fbpx

Os 3 maiores inimigos do estudo

Compartilhe o conteúdo

Estudar é um processo que, muitas vezes, é complicado. Estudar para concurso público, então, demanda extrema dedicação e foco do aluno. Quando o desempenho não vai bem, é quase certo que um dos inimigos do estudo estão atuando.

Segundo o médico Pablo Vinicius, especialista em Psiquiatria e Medicina do Sono, são três os grandes inimigos da aprendizagem: o estado emocional, o sono e a alimentação.

Além destes, considerados os maiores, o médico cita o uso de certos medicamentos e o sedentarismo.

Pablo Vinicius, que é idealizador do Programa de Alto Rendimento Cognitivo (Parc), destaca que antes de saber como agem esses inimigos, é importante entender como funciona o mecanismo de aprendizagem. Entender como as pessoas aprendem, para então saber quais são os verdadeiros inimigos.

Confira a explicação em áudio do médico Pablo Vinicius:

Como funciona o processo de aprendizagem

dr. Pablo Vinicius

Dr. Pablo Vinicius alerta para os cuidados durante a preparação (Foto: Divulgação)

O processo de aprendizagem acontece com a entrada das informações através dos nossos órgãos sensoriais (olfato, paladar, tato, visão e audição).

Logo elas atingem regiões do sistema nervoso central, onde será formada a primeira memória (memória de curto prazo), na região chamada de hipocampo.

Dessas informações, algumas serão descartadas e outras registradas no córtex cerebral, formando a memória de longo prazo.

Para um processo de aprendizagem adequado, é preciso preservar todos os canais de informação que chegam pelos órgãos sensoriais.
Assim, olhos, ouvidos, leitura, sistema de condução, hipocampo e o sistema de transmissão do hipocampo para o córtex devem estar perfeitos.

“Veja quantas coisas é preciso para um aluno perceber, depois da aula, que aprendeu e que consiga lembrar no dia seguinte. Então, tudo o que possa interferir nesse processo passa a ser um inimigo do estudo.”

Problemas de visão, audição e de leitura podem ser inimigos do estudo. Mas, nesse post, vamos focar no que mais influencia o aprendizado e o estudo dentro do sistema nervoso central, e não nos órgãos sensoriais.

📝Guia: 51 dicas para concursos públicos

Os maiores inimigos do estudo hoje

Vários fatores podem ser considerados quando o aluno tem um mal desempenho nos estudos. Mas, três deles se destacam, na opinião do médico.

Inimigo 1: Estado Emocional

Pablo Vinicius define como inimigo aqui a ansiedade patológica, crises de pânico e depressão, como prejudiciais diretamente no desempenho cognitivo das pessoas.

Estado Emocional atrapalha os estudos
“Infelizmente estamos vivendo uma epidemia de transtornos emocionais. Muitas pessoas estão recorrendo a medicamentos e soluções para conseguir ficar minimamente bem. O estado emocional é um inimigo importantíssimo, assim como medicamentos”, explica.

Para o médico, além dos transtornos emocionais, o uso de certos remédios também pode atrapalhar o desempenho cognitivo, como calmantes e psicoestimulantes.

Por isso, tenha muito cuidado com medicamentos e sempre busque a orientação de um médico.

📝Como diminuir a ansiedade nos estudos para concursos

Inimigo 2: Sono

O sono atrapalha seus estudos. A qualidade e a quantidade podem sim influenciar na sua performance nos estudos.

Especialista em Medicina do Sono, Pablo Vinicius explica que o aprendizado acontece durante a noite, então uma pessoa que dorme pouco ou tem uma qualidade ruim no sono, terá sérios problemas na aprendizagem.

sono atrapalha os estudos para concursos

Inimigo 3: Alimentação

Os alimentos que você consome também podem afetar diretamente na sua capacidade de atenção, concentração e memória. Calma, que dr. Pablo explica:

“Alimentos inflamatórios prejudicam as vias de transmissão da informação. Se uma informação tem que sair da memória de curto prazo para se transformar em memória de longo prazo, isso depende da conexão entre os neurônios. São caminhos dentro do cérebro, que se estiverem inflamados, oxidados, a informação não chega onde tem que chegar para virar memória de longo prazo.”

o que você come também pode influenciar seu desempenho nos estudos

📝Quais alimentos podem ajudar (ou não!) nos estudos

Como melhorar o processo de aprendizagem

Ter hábitos saudáveis é o primeiro passo. Assim como procurar ajuda especializada caso você tenha identificado algum dos problemas citados nos órgãos sensoriais.

“Não tenho dúvidas de que as pessoas estão com dificuldade no aprendizado porque estão vivendo mal”, diz o médico.

Por isso seu cuidado com alimentação, prática de atividades físicas e um sono regular são de extrema importância. Além de muito cuidado com o uso de medicamentos, pois alguns prejudicam muito o aprendizado.

fd-anual


Compartilhe o conteúdo

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Leonardo disse:

    Excelente abordagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *