fbpx

4 passos para manter motivação nos estudos

Para manter a motivação nos estudos, nosso cérebro precisa ser incentivado o tempo todo. Isso acontece quando nos desafiamos diariamente para nos manter na ativa e empolgados.

Ter isso em mente é fundamental para quem está se preparando para concurso. Porque é essa motivação que vai fazer que o candidato continue estudando e persistindo no sonho da aprovação.

Isso tudo sem cair na armadilha do comodismo ou de se ater apenas a conteúdos que são familiares e conhecidos. Mas, então, como se desafiar nos estudos? Qual o limite entre se desafiar e criar metas irreais?

Você está prestes a descobrir! É só ler até o final.

motivação nos estudos

Você não tem conseguido manter a motivação nos estudos? Esses quatro passos podem te ajudar! (Foto: Freepik)

Por que se desafiar para manter a motivação nos estudos?

O primeiro passo de quem quer ser aprovado é analisar a própria rotina. Quais atividades são indispensáveis? É preciso entender que alguns sacrifícios precisarão ser feitos: menos “balada”, televisão, etc.

Mas não adianta criar expectativas impossíveis no médio prazo, como parar de se exercitar ou dormir menos do que o necessário. Se você estuda sete horas por dia, não pode dormir menos que isso.

Dentro da realidade de cada um, deve-se, gradativamente, usar o tempo “livre” para estudar de fato. Se o futuro servidor estabelece uma meta ao mesmo tempo desafiadora e realista, ao cumpri-la, terá a sensação de dever cumprido.

Isso vicia tanto quanto não cumprir! Por isso que é preciso ter parcimônia, porque a constância nos estudos traz mais resultados que o grande volume.

Por que precisamos desafiar nosso cérebro?

Nosso cérebro oscila entre o tédio e a ansiedade. Achar o “estado de fluxo”, em que o candidato nem sente que o tempo está passando, é fundamental.

É bem mais fácil chegar nesse estado jogando videogame ou tocando um instrumento. Porém, com persistência, o hábito de estudo se cria e o estudante se acostuma a aprender.

Por esse motivo é importante se desafiar para manter a motivação nos estudos. Pense assim: crie pequenas metas, cumpra-as e você vai ver que conseguirá aumentá-las progressivamente, com entusiasmo por conquistar mais.

Se você não sai da sua zona de conforto, nunca se destacará. E isso não é suficiente para ser aprovado.

Folha Cursos lateral

Como se desafiar para manter a motivação nos estudos?

O maior desafio na preparação para concursos públicos é não desistir. O candidato persistente, aquele que mês a mês se avalia e sabe que melhorou, tem a convicção de que sua aprovação é apenas uma questão de tempo.

A jornada é longa, mas a vitória é certa para quem tem um bom planejamento. Confira esses quatro passos para manter a motivação nos estudos!

#1 Crie metas alcançáveis

Para começar a se desafiar, é preciso criar metas. Mas criar metas que sejam alcançáveis para você não se frustrar.

Criar uma meta como passar em concurso público, por exemplo, é algo grandioso e abstrato. A princípio, pode parecer muito distante.

Por outro lado, se você coloca como meta para o dia estudar de 25 minutos uma determinada disciplina, fica um pouco mais fácil, certo?

Conforme você percebe que a sua meta está se tornando um hábito e é fácil de ser cumprida, pode aumentar o grau de dificuldade aos poucos.

Por esse motivo a avaliação pessoal é muito importante para perceber quando esse momento chegar. Esse resultado, a sua autoavaliação, pode ser obtido através de simulados e exercícios, por exemplo.

Também é muito importante celebrar a realização das suas metas. Ou seja, as pequenas vitórias do cotidiano. Pergunte-se:

  • Você ficou feliz com o prazo?
  • Está satisfeito com suas habilidades desenvolvidas?
  • A meta que criou era razoável?

Não esqueça disso: o segredo da aprovação está na constância da realização das suas metas e na persistência diária.

#2 Faça um bom planejamento

Antes de ter um bom planejamento de estudos, é preciso ter uma rotina saudável. Isso fará toda diferença no seu processo de aprendizado.

São bons hábitos:

  • Alimentar-se bem
  • Dormir bem
  • Praticar exercícios físicos
  • Ter um ritual
  • Ter paz de espírito

Com isso em vista, é preciso ter em mente que um bom planejamento se baseia em dois fatores: hábito e método.

O hábito é uma consequência da repetição diária. Se você não tem o hábito de forrar sua cama, isso pode ser uma atividade cansativa. Mas se você o faz todos os dias, se torna algo mais fácil e até mesmo automático.

A importância do método se mostra justamente quando estudar se torna um hábito fácil demais. Um bom método consiste em ter alguns elementos cruciais para a motivação nos estudos, como avaliações contínuas. Estudar e medir que melhorou desencadeia gatilhos no nosso cérebro que nos mantém motivados.

Ainda que você tenha apenas uma hora por dia para estudar, por exemplo, alinhar seus estudos com esses dois fatores já fará com que você torne essa hora produtiva.

motivação nos estudos

#3 Faça simulados e se avalie constantemente

Usar questões para estudar é uma técnica universal. Afinal, quer forma melhor para aplicar a teoria que você acabou de aprender?

Você pode dividir o seu estudo por questões em quatro passos

  1. Selecione as questões das provas de concurso público que precisam de sua atenção.
  2. Procure a resposta para cada questão.
  3. Faça uma marcação ou observação ao lado do parágrafo do livro (ou da lei) com o nome da banca e o ano da prova. Dessa forma, você se assegura que essa questão deve ter a sua atenção.
  4. Repita os passos acima com absolutamente todas as questões. A partir das marcações, você saberá o que deve estudar a fundo.

Conforme for acertando as questões com maior frequência, perceberá que está na hora de subir o nível de dificuldade.

#4 Construa seus próprios resumos

A forma mais eficiente de estudar é através da revisão. O aluno que transforma as suas leituras teóricas em material de revisão aprende mais rápido do que seus concorrentes.

E para revisar, é preciso fazer resumos. Mas se você pensa que um resumo consiste em apenas fazer uma cópia de um texto ou do que um professor está falando, enganou-se.

O desafio e a resposta para um resumo eficiente é tentar escrever o conteúdo com suas próprias palavras de forma objetiva.

Se sentir que seu resumo está muito grande, faça do jeito que está acostumado e depois grife as palavras-chave. A prática vem com o tempo.

Além do resumo tradicional, há outras formas de fazer revisão:

Lembrando que a revisão deve ser uma aliada do processo de aprendizagem. Então, se você sente que não está tendo resultado, não adianta querer se desafiar.

O ideal é retornar ao estudo da teoria. Não adianta fazer um resumo de algo que você não aprendeu.

Dicas para manter a motivação nos estudos

O diretor acadêmico da Folha Dirigida, Douglas Schneider, ainda deu algumas dicas para ajudar a manter o foco e a motivação nos estudos. São elas:

  • Encare o estudo como objetivo de curto prazo
  • Considere a sessão de estudos como sua meta
  • Guie-se pelo processo, e não pelo resultado
  • Conecte-se com o presente, não com o futuro
  • Pare de se comparar com o que vê na internet
  • Planeje cada dia da sua semana

folha cursos

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *