçar metas alcançáveis é uma das formas de aumentar a produtividade nos estudos

Preparação emocional para concursos

Preparar-se para um concurso público também exige muito do emocional de cada um. Nem sempre a pessoa está pronta para lidar com tais exigências.

Por isso também é importante ter um método de estudo: a chance de dar certo é maior, por alguém já ter percorrido aquele caminho e ter tido sucesso.

Escolher um método também evita a frustração de estar seguindo uma técnica que não traz resultados. Mas, para saber qual método funciona melhor para você, é preciso testar as opções disponíveis.

No caso de Livia Cavalcante, por exemplo, ela percebeu que tem facilidade para lidar com as informações quando as escreve. Por isso, gosta muito de usar mapas mentais.

Muitas pessoas não sabem qual método funciona melhor para elas por preguiça de testar. Há quem não saiba ao menos quais ou quantas matérias caem no concurso que se candidatou.

O comportamento por trás disso pode ter vários nomes:

“As pessoas não desistem da meta. Elas desistem das ações até chegar à meta, porque é cansativo”, afirma Livia Cavalcante.

Outro erro comum é procurar estímulos externos quando, na verdade, a vontade de passar no concurso deve vir de dentro. Por mais que receber afagos e palavras de incentivo ajude, a médio e longo prazo não é o suficiente.

Conquistar a aprovação é uma questão de ter constância e consistência nos estudos. Essa é a base do Método do Futuro Servidor: o estudo de maneira profissional.

Conheça as lições do Método Futuro Servidor!

Procrastinação nos estudos

Muitos estudantes também relatam dificuldades em deixar de procrastinar. Mas você já pensou em transformar o ato em algo positivo?

Quando você deixa de comer algo para usar uma roupa em um evento, por exemplo, está procrastinando. Se você se compromete a ver uma série durante um final de semana, está focado nessa meta.

É uma questão de ver onde você está colocando sua energia e gastando a sua produtividade.

Livia Cavalcante divide o ponto de partida em dois locais: o estado atual e o estado real. Por exemplo, você considera que está estudando para concurso. Mas você está de fato estudando ou só diz estar?

Trazer clareza, consciência e a vulnerabilidade de reconhecer que precisa de ajuda algumas vezes são formas de mudar de estado.

Por exemplo, gostar de tomar uma taça de vinho todos os dias, mas sabendo que, se tomar essa taça, no dia seguinte acordará se sentindo lento para cumprir as tarefas. Nesse caso, procrastinar o vinho para sábado é algo pensado.

É um questão de pensar se determinada atitude te aproxima ou te afasta da sua meta final.

>> Acesse conteúdos exclusivos na Folha Dirigida

Micro-hábitos para aumentar a produtividade nos estudos

Outro fator que ajuda a aumentar a produtividade nos estudos é colocar um limite de tempo para as tarefas.

Por exemplo, a meta do dia é ler por dois minutos. Cumprindo essa meta, a pessoa se sente motivada a estender esse limite e fazer mais.

No caso da preparação para concursos, pode ser estudar por duas horas com foco (mínimo que o Método Futuro Servidor recomenda), mas lembrando de fazer os intervalos para manter a concentração.

Outro micro-hábito seria realizar questões por 20 minutos após o almoço ou logo pela manhã.

Criar micro-hábitos e se propor a cumprir metas menores ajuda. Ao cumpri-las, o futuro servidor seguirá algo que se comprometeu consigo e que será essencial para aumentar sua eficiência. Para isso, é importante:

“Se eu não consigo controlar a mim, vou controlar o que?”, questiona a mentora. “Quando eu me comprometo e não faço algo, entro com uma justificativa. E a justificativa é a grande aliada do fracasso.”

Reduzir vícios para ganhar mais produtividade nos estudos

Também é importante diminuir vícios que atrapalham os estudos, como o celular, e reduzir distrações e barulhos do ambiente.

Poucas pessoas estão de fato dispostas a passar por isso para conquistar a aprovação em um concurso. É possível, mas é uma caminhada que se faz no dia a dia.

“Se você não fizer a sua parte, ninguém vai fazer por você”, alerta a coach.

Gostou das dicas? Saiba como funciona o Método Futuro Servidor!

Curso Método Futuro Servidor menor

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Flavia disse:

    Sou a rainha da procrastinação, msm assim quando desejo algo realmente sou muito determinada. Tenho meta de uma segunda matrícula na minha área de trabalho. O texto me ajudou. Estudando em 3,2,1…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *