fbpx

Agente administrativo PF: como se preparar

Com proposta de edital para setembro, a Polícia Federal aguarda a autorização para o concurso da área Administrativa, em que o maior destaque é o agente administrativo PF.

Das 557 vagas solicitadas ao Ministério da Economia, o cargo de agente administrativo tem 404 vagas solicitadas. A carreira é para ensino médio completo, com ganhos iniciais de R$4.710,76.

Se você vai começar a estudar, saiba como fazer o planejamento e seu ciclo de estudos.

agente administrativo pf

Para o cargo de agente administrativo, o próximo concurso da Polícia Federal tem previsão de 404 vagas (Foto: Freepik)

Agente administrativo PF: matérias

Com 534 vagas, o último concurso para agente administrativo da PF foi em 2013, realizado no Distrito Federal e em diversos estados do país. A organizadora foi o Cebraspe (antigo Cespe/UnB).

Foram 50 questões de Conhecimentos Básicas, divididas entre as disciplinas de:

Em Conhecimentos Específicos foram 70 questões de noções de:

  • Administração Pública
  • Administração Financeira e Orçamentária (AFO)
  • Gestão de Pessoas nas Organizações
  • Arquivologia
  • Administração de Recursos Materiais (ARM)
  • Legislação Aplicada à Polícia Federal

Para o cargo, não houve etapa discursiva nem TAF.

Agente administrativo PF: como se preparar

O professor e diretor acadêmico da Folha Cursos, Douglas Schneider, acredita que o Cebraspe vá ser escolhido como banca organizadora do próximo concurso agente administrativo PF. Inclusive, ele crê em uma possível dispensa de licitação. Isto é, quando a banca para a aplicação da prova já foi escolhida há muito tempo.

Além disso, a seleção precisa ser realizada até quatro meses antes da eleição, devido às limitações em termos orçamentários. Se tudo correr como o esperado, as provas serão realizadas 23 de janeiro de 2022. De acordo com o professor Douglas, é mais do que tempo o suficiente para começar os estudos.

Na sua opinião, o edital será bem parecido com o de 2014, sem possíveis grandes alterações e sem uma etapa discursiva. Uma possível mudança seria a disciplina de Administração Pública passar a ser Noções de Administração.

Como criar uma sessão de estudos

Antes de falar sobre como distribuir o tempo de estudo entre as 12 disciplinas, o professor explicou como criar uma boa sessão de estudos em 60 minutos. Ele recomenda organizar o tempo da seguinte forma:

  • Estudo: 25-30 minutos
  • Questões: 10 minutos
  • Revisão: 5 minutos
  • Registro: 5 minutos
  • Descanso: 5 minutos

Se você prefere organizar uma sessão de estudos de 90 minutos, o professor também tem uma sugestão:

  • Estudo: 40-45 minutos
  • Questões: 20 minutos
  • Revisão: 10 minutos
  • Registro: 5 minutos
  • Descanso: 10 minutos

O momento do estudo é quando entram as aulas, a leitura de um livro, textos, materiais em PDF, materiais didáticos… sempre acompanhados pelo estudo ativo. Ou seja, enquanto estuda a teoria, o futuro servidor deve fazer anotações, à mão ou no computador, usando suas próprias palavras para explicar o conteúdo.

Essas notas podem ser no formato de resumo, mapas mentais, post its, fichas curtas etc. Só vale lembrar que esse será o seu material de consulta na hora da revisão. “É uma material que você está produzindo para nunca mais precisa àquele material de origem”, resume o professor.

Em seguida, as questões devem ser sobre o assunto estudado. A princípio, 10 ou 20 minutos pode parecer pouco tempo. No entanto, em bancas como o Cebraspe, na hora da prova, o candidato tem no máximo dois minutos por item. Além disso, em um ano, contando descansos aos fins de semana, serão mais de quatro mil questões resolvidas.

O importante não é só você acertar ou errar nesse momento, é entender como o examinador está cobrando, afirma Douglas Schneider.

Enquanto na revisão você retomará ao conteúdo que produziu durante o estudo, no registro, como o próprio nome diz, é o momento de registrar:

  • Quantidade de questões feitas
  • Quantidades de acertos
  • Dúvidas
  • Onde você parou na matéria

Ciclo de estudos para agente administrativo PF

Douglas Schneider recomenda no mínimo duas horas de estudo por dia e no máximo seis horas. No entanto, ele considera quatro horas o ideal, inclusive para quem trabalha. Ou seja, supondo essas quatro horas, serão quatro sessões de estudo por dia, levando em conta 60 minutos por sessão. As sessões também não precisam ser seguidas uma da outra.

Para organizar os conteúdos por sessão, ele recomenda dividir as disciplinas em três ciclos de estudo:

Ciclo 1 Ciclo 2 Ciclo 3 Revisão
Português Noções de AFO Atualidades Ciclo 1
Noções de Administração  Pública Noções de ARM Noções de Gestão de Pessoas Ciclo 2
Raciocínio Lógico-Matemático Noções de Informática Noções de Arquivologia Ciclo 3
Noções de Direito Constitucional Noções de Direito Administrativo Legislação aplicada à PF

O especialista recomenda estudar uma disciplina por hora, para deixar o estudo mais dinâmico. Além disso, estudar um ciclo de cada vez. Afinal, a ideia dos ciclos é justamente dar conta de tantas disciplinas. Quando acabar uma das disciplinas do primeiro ciclo, substituir por uma do segundo, e seguir nesse ritmo.

Já os sábados, ele aconselha deixar unicamente para revisão de todo o conteúdo já visto, e os domingos para descanso. Esses descansos, incluindo os que fazem parte das sessões, são fundamentais para manter o estudo sustentável a longo prazo. Somado a isso, reservar pelos menos meia hora do horário de almoço para revisar os estudos do dia anterior.

Lembrando que esta é apenas uma sugestão de ciclos. Por exemplo, o professor Douglas também indica colocar no ciclo 1 as matérias que você tem mais dificuldade ou as que são mais cobradas no concurso. Ter facilidade ou não com uma disciplina depende cada um.

Dicas para estudar para agente administrativo PF

Por fim, o professor deixou quatro dicas para quem planeja se preparar para o concurso de agente administrativo PF:

  1. Não perca tempo para iniciar sua preparação. Analise as informações disponíveis e tome sua decisão o mais rápido que puder
  2. Seja eficiente nos seus estudos. Aproveite os momentos sem compromissos para ocupá-los com uma sessão de estudos
  3. Não fique pensando “e se”. Acredite que o edital vai sair e que a prova será na data prevista
  4. Avalie o seu nível de conhecimento para montar os ciclos de estudos. Deixe as matérias com as quais tem mais intimidade para o final.

Agente administrativo PF: concurso

Antes de começar a sua preparação, é essencial saber as principais informações sobre as funções e requisitos da carreira. Confira as principais informações:

Agente administrativo PF: edital

O pedido de vagas enviado ao Ministério da Economia foi proposto como sugestão. Ou seja, ele parte do princípio de que o aval será dado até/em 1º de julho de 2021. Confira o cronograma prévio:

  • 01/07/2021: autorização
  • 02/09/2021: assinatura do contrato com a banca
  • 21/09/2021: publicação do edital do concurso público
  • 23/01/2022: aplicação das provas objetivas e discursivas, com possibilidade de antecipação da data
  • 06/03/2022: perícia médica dos candidatos com deficiência
  • 07/03/2022: procedimento de heteroidentificação – candidatos negros
  • 01/04/2022: resultado final do concurso público
  • 07/04/2022: nomeação

O quantitativo de vagas completo do concurso, de 557, foi distribuído da seguinte forma:

  • Administrador: 23 vagas
  • Agente administrativo: 404 vagas
  • Arquivista: 8 vagas
  • Assistente Social: 10 vagas
  • Bibliotecário: uma vaga
  • Contador: 9 vagas
  • Economista: três vagas
  • Enfermeiro: três vagas
  • Engenheiro: uma vaga
  • Estatístico: quatro vagas
  • Farmacêutico: uma vaga
  • Médico : 68 vagas
  • Nutricionista: uma vaga
  • Psicólogo: cinco vagas
  • Técnico em Assuntos Educacionais: 13 vagas
  • Técnico em Comunicação Social: três vagas

Agente administrativo PF: requisitos

De todas as carreiras oferecidas no concurso, apenas a de agente administrativo pede até o ensino médio completo. Para todas as outras é necessário o ensino superior completo.

Agente administrativo PF: atribuições

Assim como no caso da PRF, o agente administrativo da Polícia Federal não executa ações de caráter policial. Entre suas atividades do dia a dia, estão:

  • Protocolo de documentos
  • Acompanhamento de operações policiais
  • Contagem de dinheiro
  • Conferência de documentos

Agente administrativo PF: salário

A remuneração inicial para a carreira é de R$4.710,76. Os cargos de nível superior recebem R$ 5.776,47, com exceção do médico, que ganha R$7.692,55.

Agente administrativo PF tem porte de arma?

Como não é um cargo policial, os agentes administrativos não possuem porte de arma.

>> Inscreva-se para assistir à aula de Administração gratuita

aulão de administração para agente administrativo da PF

Você está se preparando para o concurso, futuro servidor? Fique de olho no Blog da Folha Dirigida para mais dicas para essa e outras provas!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *