fbpx

Qual a diferença entre inspetor e investigador da PC-RJ?

O concurso da PC-RJ é um dos mais esperados do ano na área de Segurança do Rio de Janeiro. Entre as 864 vagas autorizadas no novo aval, o futuro servidor pode ficar na dúvida sobre a diferença entre investigador e inspetor.

Mas, apesar da nomenclatura parecida e do cargo de inspetor exigir ensino superior, enquanto para investigador o requisito é apenas de nível médio, há algumas diferenças entre as funções.

Há ainda a possibilidade de mudança do requisito para investigador voltar a ser ensino superior completo, com chance de valer apenas após a realização do próximo concurso e não esse de 2021. Atualmente, a proposta está em discussão na Alerj.

No concurso previsto para 2021, a oferta anunciada é de 118 vagas para investigador e 597 vagas para inspetor, cargo que terá o maior quantitativo da seleção.

Cargo de inspetor da PC-RJ exige nível superior em qualquer área, enquanto o investigador exige nível médio (Foto: Pexels)

Com matérias bem parecidas, pode ser possível estudar para inspetor e investigador ao mesmo tempo (Foto: Pexels)

Quais são as funções técnicas de um inspetor? E do investigador?

Segundo o assessor especial do gabinete do governador do Rio de Janeiro e comissário da Polícia Civil do estado, Márcio Garcia, o inspetor é o agente de investigação e inteligência da polícia judiciária, que atua nos inquéritos policiais em apoio ao Poder Judiciário, com a finalidade de apurar a autoria e materialidade das infrações penais.

Segundo o comissário, as funções são as mesmas nos dois cargos, porém com pequenas distinções.

Na lei 3.586/01, por exemplo, consta que as atribuições do investigador são de Operador Policial de Telecomunicações, Motorista Policial, Fotógrafo Policial e Carcereiro Policial, mas no dia a dia, a prática de ambos os cargos é semelhante.

Como é ser um inspetor e investigador da PC-RJ?

As funções do inspetor e do investigador da Polícia Civil do Rio de Janeiro são:

  • Atendimento ao público
  • Lavratura de flagrantes
  • Cumprimento de mandados de prisão ou busca e apreensão
  • Operações policiais
  • Atuação em grandes eventos
  • Atividades relacionadas à segurança pública, em defesa da sociedade

Qual a diferença entre inspetor e investigador da Polícia Civil?

A diferença entre os cargos, conforme explica o comissário Márcio Garcia, está no nível hierárquico. O inspetor encontra-se em uma posição acima do investigador.

Além disso, para ser inspetor, é necessário ter nível superior completo em qualquer área, enquanto para investigador, a exigência vai até o ensino médio.

“As atribuições legais são um pouco distintas. Entretanto, na prática das delegacias distritais e especializadas ambos os cargos efetuam as mesmas funções”, resume o comissário.

A remuneração também é diferente. Enquanto para inspetor é de R$6.280,31, para investigador os ganhos são de R$5.740,38.

Outra diferença é que, após a posse, as promoções no cargo de investigador são mais rápidas das que a do cargo de inspetor. São dois motivos para que isso aconteça:

  • A carreira de investigador tem três classes, enquanto na de inspetor são seis.
  • O concurso de inspetor é mais recente do que o de investigador. A necessidade de investigador é maior, então as chances de conseguir uma promoção são maiores.

Segundo consta na lei 3.586/01, de 21 de junho de 2001, sobre a reestruturação do quadro permanente da Polícia Civil do Rio de Janeiro, o quantitativo de cargos em cada classe é:

Inspetor de Polícia
2ª – 1100
3ª – 1600
4ª – 2100
5ª – 2500
6ª – 3800

Investigador de Polícia
1ª – 500
2ª – 1000
3ª – 2000

É possível estudar para inspetor e investigador da PC-RJ?

Segundo o comissário, “é possível estudar para os dois cargos, pois as matérias são comuns”. Logo, os estudos podem valer para ambos.

As matérias dos últimos editais são as mesmas. O que muda é o conteúdo programático inserido em cada uma delas e o número de questões da prova.

Vale lembrar se no concurso 2021 as provas serão em dias diferentes, para que o candidato possa fazer as duas provas. Também é essencial ver o que o edital de abertura do concurso diz quanto a isso.

Folha Questões PC RJ

Último concurso de inspetor da PCERJ

Na última prova para inspetor da PC-RJ, de 2012, o edital cobria um quantitativo de 600 vagas. As etapas da seleção foram:

  • Prova de conhecimento
  • Teste de Aptidão Física (TAF)
  • Exame psicotécnico
  • Exame médico
  • Curso de formação profissional

No TAF masculino, foram cobrados:

  • Flexão abdominal com índice mínimo 30 repetições e tempo máximo de um minuto
  • Flexão de cúbitos (braços) com índice mínimo 30 repetições e tempo máximo de um minuto
  • Corrida de velocidade com índice mínimo de 100m e tempo máximo de 20 segundos
  • Corrida de resistência com índice mínimo de 2.400m e tempo máximo de 12 segundos

Já no TAF feminino:

  • Flexão abdominal com índice mínimo 25 repetições e tempo máximo de um minuto
  • Flexão de cúbitos (braços) com índice mínimo 20 repetições e tempo máximo de um minuto
  • Corrida de velocidade com índice mínimo 100m e tempo máximo de 22 segundos
  • Corrida de resistência com índice mínimo 2.000m repetições e tempo máximo de 12 segundos

Apesar das disciplinas serem as mesmas para inspetor e investigador, a quantidade de questões foi diferente. Na prova de inspetor, a divisão foi:

  • Língua Portuguesa: 30 questões
  • Informática: 20 questões
  • Noções de Direito Administrativo: 13 questões
  • Direito Constitucional: 13 questões
  • Noções de Direito Penal: 12 questões
  • Noções de Direito Processual Penal: 12 questões

Último concurso para inspetor e investigador

Último concurso de investigador da PCERJ

A última prova de investigador da PC-RJ é de 2005 e o quantitativo de vagas oferecido foi 250. A prova escrita de investigador foi da seguinte forma:

  • Língua Portuguesa: 30 questões
  • Noções de Direito Constitucional: cinco questões
  • Noções de Direito Administrativo: cinco questões
  • Informática: 10 questões
  • Noções de Direito Penal: 10 questões
  • Noções de Direito Processual Penal: 10 questões

As etapas foram as mesmas, mas o TAF teve menos itens. Para o TAF masculino, foram pedidos:

  • Corrida de meio fundo com índice mínimo de 2.200m e tempo máximo de 12 minutos
  • Corrida de velocidade com índice mínimo de 100m e tempo máximo de 18 segundos

Para o TAF feminino:

  • Corrida de meio fundo com índice mínimo de 1.800m e tempo máximo de 12 minutos
  • Corrida de velocidade com índice mínimo de 100m e tempo máximo de 20 segundos

Quer acessar notícias exclusivos para o concurso da PC-RJ 2021? Assine a Folha Dirigida!

Assinatura Folha Dirigida

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *