fbpx

Como desenvolver Inteligência Emocional para os estudos

Compartilhe o conteúdo

Tirar as suas metas do papel e começar uma preparação efetiva e totalmente focada para concursos públicos é um desafio. Um caminho para ajudar é ter equilíbrio e desenvolver Inteligência Emocional para os estudos.

Quando você domina a sua mente e o coração, fica mais fácil produzir com excelência e saber lidar com as dificuldades que podem surgir.

Por isso é fundamental compreender o que é a Inteligência Emocional, como ela pode ser desenvolvida e como ela pode ajudar a tirar a sua vida ideal do papel, segundo a coach e treinadora comportamental Livia Cavalcante.

mindset do futuro servidor

O que é Inteligência Emocional?

O tema foi difundido pelo jornalista científico Daniel Goleman e consiste na capacidade de controlar impulsos, canalizar emoções e ter sabedoria ao lidar com os desafios e frustrações que acontecem no decorrer da vida.

Uma pessoa emocionalmente forte é capaz de produzir um novo estilo de vida depois de conhecer mais a si e ter equilíbrio ao lidar com situações desafiadoras.

A coach explica que pessoas com equilíbrio emocional são capazes de:

  • Mudar a própria realidade
  • Desenvolver um mindset fortalecedor
  • Modificar crenças que as impedem de progredir
  • Desenvolver o foco necessário para realizar grandes feitos

São pessoas que não desistem nas primeiras dificuldades e encaram as derrotas como grandes aprendizados.

Se você quer ter sucesso e a consequente aprovação em concursos públicos, aprenda a desenvolver a sua inteligência emocional, explica Livia Cavalcante.

Como desenvolver Inteligência Emocional para os estudos?

O primeiro passo já foi dado: se você está lendo esse post, é provável que reconheça que não é tão forte emocionalmente como pensa.

A boa notícia é que a capacidade de gerir as emoções não é dada a alguns e a outros não. Ela pode sim ser desenvolvida a qualquer tempo, explica a coach.

Isso vai depender, obviamente, da sua vontade de querer ser alguém que está disposto a ser uma pessoa mais forte e mais centrada.

Aqui vão algumas dicas da Livia Cavalcante para você descobrir como controlar as emoções e não ser dominado por elas:

  • Pratique a empatia;
  • Não tenha medo de se expressar;
  • Seja mais autoconfiante;
  • Encare as emoções negativas como uma oportunidade de crescimento;
  • Procure se autoconhecer;
  • Conheça seus próprios limites.
Como ter inteligência emocional

Controlar suas emoções ajuda a encarar melhor seus desafios, tanto nos estudos quanto no dia da prova (Imagem: Unsplash)

A partir do momento que você entende como gerir bem suas emoções, a sua vida ganha um novo ar.

Você passa a encarar os desafios de uma forma mais tranquila e consegue tirar proveito de cada acontecimento.

→ Leia também: como diminuir a ansiedade nos estudos

Como melhorar a Inteligência Emocional?

É notória a importância da Inteligência Emocional nas principais áreas da vida. Com o alcance de metas e objetivos não seria diferente.

Quando você lida bem com os próprios sentimentos e fortalece sua capacidade de controle emocional, descobre como pode exercer o domínio sobre si para desenvolver capacidades e habilidades que ajudem a colocar suas metas em prática.

Além de ajudar a estudar bem sob pressão, por exemplo, a Inteligência Emocional melhora sua capacidade de adaptação diante dos desafios.

E isso se torna positivo para você aumentar suas possibilidades de crescimento.

Seja na sua vida pessoal ou profissional, você necessita vencer desafios, superar dificuldades e saber tomar decisões certas.

Com uma boa dose de Inteligência Emocional, todos esses acontecimentos podem ser menos dolorosos quando há o equilíbrio entre razão e emoção.

Principalmente na maratona do futuro servidor!

→ 6 passos para construir metas para concursos

Qual a importância da Inteligência Emocional para o futuro servidor?

Se na vida a Inteligência Emocional é fundamental, na vida profissional ela se torna ainda mais importante.

Tudo isso porque ela proporciona o equilíbrio entre razão e emoção, ajuda a encarar os desafios com leveza e fortalece as competências emocionais que estão atreladas à profissão.

Os estudantes podem enxergar nessa habilidade uma maneira de encontrar mais qualidade no ambiente de estudo.

Reconhecer os próprios sentimentos para desenvolver o autocontrole emocional ajuda a desenvolver a resiliência, a ter mais serenidade e foco para entregar resultados, benefícios que são facilmente aplicados na preparação de estudos do futuro servidor.

Busque acima de tudo o autoconhecimento. Esse pode ser o grande diferencial em sua aprovação!

Se você perdeu algum episódio da Série Futuro Servidor, confira:

 


Compartilhe o conteúdo

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *