fbpx

7 dicas de ouro para passar na área Fiscal

A princípio, passar em concurso na área Fiscal parece uma tarefa impossível. Com tantas matérias e um salário acima da média, a concorrência para as seleções é extremamente acirrada.

Segundo a professora Luciane Sartori, da Folha Cursos, a própria escolha do concurso já diferencia as pessoas. No entanto, algo que todos têm em comum é a dificuldade de conciliar a quantidade de matérias.

Antes de tudo, ela já adianta: nenhum candidato consegue zerar o edital.

Mesmo o aprovado em primeiro lugar para o último concurso da Receita Federal acertou cinco das dez questões de Direito Administrativo. Ou seja, uma a mais do que precisava para ser aprovado e passar nesse concurso da área Fiscal.

Todavia, ainda que saiba que é praticamente impossível gabaritar a prova, o futuro servidor tem que ter consciência de que precisa acertar o maior número de questões que conseguir.

Em virtude disso, passar em concurso da área Fiscal significa ter um bom planejamento para estudar com eficiência.

Por isso, a professora Luciane e o professor de Contabilidade, Eugênio Montoto, deram sete dicas de ouro para passar em concurso da área Fiscal. Confira!

1# Faça o seu próprio planejamento

Na época em que tinha o seu próprio concurso, uma coisa que Luciane Sartori reparava é que praticamente todos os alunos tinham a mesma dificuldade de conciliar as matérias. Ou seja, era o que igualava todos eles.

Diante desse cenário, o que ela propõe é ser conduzido pelos próprios sonhos e não empurrar com a barriga os problemas. A dificuldade todos têm. Mas cabe ao estudante direcionar o foco para o resultado final.

Além disso, outro percalço comum é receber críticas de outras pessoas, seja de família ou amigos em relação a ter escolhido fazer um concurso público. A dica é ter em mente que o concurso de fato existe, não é uma “invenção para roubar dinheiro” e que ele muda a vida dos aprovados.

Com isso em mente, a professora dá a seguinte sugestão de planejamento:

  • Três dias de estudo
  • Dois dias de revisão
  • Um dia para descanso
  • Um dia para simulados

“Quando você monta esse cronograma você está planejando seu futuro”, reforça a professora Luciane.

2# Mantenha o foco

Sobretudo em concursos públicos, é muito comum que o candidato desista quando não tem ou demora a sair o edital.

Porém, principalmente para passar em concurso Fiscal, esse é o grande diferencial: é preciso estudar antes da publicação do documento.

“Quando sair o edital, já era” afirma Eugênio Montoto.

Segundo o professor, ele tem pouca informação efetiva do que o aluno precisa estudar. Além de conter itens que nunca foram cobrados, alguns temas não estão explícitos, como são apresentados nas provas anteriores ou pelos professores dos cursinhos.

Portanto, o que fará a diferença é um estudo focado e bem direcionado.

3# O foco precisa estar alinhado ao planejamento

Antes de tudo, o futuro servidor precisa se perguntar: por onde começar? Em seguida, traçar um planejamento e o seguir com foco e persistência de segunda à segunda.

Também é importante definir os planos de acordo com a própria realidade. Por exemplo, em um edital com 12 matérias, a quantidade de disciplinas que serão estudadas por dia depende de quanto tempo o futuro servidor tem disponível.

Supondo uma pessoa que tenha oito horas diárias de estudo. Nesse caso, a dica da professora Luciane é distribuir essas 12 matérias em três dias, com 50 minutos de estudo para cada, tempo que ela considera ideal para estudar uma disciplina.

Nesse sentido, um dia de estudos desse futuro servidor poderia incluir:

Portanto, não se trata de estudar por oito horas seguidas a mesma disciplina. Mas sim revezar entre as matérias. Assim, a pessoa mantém um foco muito maior no conteúdo, porque nunca se cansa dele.

Afinal, nas escolas, faculdades e outros cursos regulares, não à toa, o tempo de uma aula costuma ser de 50 minutos. Da mesma forma, os tempos duplos são mais cansativos. Tanto para os alunos quanto para os professores.

Isso também vai ajudar na persistência, na medida que o futuro servidor terá a sensação de estar cobrindo todas as matérias.

No entanto, não deixe de sempre revisar o seu planejamento para possíveis mudanças necessárias. Além disso, mês a mês, fazer uma grande revisão de conteúdo.

Mais do que na publicação do edital, o foco deve estar em se sentir preparado para a prova.

4# Alinhe diversidade e repetição

Depois de muito tempo estudando, o candidato pode até mesmo reduzir o tempo de estudo de 50 minutos para meia hora.

O mais importante é, alinhada à diversidade, a repetição para o bom aprendizado do cérebro.

Como quem aprende dirigir. De tanto fazer aquilo, torna-se um hábito. Em conclusão, o mesmo valerá para os estudos.

Conforme explica a professora, o cérebro aprende algo na seguinte proporção:

  • 10% lendo
  • 20% ouvindo
  • 30% observando
  • 50% vendo e ouvindo
  • 70% discutindo com os outros
  • 80% fazendo
  • 95% ensinando aos outros

Dicas de ouro para passar em concurso fiscal

5# Foque na sua preparação, e não no dia da prova

Direcione seu foco em estar preparado para a prova. Não sabemos quando ela será ou quando ocorrerá a publicação do edital. Mas, estar preparado, é algo do seu controle.

Ter isso em mente ajudará a focar no resultado a longo prazo. Fixar os seus pensamentos a curto prazo pode até mesmo causar uma ansiedade que corre o risco de influenciar negativamente nos seus estudos.

Isso também ajudará a evitar o sentimento de frustração

6# Cuidado com a procrastinação e a autossabotagem

Não é porque a preparação para passar em concurso da área Fiscal tem um objetivo de longo prazo que você ficará adiando as suas tarefas para o dia seguinte. Pelo contrário. Um dos maiores desafios no estudo é, depois de montar um planejamento, cumpri-lo.

Claro que seus planos não são imutáveis. Ou seja, se você sentir que não consegue seguir, é normal fazer alterações.

No entanto, não é porque o edital ainda não foi publicado, que você deva pensar que tem muito tempo e que pode ficar sempre procrastinando suas tarefas. Em outras palavras, se autossabotando.

A persistência trará até mesmo resultados semanais. Uma forma de se manter motivado é comemorar essas pequenas vitórias. Afinal, o estudo para concurso é isso: um degrau de cada vez.

7# Busque autoconhecimento

Antes de tudo, tenha em mente que você não precisa da motivação de ninguém para conseguir a sua própria. Portanto, a sua superação vem de passar do estado atual para o estado desejado.

Nesse sentido, o autoconhecimento é uma etapa fundamental para chegar no objetivo final. No caso aqui, passar em concurso da área Fiscal.

As pessoas têm perfis diferentes de aprendizado. Por exemplo, são eles:

  • Memória fotográfica – perfil visual
  • Assimila melhor o que escuta do que o que lê – perfil auditivo
  • Aprende fazendo – perfil cinestésico
  • Se questiona muito – perfil digital

Portanto, a dica da professora Luciane é buscar esse autoconhecimento. Para assim descobrir qual o melhor método de aprendizagem para você. Por fim, usá-lo a seu favor.

As dicas de como passar em concurso Fiscal contribuíram para a sua preparação? Continue de olho no Blog da Folha Dirigida para outros conselhos relacionados aos estudos para concurso!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *