fbpx

4 pontos do concurso TJ-RJ que você deve ter atenção máxima

Compartilhe o conteúdo

O concurso TJ-RJ 2020 promete ser concorrido entre os futuros servidores. Nesse post, vamos listar quatro pontos do concurso para o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro que você deve ter atenção máxima antes de iniciar seu planejamento de estudos.

Sem dúvida, essa oportunidade atrai novos candidatos por conta de todos os benefícios da área, além da boa remuneração e condições de progressão de carreira.

Para isso, as estratégias de estudo para quem está começando devem ser diferentes dos que já estão estudando há um bom tempo.

Um bom começo é entender as particularidades desse concurso.

concurso tj rj edital

O concurso TJ-RJ 2020 promete ser concorrido entre os futuros servidores (Foto: Diego Santos)

Você deve identificar bem os seguintes pontos:

  1. O que mudou em relação às disciplinas presentes nos editais de 2014 e 2020
  2. Como elaborar um cronograma para o TJ-RJ em poucos meses
  3. Observações importantes sobre a banca Cebraspe
  4. É preciso escolher a região no concurso do TJ-RJ

1. O que mudou em relação às disciplinas presentes nos editais de 2014 e 2020

O Especialista da Folha Dirigida, professor Alexandre Prado, explica que a análise geral que todos os interessados devem fazer é a de realizar uma leitura atenta do novo edital.

Além disso, é importante que quem está se preparando há mais tempo identifique as mudanças ocorridas nos conteúdos programáticos do edital de 2014 para o mais recente, de 2020.

Alexandre Prado destacou as mudanças que você deve prestar atenção na hora de iniciar o comparativo:

  • Ausência de Raciocínio Lógico Matemático para técnico
  • Entrada de Regimento Interno
  • Entrada de Noções dos Direitos das Pessoas com Deficiência por conta da resolução do CNJ
  • Entrada de Ética no Serviço Público
  • Entrada de Lei de Improbidade

Confira o comparativo geral do edital de 2014 com o edital de 2020 em relação às disciplinas cobradas:

BANCA FGV – EDITAL 2014

Disciplinas:

Conhecimentos básicos:

  • Língua Portuguesa
  • Raciocínio Lógico Matemático

Conhecimentos específicos:

  • Noções de Direito Administrativo e Constitucional
  • Noções de Direito Processual Civil
  • Noções de Direito Processual Penal
  • Noções de Custas Judiciais
  • CODJERJ, Consolidação Normativa e Legislação Complementar

BANCA CEBRASPE – EDITAL 2020

Disciplinas:

Conhecimentos básicos:

  • Língua Portuguesa
  • Legislação Especial
  • Noções dos Direitos das Pessoas com Deficiência
  • Ética no Serviço Público

Conhecimentos específicos:

  • Noções de Direito Administrativo
  • Noções de Direito Constitucional
  • Noções de Direito Processual Civil
  • Noções de Direito Processual Penal
  • Legislação

Com essa nova configuração, Alexandre Prado recomenda atenção especial para a parte de Legislação. De acordo com O Especialista, a melhor forma de estudar Legislação é por meio de questões.

2. Como elaborar um cronograma para o TJ-RJ em poucos meses

Vamos pensar que você irá fazer o concurso de 2020, certo? Agora que nós temos uma data fim, 21 de junho, o cronograma deve ter como base o dia da sua elaboração até a data da prova.

São cerca de três meses. Ou, se você preferir, 90 dias. E esse período é para botar todo o conteúdo programático para ser estudado.

Além disso, nesse tempo o foco deve ser em conseguir aprender o máximo de conteúdo possível. É hora de correr contra o tempo.

Com isso, como estudar nesses dias que restam?

Quem já vem estudando, este é o momento de fazer muito exercício e intensificar o ritmo de estudo. O objetivo, nessa fase, é aparar as arestas e buscar todo o conteúdo que falta no seu aprendizado.

Por outro lado, para quem está começando a estudar agora, o foco tem que ser em conciliar a teoria com a realização de muitas (muitas!) questões de todo o conteúdo.

Um ponto destacado pelo Especialista é que os interessados tenham atenção maior na parte da Legislação na hora de montar seu plano de estudos.

A dica de Prado, nesse caso, é seguir a linha acima e também estudar por meio de questões. Afinal, trata-se de lidar com pergunta e resposta, construindo o aprendizado sobre os conceitos de Legislação.

Outra parte do edital para ter atenção quando for organizar seu cronograma, segundo o professor, são as matérias de Direito e Português. Estas são as mais complexas por conta dos grandes conteúdos programáticos.

Então, o que tudo isso significa? 

Que você deve saber administrar a leitura da parte teórica ,e em seguida, fazer questões para fixar o aprendizado.

3. Observações importantes sobre a banca Cebraspe

Em 2008, quando a banca Cebraspe foi responsável pelo concurso do TJ-RJ, a logística da estrutura e confecção da prova foi toda feita pela UFRJ.

Agora, em 2020, a responsabilidade da confecção será toda do Cebraspe. Dessa forma, ao mapear as questões anteriores do concurso, tenha atenção a esses detalhes:

  • A banca Cebraspe, na área de Direito, pede muita Jurisprudência e Doutrina.
  • Esta não é uma banca literal da lei, ou seja, uma banca gramatical. Com isso, ela exige mais conhecimento específico do candidato.
  • A Cebraspe seleciona a lei e aplica em um caso concreto.

📝Certo ou Errado? Lembre última prova do Cebraspe para concurso TJ-RJ

4. É preciso escolher a região no concurso do TJ-RJ

Se você tem dúvidas sobre essa parte, atenção! Basicamente, o candidato deve fazer a escolha da região entre as disponibilizadas na hora da inscrição. Após o processo, a lotação de trabalho pode ser alterada.

Dessa forma, em um primeiro momento, não se preocupe com a lotação, e sim com a região que você vai escolher na inscrição.

Para definir a sua escolha, não se baseie em critérios como nota de corte. Afinal, essa pode variar bastante.

Leve em consideração detalhes pessoais como moradia, transporte e tudo que possibilite uma escolha confortável para você.

📝 Confira a lista de regiões completa nos editais de técnico e analista judiciário do TJ-RJ

EXTRA: dicas do analista judiciário do TJ-RJ

Nada melhor que uma pessoa que vivencia o dia a dia do órgão para saber mais sobre o concurso, não é mesmo?

Analista do TJ-RJ desde 2004 e também professor de Português, Guilherme Cardozo aposta que o cargo de técnico judiciário terá chamada de excedentes maior pelo órgão.

Com três meses para o concurso, a dica do analista é que este deve ser o momento de intensificar o treinamento ao máximo dentro do horário disponível.

No caso da disciplina que leciona, Língua Portuguesa, o professor afirma que se o candidato já vem estudando a gramática e textos, agora é o momento de verificar como está o aprendizado.

Assim, faça e releia resumos, busque realizar uma bateria de exercícios por área dos conteúdos de Português e não deixe de fazer simulados também.

FOOTER-simulado

Para quem está começando agora, Guilherme recomenda também administrar o tempo com questões e teoria. É fundamental andar com os dois lados.

Se você tem interesse em ser aprovado no TJ-RJ, tenha em mente que no órgão tem bastante trabalho o aguardando.

Mesmo com a modernização do tribunal com o objetivo de diminuir a burocracia e permitir até home office, a demanda ainda é grande.

Outro ponto destacado pelo profissional é que o TJ-RJ possui um excelente plano de carreira, com progressões e promoções.

Guilherme pede que quem está interessado em fazer parte do tribunal tenha bastante foco, persistência e não se abale com a alta concorrência. Manter o foco é o primeiro passo para alcançar o resultado esperado, a APROVAÇÃO.


Compartilhe o conteúdo

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *